Total de visualizações de página

Horario de Brasilia

PITIMBU NOTÍCIA

quarta-feira, 23 de abril de 2014

NESTE DOMINGO DIA 27 DE ABRIL NO ESPAÇO TECO SHOW EM PITIMBU


PSDB terá que decidir entre Cássio e Cícero

PSDB terá que decidir entre Cássio e Cícero
OPÇÕES: PSDB terá que decidir entre candidatura de Cássio ao Governo ou reeleição de Cícero ao Senado

“As duas posições na chapa não vejo como algo viável na conjuntura atual”. Foi assim que o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) revelou que o PSDB na Paraíba não poderá acomodar as duas postulações na chapa majoritária, se referindo a candidatura dele ao Governo do Estado e a postulação à reeleição de Cícero Lucena ao Senado Federal.

Apesar de garantir que a pretensão do colega de bancada é legitima, Cássio lembrou que só haverá possibilidade de composição com outras legendas se houver espaços para oferecer.

“O partido vai deliberar sobre isso. Já se foi o tempo em que o PSDB tinha hegemonia política suficiente para formar chapa exclusivamente partidária, é essa visão que tenho, o senador Cícero tem legitimidade de pleitear, e o partido vai ter que optar, seja na instancia nacional, seja na instancia estadual, se vai ter candidato ao Governo ou se vai ter candidato ao Senado, porque as duas posições na chapa,politicamente e eleitoralmente falando, não é viável”, falou.

Cássio destacou ainda que é preciso que os filiados da legenda entendam que só haverá possibilidade de composição somando forças. “A minha visão política está posta, o PSDB tem que compreender que não pode ter os dois espaços e eu não serei problema para acatar a decisão que o partido venha a tomar ”, asseverou.

Já no que diz respeito à vice, Cássio deixou claro que a chapa poderia sim ser composta por outro tucano. A bola da vez seria o deputado federal Ruy Carneiro (PSDB), que sairia de cena na disputa proporcional, para deixar o espólio eleitoral livre para os partidos aliados. Em 2010, Ruy foi eleito com mais de 100 mil votos, sendo um dos mais votados na Paraíba para a Câmara dos Deputados.

As declarações de Cássio foram veiculadas em entrevista ao programa Correio Debate, na 98 FM.

PB Agora

Ausência de tempo em guia eleitoral tira chances de Agra ocupar vice de Cássio na disputa pelo Governo da Paraíba


Apesar de ser um dos mais cotados para ocupar a vaga de vice na chapa encabeçada pelo senador Cássio Cunha Lima (PSDB), na disputa pelo Governo da Paraíba, o ex-vice prefeito de João Pessoa, Luciano Agra, que também é o presidente municipal do PEN em João Pessoa, deve ser descartado do posto por não disponibilizar tempo de guia eleitoral para somar ao projeto político comandado pelo PSDB. 

Mesmo rasgando elogios ao ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Agra (PEN), Cássio, no entanto, deixou claro que apesar do amigo ser um nome ‘extraordinário’ vários  aspectos práticos para uma eleição pesam na hora de escolher os membros da chapa majoritária que será encabeçada pelos tucanos.

Um dos fatores citados por Cássio que compromete a escolha ou não de Agra para ser o seu vice é a questão do tempo de televisão e ainda a formação das coligações proporcionais para a Assembleia Legislativa e Câmara Federal.

“É preciso olhar para os aspectos práticos de uma eleição. O tempo de TV é sempre muito importante, também pesa a formação das coligações proporcionais de deputados estaduais e federais para que possamos ter boas bancadas tanto na Assembleia quanto na Câmara. Estas questões estão sendo analisadas e Agra com certeza é um nome que representa um partido importante para a Paraíba que é o PEN”, destacou.

Cássio disse ainda que as decisões serão tomadas de forma coletiva tanto dentro do PSDB quanto com os partidos que devem compor o leque de alianças.

“Não há definições sobre nomes para a chapa majoritária. As decisões são tomadas de forma coletiva não apenas internamente no partido, mas nas forças aliadas”.

Cássio emendou a incerteza com os elogios ao colega e cotado para ser seu vice, Luciano Agra.

“Agra é um nome extraordinário para qualquer função. Luciano poderia ser candidato a governador, vice, senador e deputado, qualquer cargo que Agra queira disputar ele está apto a fazê-lo. Ele é um extraordinário homem público pelo trabalho notável que fez a frente da prefeitura de João Pessoa comseriedade, ética com a capacidade técnica que possui. A humildade que lhe caracteriza, portanto Luciano Agra é um grande nome, mas não há definições sobre companheiro de chapa uma vez que o partido ainda vai definir sobre as alianças que serão feitas”.

PEN — O Partido Ecológico Nacional tem 1,3 mil filiados, existe desde 2012 e ainda não participou de nenhuma eleição – para isso, a criação deveria ter ocorrido a um ano do pleito municipal. Em 2014 o partido participa de sua primeira eleição.

Como não tem deputados federais eleitos, o PEN de Luciano Agra, pelo menos para 2014,  ficou sem ter tempo de guia eleitoral para oferecer.

O senador revelou que o PSDB está conversando com o Solidariedade, Pros e PSC de Benjamin Maranhão, Major Fábio e Leonardo Gadelha respectivamente. Estas legendas possuem tempo de tv, aspecto destacado por Cássio.

TEMPO DE CADA PARTIDO NA PARAÍBA 
PARTIDO
NOVA BANCADA*
TEMPO DE TV*
PT 
86 
2 min 26 seg 
PMDB
71 
2 min 03 seg 
PSD
49
1 min 29 seg
   
PSDB
49
1 min 29 seg
PP
40
1 min 15 seg
PR
31
1 min 01 seg
   
PSB
27
54 seg
Solidariedade
23
48 seg
DEM
21
45 seg
   
PTB
19
42 seg
Pros
18
40 seg
PDT
14
34 seg
   
PCdoB
14
34 seg
PSC
13
33 seg
   
PV
11
29 seg
PRB
8
25 seg
   
PPS
6
22 seg
PTdoB
4
18 seg
PSOL
3
17 seg
​Demais
 
2 min 56 seg
TOTAL
513
20min​​


PB Agora

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O BLOG PITIMBU ESCLARECE QUE POR ERRO DESTE MEIO DE COMUNICAÇÃO VEM RATIFICAR MATÉRIA VEICULADA NA MANHA DESTA QUARTA 23 DE ABRIL DE 2014, DE QUE O ATUAL GESTOR LEONARDO BARBALHO SERIA PROCESSADO ISSO NÃO PROCEDE, NA VERDADE QUEM SERÁ PROCESSADO O EX-GESTOR JOSE RÔMULO CARNEIRO.
MINISTÉRIO PÚBLICO ENTRARÁ COM UMA AÇÃO CONTRA 25 PREFEITOS ENTRE ELES O EX-PREFEITO RÔMULO CARNEIRO DE PITIMBU POR INVESTIRAM POUCO NA EDUCAÇÃO.

Sob a presidência do procurador-geral de Justiça do Ministério Público da Paraíba (MPPB), Bertrand de Araújo Asfora, os promotores de Justiça Clístenes Bezerra de Holanda e Ana Carolina Coutinho Ramalho Cavalcanti, respectivamente coordenadores do Caop do Patrimônio e do Caop da Educação, reuniram os promotores de Justiça dos 25 municípios paraibanos que tiveram suas contas de 2010 e 2011 reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB), cujos gestores serão alvos de ações civis públicas (ACPs) por descumprirem preceito constitucional e não aplicarem o mínimo obrigatório de 25% dos seus recursos na educação.
Na reunião, realizada no final da manhã desta terça-feira (22), na Sala de Sessões da Procuradoria Geral de Justiça (PGJ), em João Pessoa, ficou confirmado que as ações serão ajuizadas em um único momento, no próximo dia 28 de abril, 'Dia Internacional da Educação'. A data, conforme o promotor Clístenes Bezerra, foi escolhida para que, de forma emblemática e simbólica, dê visibilidade ao trabalho da instituição, visando o fim da impunidade nesses casos. “Precisamos intensificar os procedimentos para eliminarmos a sensação de impunidade”, voltou a ressaltar o promotor.
Os prefeitos serão responsabilizados por atos de improbidade administrativa e, com a condenação, poderão ter suspensos seus direitos políticos, que poderá chegar a oito anos. A contas rejeitadas pelo TCE, cujos prefeitos serão alvos das ações, são dos seguintes municípios: Barra de São Miguel, Cabedelo, Catingueira, Catolé do Rocha, Cruz do Espírito Santo, Curral de Cima, Imaculada, Ingá, Juru, Livramento, Marcação, Marizópolis, Monte Horebe, Pedra Lavrada, Pedras de Fogo, Pilar, Pitimbu, Queimadas, Riachão do Bacamarte, Riacho dos Cavalos, São José dos Ramos, São Sebastião de Lagoa de Roça, Sapé, Serra Branca e Serra Grande.
No encontro da manhã desta terça-feira, foram repassadas para os promotores as decisões e apresentado um modelo das as ações, como parte de uma política institucional. “Por uma sugestão da administração superior, o mesmo será feito em outras oportunidades contra os gestores das prefeituras que tiveram suas contas rejeitadas por não terem cumprido o preceito constitucional no que diz respeito à aplicação de recursos na área da saúde”, adianta Clístenes Bezerra.

Assessoria

Esforço Concentrado para julgar processos de improbidade tem seguimento em 9 comarcas

GITribunal de Justiça da Paraíba retomou, no último dia 7, na comarca de Caaporã, o esforço concentrado para agilizar o julgamento de ações de improbidade administrativa e de crimes contra a administração pública, conforme recomenda a Meta 4 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O Mutirão está acontecendo nas unidades de Caaporã, Mari, Sapé, Pilar, Espírito Santo, Alhandra, Souza, Patos e Itaporanga, e vai até o dia 25 deste mês. Segundo o coordenador da Meta 4 no âmbito do Poder Judiciário estadual, o juiz Aluízio Bezerra Filho, a previsão é de que todas as demais comarcas da Paraíba também façam parte do cumprimento da resolução do CNJ. Ainda segundo Aluízio Bezerra, a retomada destas atividades busca agilizar as tramitações de ações dessa natureza. O TJPB disponibiliza todas as condições de trabalho para operacionalizar a meta tanto na área Cível quanto na Criminal. O magistrado afirmou que tal medida permite que a sociedade tenha uma resposta mais rápida dos processos que estão sendo apurados. Ele acrescentou que, “a expectativa é positiva, visto que a equipe tem trabalhado para o maior rendimento possível”. Um grupo de magistrados foi designado pelo Conselho da Magistratura do TJPB para atuar, cumulativamente, no regime de jurisdição conjunta nas unidades que têm competência privativa para processar e julgar os feitos. São eles os decorrentes da aplicação das Leis de Improbidade Administrativa, Crimes contra a Licitação e Crimes contra a Administração Pública. A fim de divulgar o trabalho que vem sendo realizado pelo o esforço concentrado, na próxima sexta-feira (25), haverá uma reunião para o 1º balanço da Meta nas comarcas que estão em andamento. O encontro será realizado na diretoria do Fórum Cível de Campina Grande, às 11h, e contará com a presença do grupo especial de magistrados.

GiroPB

MINISTÉRIO PÚBLICO ENTRARÁ COM UMA AÇÃO CONTRA 25 PREFEITOS ENTRE ELES LEONARDO BARBALHO DE PITIMBU POR INVESTIRAM POUCO NA EDUCAÇÃO.

Sob a presidência do procurador-geral de Justiça do Ministério Público da Paraíba (MPPB), Bertrand de Araújo Asfora, os promotores de Justiça Clístenes Bezerra de Holanda e Ana Carolina Coutinho Ramalho Cavalcanti, respectivamente coordenadores do Caop do Patrimônio e do Caop da Educação, reuniram os promotores de Justiça dos 25 municípios paraibanos que tiveram suas contas de 2010 e 2011 reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB), cujos gestores serão alvos de ações civis públicas (ACPs) por descumprirem preceito constitucional e não aplicarem o mínimo obrigatório de 25% dos seus recursos na educação.
Na reunião, realizada no final da manhã desta terça-feira (22), na Sala de Sessões da Procuradoria Geral de Justiça (PGJ), em João Pessoa, ficou confirmado que as ações serão ajuizadas em um único momento, no próximo dia 28 de abril, 'Dia Internacional da Educação'. A data, conforme o promotor Clístenes Bezerra, foi escolhida para que, de forma emblemática e simbólica, dê visibilidade ao trabalho da instituição, visando o fim da impunidade nesses casos. “Precisamos intensificar os procedimentos para eliminarmos a sensação de impunidade”, voltou a ressaltar o promotor.
Os prefeitos serão responsabilizados por atos de improbidade administrativa e, com a condenação, poderão ter suspensos seus direitos políticos, que poderá chegar a oito anos. A contas rejeitadas pelo TCE, cujos prefeitos serão alvos das ações, são dos seguintes municípios: Barra de São Miguel, Cabedelo, Catingueira, Catolé do Rocha, Cruz do Espírito Santo, Curral de Cima, Imaculada, Ingá, Juru, Livramento, Marcação, Marizópolis, Monte Horebe, Pedra Lavrada, Pedras de Fogo, Pilar, Pitimbu, Queimadas, Riachão do Bacamarte, Riacho dos Cavalos, São José dos Ramos, São Sebastião de Lagoa de Roça, Sapé, Serra Branca e Serra Grande.
No encontro da manhã desta terça-feira, foram repassadas para os promotores as decisões e apresentado um modelo das as ações, como parte de uma política institucional. “Por uma sugestão da administração superior, o mesmo será feito em outras oportunidades contra os gestores das prefeituras que tiveram suas contas rejeitadas por não terem cumprido o preceito constitucional no que diz respeito à aplicação de recursos na área da saúde”, adianta Clístenes Bezerra.

Assessoria

Festa de 55 anos de emancipação política de Alhandra terá várias inaugurações e eventos

A data, comemorada oficialmente no dia 24 de abril, terá extensa programação nos dias 23 e 24, com inauguração de obras, eventos esportivos, ciranda de serviços e shows Já está tudo pronto para a tradicional festa de emancipação política de Alhandra. Além de shows e festa, a data será marcada, este ano, também por inauguração de várias obras, ações esportivas e uma ciranda de serviços. Todas as Secretarias municipais estão envolvidas com o evento que terá ações diversas, a exemplo da inauguração de 16 ruas, que foram recentemente pavimentadas, de três novos postos de saúde (PSF’s), além da nova sede da Secretaria de Bem Estar Social. Também será realizada uma Ciranda de Serviços e a tradicional Corrida da Emancipação, a final do Torneio de Futebol e os shows de Cassiane, na quarta-feira à noite e de Dorgival Dantas, Três do Chamego e banda Saíra, na noite do dia 24. O prefeito Marcelo Rodrigues está à frente da organização de todos os detalhes dos eventos.

“Teremos dois dias de muitas atividades, incluindo ações culturais, com shows gospel e de forró, inauguração de obras, realização de eventos esportivos e da Ciranda de Serviços. Esse ano, aliamos a realização da parte festiva, com uma agenda de várias ações que beneficiarão a população no seu dia a dia, a exemplo da nova sede da Secretaria de Bem Estar Social, dos três novos PSF’s e das ruas que agora pavimentadas possibilitam aos seus moradores melhoria em vários aspectos”, destaca o prefeito, Marcelo Rodrigues.

As ações começam nesta quarta-feira (23), a partir das 8h, com concentração na frente da sede da Prefeitura. De lá, a comitiva segue para Mata Redonda, onde o prefeito vai inaugurar quatro ruas do distrito e mais os PSF’s do bairro do Vieira e Sobradinho. Na Rua da Palha, uma das quatro vias pavimentadas pela atual gestão na localidade, o prefeito vai discursar. Em seguida, será a vez da inauguração da nova sede do PSF de Nova Alhandra.

Na quinta-feira (24), a programação começa bem cedo, às 6h da manhã, com a realização da Tradicional Corrida de Emancipação de Alhandra. A largada da maratona será no distrito de Mata Redonda, nas proximidades da BR 101, seguindo o percurso de 12,5 km até o ponto de chegada, no centro da cidade, nas proximidades da Prefeitura. Por volta das 8h e até o meio dia, a programação segue com a inauguração da nova sede da Secretaria de Bem Estar Social e com a realização de uma ciranda deserviços com diversas ações, desenvolvidas em conjunto por todas as secretarias municipais.

A ciranda vai acontecer nas imediações da Praça Nossa Senhora da Assunção, onde está localizada o novo prédio de Bem Estar Social. Ainda na manhã do dia 24, o prefeito inaugura mais 12 ruas pavimentadas em Alhandra. A Tarde, será realizada a final do torneio de futebol, a partir das 15h, no Estádio Pedrozão, que também foi recuperado e revitalizado pela atual gestão.