Total de visualizações de página

Horario de Brasilia

PITIMBU NOTÍCIA

segunda-feira, 30 de março de 2015

Prefeitura de Pitimbu decreta luto oficial de três dias pela morte do ex-prefeito Hercules Ribeiro

10984838_335874856612340_1024906169618968469_n
O prefeito de Pitimbu, Leonardo Barbalho lamentou o falecimento prematuro do ex-prefeito Hercules Ribeiro, e decretou luto oficial de três dias. O velório será realizado na Câmara Municipal de Pitimbu, assim que o corpo for liberado pelo Gemol, o sepultamento será nesta segunda-feira (30), às 16h no cemitério de Pitimbu.
Veja Nota da Prefeitura:
A Prefeitura Municipal de Pitimbu manifesta seu mais profundo pesar pelo falecimento do ex-prefeito desta cidade, Hércules Ribeiro, aos 50 anos de idade, na noite deste domingo, 29.
Neste momento de dor, o prefeito Leonardo Barbalho e toda equipe de governo prestam solidariedade a esposa Ivonete Ribeiro, a sua filha Maria Eduarda Ribeiro e aos demais familiares do ex-prefeito Hércules Ribeiro, que tantos bons serviços prestou a esta cidade, nas três vezes que comandou os rumos deste município.
Filho do também ex-prefeito José Maria Ribeiro, que governou o município de Pitimbu por duas vezes. Hércules Ribeiro, foi prefeito desta cidade por três vezes, administrou o município nos anos de 1993 à 1996, de 2001 a 2004 e de 2005 a 2007. Uma das figuras mais importantes da política pitimbuense, vencendo todas eleições que disputou para o cargo de prefeito desta cidade, conhecido por ter um coração bom, era uma figura advinda do povo, pois aqui nasceu, cresceu e tornou-se uma das maiores lideranças políticas de Pitimbu. O prefeito Leonardo Barbalho, decretou luto oficial de três dias.


Assessoria

Homem suspeito de estuprar enteada em São Paulo é preso no Litoral Sul da PB

Vítima gravou um dos momentos de abuso sexual
Um homem de 37 anos foi preso, na manhã desta segunda-feira (30), em Alhandra (Litoral Sul, a 32 km de João Pessoa), suspeito de estuprar uma criança. O crime aconteceu na cidade de São Paulo e a vítima era enteada do suspeito. O caso teve repercussão nacional, sendo destaque no programa Cidade Alerta, da Rede Record, na última terça-feira (24).
De acordo com o capitão Kelton Pontes, a Polícia Militar recebeu denúncias de que o homem estaria escondido em um sítio de Alhandra. Após constatar a veracidade da informação, os policiais cercaram a propriedade e efetuaram a prisão do suspeito. A operação aconteceu por volta das 5h.
O suspeito foi levado para a delegacia de Alhandra, onde permanecerá até que um mandado de prisão seja expedido pela justiça de São Paulo. “O pessoal de São Paulo deve enviar um mandado de prisão por e-mail nas próximas horas e o suspeito será encaminhado para uma penitenciária”, informou Kelton Pontes.
O capitão também disse que o suspeito deverá ser transferido em breve para a cidade onde o crime foi cometido. “A previsão é de que daqui a alguns dias venha alguém de São Paulo para levá-lo até lá. Se isso não acontecer, essa transferência será feita por policiais da Paraíba”, completou.
O crime
Na última terça-feira (24), o programa Cidade Alerta, apresentado por Marcelo Resende, deu destaque ao caso de um homem que estava sendo procurado pela polícia de São Paulo após abusar sexualmente da enteada.
A criança era ameaçada pelo suspeito e ficou com medo de contar a mãe sobre as agressões sem ter uma prova. A menina então teve uma idéia: gravar um desses momentos. Ela esperou a mãe sair de casa e colocou um celular debaixo de um travesseiro da cama do casal, na certeza de que o padrasto iria abusar dela naquele dia. Sua intuição estava certa. O homem entrou no quarto e estuprou a criança mais uma vez. 
Mais tarde, quando estava a sós com a mãe, a menina mostrou a gravação e contou tudo sobre os abusos. A mulher ligou para o então companheiro, disse que já sabia que ele violentava a menina e pediu que ele fosse tirar suas coisas da casa. Ao chegar a residência, o suspeito foi agredido fisicamente pelo tio da criança, que ficou furioso ao saber que a menina havia sido estuprada pelo padrasto. Depois disso, o homem fugiu.
Em entrevista ao Cidade Alerta, familiares da vítima disseram que acreditavam que ele viria para a Paraíba, sua terra natal. Assista a reportagem completa
Portal do Litoral PB
Com Portal do Litoral PB

Santiago lamenta falecimento de ex-prefeito de Pitimbu que era do PTB

foto14
O ex-senador e presidente regional do PTB, Wilson Santiago (foto), se diz profundamente consternado com o prematuro falecimento do ex-prefeito do município de Pitimbu Hércules Antônio Pessoa Ribeiro, de 53 anos, ocorrido, às 20h00 de ontem (29), no binário de Jacumã, em Conde, quando o ele retornava do Litoral Sul para João Pessoa.
O veículo em que viajava o ex-prefeito chocou-se com a traseira de um ônibus, ficando preso às ferragens de seu veículo, com morte instantânea. O corpo de Hércules – como era mais conhecido – será velado, durante todo o dia de hoje, na Câmara Municipal de Pitimbu, onde será sepultado ao final da tarde.
O ex-prefeito administrou Pitimbu por três vezes, e era presidente do PTB municipal. Para o correligionário Wilson Santiago, o ex-prefeito se destacara, na política regional – não apenas de Pitimbu -, como uma das maiores lideranças da política local, com coerência de princípio e grande força carismática, a despeito de ter-se destacado, principalmente, por notória virtude de tolerância e humildade.

Ex-prefeito de Pitimbu morre em acidente de carro em rodovia na PB

Carro que ele dirigia bateu na traseira de um veículo.
Prefeitura decretou luto oficial de três dias.

Do G1 PB
O ex-prefeito do município de PitimbuHércules Ribeiro, de 50 anos, morreu na noite do domingo (29) após o carro que ele dirigia bater na traseira de um ônibus na PB-008, próximo à entrada do distrito de Jacumã, na cidade do Conde, Litoral Sul paraibano. De acordo com a Polícia Civil, a suspeita é de que a vítima estava em alta velocidade no momento do acidente.
Segundo o delegado Paulo Martins, testemunhas contaram à polícia que o motorista do ônibus havia reduzido a velocidade para parar em um ponto quando foi atingido pelo carro. Com o impacto, o carro ficou completamente destruído, e o Corpo de Bombeiros teve que serrar parte do veículo para poder retirar o corpo da vítima. O motorista do ônibus passou mal por conta do acidente e foi levado para o posto de saúde de Jacumã.
Ainda de acordo com a polícia, não chovia no momento do acidente, mas a pista estava molhada, o que pode ter contribuído para que o ex-prefeito não conseguisse frear. Para o delegado, a suspeita é de que Hércules estaria em alta velocidade. “Pelas características do acidente, ele vinha em alta velocidade. O motorista [do ônibus] não tem culpa nenhuma. Ele vai ser ouvido, porém não vai ser indiciado. Irei pedir o exame toxicológico para saber se a vítima havia ingerido alguma bebida alcoólica”, explicou Paulo.
Hércules Ribeiro foi prefeito de Pitimbu por três mandatos. A Prefeitura Municipal de Pitimbu emitiu uma nota de pesar pelo falecimento do ex-prefeito e decretou luto oficial de três dias.

quinta-feira, 26 de março de 2015

Prefeitura de Caaporã divulga contesta ação do Ministério Público


Prefeitura de Caaporã divulga contesta ação do Ministério Público
A prefeitura municipal de Caaporã encaminhou uma nota à imprensa, na tarde desta quinta-feira (26), para contestar a ação proposta pelo Ministério Publico em que acusa o gestor João Batista Soares  pela prática de desvio de dinheiro particular em proveito alheio, cuja posse detinha em razão da ocupação do cargo de prefeito Municipal de Caaporã.

Ainda de acordo a denúncia, em 18 de julho de 2009, o prefeito celebrou convênio com o Banco Gerador S/A , objetivando viabilizar a concessão de empréstimos mediante consignação em folha de pagamento, bem como financiamentos diversos aos servidores públicos do Município.

As informações sobre a açao contra o prefeito foram divulgados pela assessoria do Tribunal de Justiça da Paraíba. 

Pleno recebe denúncia oferecida pelo MP contra o prefeito de Caaporã 

CONFIRA A NOTA 

A Prefeitura Municipal de Caaporã não possui nenhum débito com o Banco Gerador, conforme demonstrou documento emitido pela própria instituição financeira privada que atua no Norte e Nordeste do país. O banco possui convênio com o município para viabilizar a concessão de empréstimos consignados e financiamentos aos servidores públicos. 

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) ajuizou uma ação civil pública, que foi acatada pelo Tribunal de Justiça (TJ) na última quarta-feira (27), alegando que teria 

havido apropriação indevida de valores descontados dos contracheques de diversos servidores públicos do município, que deveriam ter sido destinados ao pagamento de empréstimos consignados junto ao Banco Gerador. A "Declaração de Inexistência de Débito" foi encaminhada ao Órgão Ministerial e será encaminhada ao Tribunal de Justiça.

No documento emitido em 14 de março de 2014, a instituição bancária afirma que até aquela data "a Prefeitura Municipal de Caaporã está em dia com suas obrigações de repasse oriundas do convênio de crédito consignado". A declaração é assinada por Luiz Gustavo Alvim de Vasconcelos, diretor comercial do Banco Gerador.

 

PB Agora

TJ recebe denúncia do MP contra prefeito do município de Caaporã


TJ recebe denúncia do MP contra prefeito do município de Caaporã
 O Tribunal de Justiça da Paraíba, em sessão plenária realizada ontem, quarta-feira(25), decidiu, à unanimidade, receber denúncia do Ministério Público Estadual contra o prefeito do Município de Caaporã, João Batista Soares, sem no entanto decretar a prisão preventiva e o afastamento do denunciado do exercício do cargo. O relator do processo de nº 203555-12.2014.815.0000 foi o desembargador Joás de Brito Pereira Filho.

O prefeito foi denunciado pelo Ministério Público Estadual pela prática de desvio de dinheiro particular em proveito alheio, cuja posse detinha em razão da ocupação do cargo de prefeito Municipal de Caaporã. Ainda de acordo a denúncia, em 18 de julho de 2009, o prefeito celebrou convênio com o Banco Gerador S/A , objetivando viabilizar a concessão de empréstimos mediante consignação em folha de pagamento, bem como financiamentos diversos aos servidores públicos do Município.

Com o referido convênio, o município ficou obrigado a transferir para a conta a ser indicada pelo conveniado os valores consignados em folha de pagamento aos beneficiários, através de transferência eletrônica, até o dia 15 do mês do desconto do pagamento dos servidores. Ocorreu que o gestor, apesar de ter efetuado o desconto dos valores devidos à instituição bancária, decorrentes dos empréstimos, não os repassou tais valores ao Banco Gerador S/A, sendo desviados em favor do próprio Município.

Ao receber a denúncia, a Corte de Justiça se baseou no fato de que a prova da ausência de repasse dos valores devidos ao referido banco está materializada no Termo de Confissão de Dívida celebrado entre este e o município de Caaporã, representado pelo ora denunciado, o qual expressamente reconhece o débito decorrente da ausência da citada transferência.




Redação com TJPB

Contas do governador serão apreciadas por voto aberto


Contas do governador serão apreciadas por voto aberto
A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) aprovou por unanimidade, durante a sessão ordinária desta quinta-feira (26), a instituição do voto aberto para a apreciação de contas do Governo do Estado. O projeto de autoria da Mesa Diretora da Casa teve como justificativa o ajuste do regimento interno com a Constituição Estadual e Federal.

Para o presidente da ALPB, Adriano Galdino, a aprovação do projeto de autoria da Mesa Diretora foi um ato histórico. “Nesse dia, por unanimidade, essa Casa faz história. Mostrando para a sociedade paraibana que os deputados não têm medo de assumir suas posições. Os deputados consertaram essa falha do regimento interno que não estava em consonância com a Constituição Federal e Estadual”, afirmou.

Em tramitação na Casa ainda existem duas contas do Governo do Estado para serem apreciadas e já serão votadas em plenário com votação aberta. “Essas contas estão em suas respectivas comissões e quando chegarem à Mesa serão incluídas para apreciação em Plenário de forma imediata”, explicou Adriano Galdino.

Existem ainda outras matérias que versam sobre voto aberto, mas ainda estão em discussão na Casa. De acordo com Adriano Galdino, será criada uma comissão especial para analisar e emitir um parecer sobre a instituição do voto aberto para todas as votações na ALPB.

Também nesta quinta-feira, foi aprovada por unanimidade a Medida Provisória 234/2015 do Governo do Estado que dispõe sobre a aplicabilidade da atualização dos subsídios promovidos pela Lei 10.326 de 22 de janeiro de 2015. A Medida congela a atualização dos subsídios do Governador do Estado, do vice-governador e secretários estaduais até que a realização de receita pelo Estado possibilite ao Poder Executivo cumprir o limite legal de despesa com pessoal nos termos da Lei Complementar 101, de maio de 2000.

Outro Projeto de Lei Ordinária aprovado durante a sessão foi o de número 69/2015 do Governador do Estado. Ele autoriza o remanejamento total ou parcial de dotações orçamentárias para a suplementação até o limite de R$ 214.961.845,00, e foi aprovado por unanimidade. Com a autoria deste projeto será criado um fundo de contingência para onde irão todas as dotações orçamentárias que constavam na Lei Orçamentária Anual (LOA) anterior.

Para o deputado Buba Germano, a aprovação do projeto destravará as ações do Governo em prol da sociedade. “As emendas de remanejamento que totalizavam R$ 88 milhões retornam a seus órgãos de origem e R$ 114 milhões que são emendas de remanejamento estão à disposição através de suplementação que depende do equilíbrio financeiro do Estado. A aprovação confere governabilidade já que os recursos já poderão ser utilizados em prol da sociedade”, afirmou o parlamentar.


Ascom

Aprovação de PEC que extingue coligações eleitorais em eleições proporcionais divide vereadores de CG


Aprovação de PEC que extingue coligações eleitorais em eleições proporcionais divide vereadores de CG
 A aprovação no Senado da Proposta de Emenda à Constituição 40, que acaba com as coligações eleitorais em eleições proporcionais, permitindo que elas ocorram apenas para as majoritárias, tem divido os vereadores de Campina Grande. O vereador Miguel Rodrigues (PPS) disse em entrevista a Rádio Panorâmica FM, que a PEC não traz as vantagens esperadas, concorda que diminuirá a promiscuidade que existe na política, mas, ainda assim, a prioridade do projeto é beneficiar a quem já está no poder.

– A verdade é essa, é um projeto que vai beneficiar a elite e só vai dar mais sustentação àqueles que têm condições financeiras e que estão dentro do governo – declarou

Indagado se com a sanção do projeto irá se candidatar nas próximas eleições, alegou depender da vontade de Deus e reconhece que o trabalho exercido na Câmara de Vereadores o fortalece para dar continuidade às suas funções naquela casa.

– Estarei concorrendo porque eu estou cumprindo um compromisso que eu tenho com a sociedade, de trabalhar, de ouvir a população, de participar dos debates, de votar naquilo que não é bom pra sociedade, vou porque acredito no trabalho que estou fazendo. Se o critério para se manter nesta casa é trabalho, eu tenho chance – afirmou.

Líder da oposição na CMCG e cotado para ser candidato do PMDB a prefeito de Campina Grande em 2016, o vereador Olímpio Oliveira, também não vê com bons olhos a aprovação da PEC.

Em entrevista a imprensa campinense, Olimpio Oliveira se mostrou inconformado com a aprovação da emenda que irá acabar com as coligações partidárias nas eleições proporcionais.

Para o peemedebista, a reforma política favorece o Congresso Nacional, que passa a usar de uma imagem a satisfazer o povo brasileiro, considerando isso uma mentira vendida no país.

– Passado o clima de efervescência nas ruas e para legislar interesse próprio, eles reformam novamente. Estão querendo dar uma resposta à sociedade agora e usando como boi de piranha os vereadores, essa é a grande realidade – afirmou.

Segundo Olimpio, a emenda irá fazer do cargo de vereador o mais atingido. O termo “boi de piranha” simboliza o boi mais frágil ao passar num rio de piranhas. Assim considera ele que será o cargo do Legislativo mirim.

O vereador Napoleão Maracajá (PCdoB) também não concorda com PEC 40, que faz referência à extinção de coligações partidárias em eleições proporcionais Para ele, a proposta é tímida e o que se quer com o projeto é beneficiar quem já está no poder. O prejuízo maior é para aquelas novas lideranças que chegam na política.

– Os pequenos seriam prejudicados sem dúvida nenhuma. O jogo passa a ser desigual para quem já tem um mandato – afirmou

Ainda que reconheça o lado positivo da emenda, que seria a coibição da venda de legendas, as negociações pré-eleições continuarão a existir.

– As coligações majoritárias a preço de hoje estão mantidas, vamos continuar tendo venda de partidos no processo eleitoral – citou. Diferente dos colegas vereadores, o vereador João Dantas (PSD), está defendendo a extinção das coligações proporcionais.

Em entrevista a rádio Panorâmica FM, João Dantas manifestou o seu posicionamento favorável a PEC, ainda que a mesma afete diretamente seu cargo nas próximas eleições.

Segundo João, o país vive um momento que mostra o lado negro envolvente na política e seus favorecimentos, referindo-se às vendas e aluguéis de partidos que ocorrem visando às eleições.Mesmo contrariando os colegas, ele lembrou que hoje existe um grande número de partidos, alguns deles, considerados de “alugueis”.

– Eu diria que vivemos um clima de “sodomia eleitoral”, porque há um número enorme de partidos, na sua maioria, partidos de aluguéis, partidos esses que obrigam o candidato ao invés de discutir os programas do governo com a sociedade, estarem entre quatro paredes subordinados, coibidos, vendendo legendas, vendendo tempo para o horário eleitoral, fazendo escambo, permutando, enfim, só acabará com a extinção do estatuto das coligações – alegou.

Aprovada no Senado em dois turnos, a PEC extingue a formação de coligações em nível proporcional, ou seja, para cargos como vereador, deputados federais, estaduais e distritais.


Severino Lopes 

PBAgora

Secretaria de Saúde da PB retoma mutirões de cirurgias de catarata no interior do Estado


O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, retomou neste mês os mutirões de cirurgias de catarata. Até agora, foram realizadas 324 cirurgias, sendo 88 no Hospital Geral de Taperoá e 236 no Hospital Regional de Patos, beneficiando pessoas de 18 municípios. De acordo com a subgerente de Planejamento e Orçamento da Secretaria de Estado da Saúde, Selda Gomes, aproximadamente 4.000 cirurgias serão realizadas entre março e julho deste ano na rede estadual.


Nos últimos dois anos foram realizadas 4.189 cirurgias, sendo 2.695 em 2013 e 1.494 em 2014. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, as 88 cirurgias realizadas no Hospital Geral de Taperoá beneficiaram pessoas dos municípios de Assunção, Junco do Seridó, Juazeirinho, São José dos Cordeiros, Santo André e Taperoá. Já as 236 cirurgias realizadas no Hospital Regional de Patos atenderam pessoas dos municípios de Patos, Princesa Isabel, Passagem, Cacimba de Areia, Emas, Junco do Seridó, São Mamede, Mãe dÁgua, São José de Espinharas, Condado, Malta e Vista Serrana.


Em novembro de 2013, o Governo do Estado recebeu do Governo Federal R$ 7 milhões para a realização das cirurgias. “Executamos desse recurso R$ 4 milhões e meio até junho de 2014. Hoje temos disponíveis aproximadamente R$ 3 milhões. Com esse dinheiro, o Governo Estadual está dando continuidade ao processo de cirurgias de catarata”, disse Selda Gomes.


Desde o início dos mutirões, já foram beneficiados com as cirurgias vários municípios que têm capacidade instalada para a realização dos procedimentos, como Araruna, Bananeiras, Bayeux, Caaporã, Cabedelo, Campina Grande, Conceição, Dona Inês, João Pessoa, Massaranduba, Pedras de Fogo, Princesa Isabel Santa Rita, São Bento, Sapé, Serra Branca, Sumé, Cajazeiras, Sousa, Patos, Guarabira, Solânea, Piancó, Monteiro, Itabaiana, Itapororoca, Catolé do Rocha, Picuí e Pombal.


Selda lembrou que a realização dos mutirões integra a Política Nacional de Procedimentos Cirúrgicos Eletivos de Média Complexidade, do Ministério da Saúde. A iniciativa faz parte de uma ação nacional como forma de ampliar o acesso dos pacientes que aguardam por procedimentos cirúrgicos eletivos de média complexidade. Essa estratégia busca a melhoria da qualidade do atendimento e a redução do tempo de espera.


Ela ressaltou que as cirurgias são voltadas para os idosos e que vários pacientes estavam há mais de cinco anos a espera de uma cirurgia de catarata . “Esse procedimento não é de baixo custo e por isso gera grandes filas”, afirmou. O idoso que sentir a necessidade da cirurgia deve procurar a Secretaria de Saúde do seu município. “É importante lembrar que esse projeto busca melhorar a qualidade de vida dos idosos. Quando o paciente opera, ele volta a ter acuidade visual, ou seja, a capacidade de perceber a forma e o contorno dos objetos. O paciente volta a enxergar de novo, o que, consequentemente, melhora muito sua vida”, explicou.


Sobre a doença – A catarata é uma doença dos olhos que consiste na opacidade parcial ou total do cristalino e que começa a aparecer geralmente a partir dos 55 anos de idade. O cristalino é a lente que temos dentro do olho. Quando ela fica opaca, causa diminuição da visão e não melhora, mesmo com o uso de óculos. O tratamento da catarata, quando a visão não melhora de modo satisfatório com a correção dos óculos, é sempre cirúrgico.

quarta-feira, 25 de março de 2015

Mulher é morta no Litoral Sul

Mulher é morta a facadas no Litoral Sul
A violência fez mais uma vítima na Paraíba. Desta vez uma mulher foi assassinada a tiros no Litoral Sul do estado.

De acordo com informações da polícia, o crime aconteceu no município de Alhandra. A vítima trabalhava na lavora quando um homem armado com uma faca se aproximou e golpeou a vítima por trás.

A vítima foi identificada apenas pelo apelido de ‘Galega’, e a polícia não tem informações sobre o que teria motivado o crime.

Ninguém foi preso.



PB Agora

Crise econômica adia realização de concursos públicos pela PMJP em 2015


Crise econômica adia realização de concursos públicos pela PMJP em 2015
Apesar de estar previsto em orçamento, os concursos programados para 2015 a serem relizados pela prefeitura de João Pessoa estão adiados. A informação foi confirmada na manhã desta quarta-feira (24) pelo secretário de Articulação Política da Prefeitura de João Pessoa, Adalberto Fulgêncio.

O prefeito Luciano Cartaxo (PT) enviou, por iniciativa do Executivo e aprovado pelos vereadores a LOA (Lei Orçamentária Anual) e LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) prevendo o concurso do IPM- Instituto de Previdência do Município e Semob- Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana para 2015, no entanto, motivado pela crise econômica que o Brasil vive, cortes estão sendo feitos e verbas remanejadas, assim, só a partir de 2016, será pensado um novo orçamento para contemplar os concursos.

Segundo o secretário, a gestão está "cortando na carne", para realizar ações prioritárias e destacou a convocação de todos os concursados no período da administração de Cartaxo.

"O momento é de vacas magras. O ano de 2015 será difícil, mas o prefeito Cartaxo visa o concurso e valorização do servidor público. A prova é que Luciano foi o que mais realizou concursos e convocou os aprovados, hoje são servidores públicos efetivos. No entanto, este ano não poderemos realizar concursos devido aos cortes de gastos e remanejamento de investimentos para áreas de maior prioridade. Fizemos um planejamento para 2016 para que tenhamos ações para mostrar, obras para entregar. Em 2016 vamos ter o discurso político para lutar por mais", explicou Adalberto Fulgêncio.

A entrevista repercutiu na rádio CBN João Pessoa. Vanessa de Melo PB Agora

Bancada do PEN racha e se divide em ala pró e contra RC

Bancada do PEN racha e se divide em ala pró e contra RC
A bancada do PEN na Assembleia Legislativa da Paraíba, formada pelos deputados Branco Mendes, Edmilson Soares, Ricardo Marcelo e José Aldemir rachou e, daqui para frente, está dividida entre governistas e oposicionistas.

Nesta quarta-feira (25), os deputados Branco Mendes e Edmilson Soares oficializaram o apoio do Partido Ecológico Nacional (PEN) ao governador Ricardo Coutinho (PSB).

Enquanto isso o deputado Ricardo Marcelo, que está licenciado, e o deputado José Aldemir se mantêm na bancada de oposição

Branco disse que a oficialização foi uma deliberação da própria executiva estadual do PEN na Paraíba, recomendando à bancada para que pudesse consolidar o apoio a partir desta legislatura.

José Aldemir, todavia, não quis se manifestar sobre o posicionamento dos colegas.

Tal qual a melodia eternizada na voz de Elis Regina, o PEN se embala como na música “São dois pra lá, dois pra cá”

PB Agora

Thomas Traumann deixa a Secretaria de Comunicação Social da Presidência


© Foto: Agência Brasil Thomas Traumann deixa a Secretaria de Comunicação Social da Presidência.A presidente Dilma Rousseff aceitou hoje (25) o pedido de demissão do ministro da Secretaria de Comunicação de Comunicação Social da Presidência da República, Thomas Traumann. 

“A presidenta agradeceu a competência, dedicação e lealdade de Traumann no período como ministro e porta-voz”, diz o texto divulgado pela Secretaria de Imprensa da Presidência.
Não há informações sobre o substituto de Traumann na pasta.

terça-feira, 24 de março de 2015

TCE julga contas de 3 Prefeituras, 7 Câmaras e 2 Secretarias de Estado


Da Redação
TCE julga contas de 3 Prefeituras, 7 Câmaras e 2 Secretarias de EstadoFoto: Walla Santos
O Tribunal de Contas da Paraíba vai se reunir, nesta quarta-feira (25), a fim de julgar, em meio a outros, os processos atinentes a prestações anuais de contas oriundas de três Prefeituras e sete Câmaras Municipais. Também serão verificadas, na ocasião, as contas das Secretarias de Estado do Planejamento e Gestão (exercício de 2012) e das Finanças (2013).
Terão as contas de 2012 analisadas pelo TCE os prefeitos de Natuba (José Lins da Silva Filho) e Pilar (Virgínia Maria Peixoto Velloso Borges Ribeiro), além do ex-prefeito de Ingá (Luiz Carlos Monteiro da Silva).
As Câmaras de Vereadores com prestações de contas na mesma pauta do Tribunal são as de Patos (exercício de 2012), Santana de Mangueira, Cacimba de Dentro, Arara, Ouro Velho, Emas e São José de Espinharas (2013). Na ocasião, a Corte ainda verificará processo decorrente de tomada de contas especial na Câmara Municipal de Pitimbu.
As sessões plenárias do TCE, órgão sob a presidência do conselheiro Arthur Cunha Lima, ocorrem às quartas-feiras, a partir das 9 horas, com acesso público permitido e transmissão ao vivo pela internet (www.portal.tce.pb.gov.br).

Criação de linha de crédito para o NE será tema defendido por RC em encontro com Dilma


Criação de linha de crédito para o NE será tema defendido por RC em encontro com Dilma
Ricardo defende ações de convivência com a seca no encontro de governadores com presidente Dilma

A seca que assola o Nordeste e a criação de uma linha de crédito específica para a Região, o “Pró-Investe Nordeste”, são alguns dos pontos que serão abordados com a presidente Dilma Rousseff, segundo adiantou o governador Ricardo Coutinho, articulador do encontro dos governadores nordestinos com a chefe do governo brasileiro. A reunião ocorre nesta quarta-feira (25), no Palácio do Planalto, em Brasília, às 16h.


Ricardo Coutinho afirmou que, mesmo com as últimas chuvas, a situação do Estado ainda requer atenção. “Evidentemente que nós não desconhecemos a realidade atual do Brasil, mas também não desconhecemos a realidade do nosso povo. Nós precisamos de respostas. Precisamos de respostas na questão emergencial da estiagem, por exemplo. Apesar das chuvas, não se tem acumulado água. Então, é preciso ter respostas que possam dar a mínima comodidade à população”, afirmou.


O governador Ricardo Coutinho revelou ainda que novas formas de investimento na região Nordeste fazem parte da pauta que será discutida com a presidente Dilma Rousseff . “Nós queremos uma nova linha de financiamento de crédito para o Nordeste – a Pró-Investe Nordeste. Nós precisamos que o País aponte para o crescimento, para o desenvolvimento [da Região]”, destacou.


O atual momento político também será um dos assuntos abordados com a presidente. “Nós vamos expressar o nosso compromisso com o estado de direito, algo que foi difícil de ser conquistado. O estado de direito pressupõe democracia. A democracia é algo muito caro para este País, foi muito difícil conquistá-la. Temos, portanto, que preservá-la”, disse.


Carta de João Pessoa – Ainda no encontro com a presidente Dilma Roussef, os governadores nordestinos farão a entrega de um documento com uma série de reivindicações aprovadas por eles em dezembro, durante o Encontro de Governadores Eleitos do Nordeste, no Centro de Convenções, em João Pessoa, que foi liderado pelo governador Ricardo Coutinho.


O documento que será entregue à Dilma Rousseff – a Carta de João Pessoa – aponta prioridades em áreas como educação, saúde, recursos hídricos, saneamento e investimento para estados com capacidade de endividamento. A confirmação da audiência foi dada por telefone, na noite da quinta-feira (19), pela presidente Dilma Rousseff ao governador Ricardo Coutinho, que convocou os demais governadores nordestinos.


Entre as reivindicações comuns estão ações emergenciais com instalação de poços e retorno dos carros-pipa para os municípios, uma linha de financiamento para os estados nordestinos com capacidade de endividamento, a desoneração da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) sobre as empresas públicas de saneamento básico e a liberação de mais recursos para a saúde e segurança pública.


“Em 1988, a União entrava com 85% do financiamento da saúde e em 2012 caiu para apenas 45%, prejudicando Estados e municípios. É preciso restabelecer o equilíbrio”, finalizou Ricardo Coutinho.




Redação com Secom

Grávida do 3º filho anuncia doação de bebê no facebook


Grávida do 3º filho anuncia doação de bebê no facebook
Grávida de cinco meses, uma jovem de 20 anos, que trabalha como diarista em Poconé, a 104 km de Cuiabá, anunciou em um site de relacionamento a doação do bebê que espera. A publicação foi feita no último domingo (22) em um grupo destinado à venda de produtos usados. Ela informou que, após o anúncio, ‘arrumou’ uma mulher para ficar com a criança assim que nascer.

“Não quero ficar com o bebê porque não tenho condições de cuidar. Já tenho outros dois filhos que ficam comigo”, afirmou. Ela não deu outros detalhes da vida pessoal à reportagem. Em postagens na internet, disse que descobriu a gravidez somente no último dia 16 e que preferia doar o filho a abortar. O caso já chegou ao Conselho Tutelar do município. “Já entramos em contato com a mãe e iremos tomar providências”, afirmou a conselheira Nilda Rodrigues Ferreira. Essa não é a primeira vez que a jovem foi atendida no Conselho, porém a conselheira não informou os motivos dos acompanhamentos anteriores.

O anúncio postado no domingo diz: ‘Procuro um casal para adotar um bebê. Estou grávida, não tenho condisao de cria. Ce alguen interessa me liga (sic)’. Após a mensagem, ela deixou um número de telefone. Várias pessoas fizeram comentários e questionaram o motivo pelo qual ela não queria o bebê e a resposta foi de que a criança atrapalharia. “Não dá. Criança tranca a vida da gente”, escreveu. Após alguém questionar por que não cobrar a pensão do pai que a deixou depois de descoberta a gravidez, a jovem disse que não iria passar a vida cuidando de criança por causa de pensão. “Nao eh pq o pai e bem de situasao que vou viver minha vida cuidano de criansa por causa de uma mixaria de pensao (sic)”, respondeu.

A jovem não cometeu nenhum crime ao anunciar o interesse em doar o filho, segundo o promotor da Vara da Infância e Juventude de Cuiabá, José Antônio Borges. “Esse tipo de doação não pode ser criminalizada. Crime é jogar no lixo”, afirmou. Ele disse que ela deveria receber acompanhamento psicológico durante a gravidez. Contudo, ela não poderá doar o filho sem o consentimento da Justiça. Ele explicou que é comum mães manifestarem interesse em doar os bebês ainda na gravidez. Nestes casos, a gestação deve ser acompanhada e, depois do nascimento, a criança é levada para um abrigo. A adoção será concedida a uma pessoa que já estiver na fila dentro dos critérios legais. Parentes da mãe, menos os avós, também poderão adotar o bebê.

 

G1

Veneziano volta a fazer mistério sobre disputar PMCG, mas não descarta possibilidade e provoca tucano

Veneziano volta a fazer mistério sobre disputar PMCG, mas não descarta possibilidade e provoca tucano
O deputado federal Veneziano Vital do Rêgo (PMDB), voltou a fazer mistério sobre a sua possível candidatura a prefeito de Campina Grande em 2016. Entretanto, nas entrelinhas, o peemedebista deixou transparecer que não descartou totalmente a possibilidade de tentar fazer o caminho de volta ao Palácio do Bispo, sede do governo municipal.

A exemplo do que declaração nas entrevistas anteriores, Veneziano reafirmou que acredita que as oposições ganharão musculatura política no pleito que se aproxima, e terão chances de retomar o comando político e administrativo na Rainha da Borborema.

"Eu penso que as oposições ganharam mais musculatura e força para identificar um nome, que não necessariamente seja eu", observou. Segundo Veneziano, nomes como o vereador Olímpio Oliveira (PMDB ), o deputado estadual Inácio Falcão, estariam credenciado para disputar o pleito. Ainda de acordo com o deputado federal, o PSB do governador Ricardo Coutinho, e que é presidido na cidade pelo professor Fábio Maia, também tem condições de lançar um nome para encabeçar a futura chapa oposicionista.

Veneziano também fez duras críticas a gestão do prefeito Romero Rodrigues (PSDB). Ele classificou a gestão tucana como "apática" e "amorfa", e acrescentou que ela não teria uma marca própria.

- Me diga uma marca da atual gestão... O complexo Aluízio Campos pode ser uma iniciativa importante, se ele for entregue. Mas ela é feita com recursos do governo federal, esse que o PSDB de Campina quer ver fora - provocou o deputado.


Severino Lopes

PBAgora

segunda-feira, 23 de março de 2015

Padre morre no momento em que rezava o terço na Paraíba


Padre rezando
Foi sepultado neste domingo (22) o corpo do Padre José Dantas, conhecido como Dedé. O sacerdote passou mal na manhã do sábado (21), no momento em que rezava o terço em sua casa.
Sem serviço do Samu na cidade, o padre chegou a ser socorrido em uma camionete para o hospital de Itaporanga, mas não resistiu.
Segundo o irmão de Dedé, o padre de 54 anos tinha histórico de problemas cardíacos e deveria ter passado por uma cirurgia no dia 2 de março, mas o procedimento foi adiado devido o carnaval.
MaisPB

Ricardo rebate insinuações de Cássio e o chama de “mimado”


Ricardo Coutinho 11
O governador Ricardo Coutinho (PSB) reagiu, nesta segunda-feira (23), às declarações do senador Cássio Cunha Lima (PSDB), que na última sexta-feira (20) disse estranhar a nomeação do advogado João Alves Filho, filho do presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TER-PB), João Alves, para o cargo de procurador chefe da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), uma vez que o presidente da ALPB, Adriano Galdino (PSB), seria “homem de confiança de Ricardo”.
Apesar da nomeação do filho do presidente, Cássio disse esperar que o TRE-PB julgue as ações movidas pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) e sua coligação pedindo a cassação do governador por supostas irregularidades nas eleições estaduais de 2014 sem “interferência”. “É algo que causa estranheza. Espero que não interfira no resultado dos julgamentos, mas é preciso que a sociedade tome conhecimento destes episódios”, disse Cássio.
Ricardo chamou Cássio de “desequilibrado, mimado e filhinho de papai”.
“É evidente que o senador anda desequilibrado. Não tenho a menor dúvida disso. Ele não assimilou que é tão mortal como qualquer um de nós. Que qualquer um de nós pode perder ou ganhar. Ele foi criado em berço de ouro, nunca teve que trabalhar, que colocar a mão na massa. Nunca teve que ralar. Ele nunca soube o que é isso. Ganhou tudo de mão beijada. Veio do pai para o filho, aí se manteve. Tinha seus chiliques quando achava que podia ter. Tratava as pessoas mal e assim sucessivamente”, afirmou Ricardo.
O governador disse que o tucano ainda não assimilou a derrota nas últimas eleições.
“Ele não se recuperou de uma escolha que não foi feita por mim, eu não tenho poder de fazer escolha. A escolha foi feita pelo povo. O povo preferiu me colocar para continuar a governar o Estado, por que percebeu que o Estado estava sendo governado de uma forma mais legítima, honesta e correta”, acrescentou.
MaisPB

Ciro Gomes exige renúncia de Cunha


Ciro Gomes exige renúncia de Cunha
 Ciro Gomes, irmão mais velho do ex-ministro da Educação, Cid Gomes, ambos do Pros, compartilhou no seu perfil pessoal no Facebook uma página que exige a renúncia do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB).

A página foi criada logo após Cid ter entregado o cargo à presidente Dilma Rousseff. O movimento tem o nome "Eu exijo a renúncia de Eduardo Cunha" e contava, até o início da noite desta sexta-feira (20/03), com 3.391 curtidas. Cid está descansando em Fortaleza. Não tem aparecido em público e evita a imprensa.

"Se o Cid saiu por falar a verdade, então como pode alguém envolvido no escândalo da Lava Jato presidir a Câmara dos Deputados do Brasil", informa uma descrição curta sobre a página. Na última postagem, o gerenciador pede que compartilhem. "Já conseguimos três mil membros em menos de dois dias. Mas a página precisa atingir pelo menos 50 mil membros", conclama.

Entre as poucas postagens, tem uma como título "As aventuras de Eduardo Cunha, dono do balcão de negócios da Câmara", que fala sobre os inquéritos no Supremo Tribunal Federal (STF) contra Eduardo Cunha.

Ciro Gomes também tem evitado dar entrevistas. Na manhã de quarta-feira (18/03), mesmo dia da ida de Cid ao Congresso Nacional, ele falou com o blogueiro cearense Eliomar de Lima. Antecipou a possível saída do irmão do ministério, o que aconteceria horas depois.

Ao comentar a ida do irmão, o agora ex-ministro da Educação, Cid Gomes, à Câmara dos Deputados, Ciro disse que falar a verdade no Brasil é um "preço que deve ser pago", além disso, falar a verdade "custa caro". Cid Gomes foi convocado para prestar esclarecimento no plenário da Casa, após declarar que havia "400, 300 achacadores" do governo na Câmara.

"Falar a verdade neste País, especialmente, nestes tempos, custa muito caro. Mas acho que esse preço tem que ser pago, porque quem faz história não são os pilantras que hoje dominam a cena nacional e sim os homens que não se abatem diante dos constrangimentos", afirmou, antes da demissão. Perguntado se o irmão deveria confirmar ou pedir desculpas por ter dito que havia "300,400 achacadores no Congresso", Ciro respondeu: "Eu acho que ele tem que afirmar o que disse. Explicar porque disse isso e voltar para casa serenamente".

Ciro fez duras críticas ao governo da presidente Dilma. "Qualquer governo que não queira cair tem prestar atenção com muita humildade ao recado das ruas. Não adianta separar que foi eleitor adversário - tem também - que foi eleitor da direita, da esquerda - também tem. O que é preciso entender é que jamais se viu multidões desse tamanho se movimentarem se não houver uma razão real. E essas razões reais o governo precisa ter a sensibilidade, a modéstia, a sensibilidade e a competência para entender", aconselhou.

Para ele, o pacote anticorrupção "passa longe do que importa". Na avaliação de Ciro, a economia é o ponto em questão e disse que a moeda brasileira está "derretendo" diante das moedas internacionais.

"Essas razões reais o governo Dilma precisa ter sensibilidade, modéstia, humildade e a competência para entender, para evitar a repetição delas."

Ciro disse ainda que mudanças sérias na economia brasileira precisam ser realizadas e não "o lançamento de um pacote de bondades". Segundo ele, a recessão é um ameaça ao empreendedor e daqui a pouco, avançará sobre o nível de emprego do País. "A inflação está aí e isso é um quadro muito preocupante", advertiu.


Brasil Post

Preso homem que decapitou namorada por causa do Whatsapp

Preso homem que decapitou namorada por causa do Whatsapp

Ciúmes por troca de mensagens no celular. Esse foi o motivo que, segundo a polícia, teria levado Renato Guilherme da Silva, 24 anos, a matar de forma cruel sua namorada. Patrícia Pereira da Silva, 20, foi morta a facadas e em seguida foi decapitada pó Guilherme.

O crime aconteceu na cidade de Argelim, no Agreste de Pernambuco, na madrugada da última quinta-feira(19). A família de Renato conta que após cometer o crime, o autor passou na casa de seus pais e lhes pediu que chamassem a polícia e confessou o crime. Desesperado, os pais do acusado foram até a casa do casal e encontraram o corpo de Patrícia. A polícia foi acionada e a partir daí teve início a busca para encontrar Renato Guilherme.

De acordo com informações do delegado, José Renivaldo, o acusado foi preso na noite do último sábado(21) na casa de seus pais, ou seja, na mesma rua onde praticou o crime. Colegas do casal disseram que eles teriam discutido durante uma festa, pois, o rapaz teria flagrado uma troca de mensagens entre a garota e outro homem. Amigos que conheciam o casal afirmaram que Renato se comportava de maneira agressiva e era muito ciumento.

Após a briga, o delegado explica que o casal foi pra casa, mas ao chegar à residência, Renato pegou uma faca e esfaqueou Patrícia até decapitá-la.



PB Agora

Relatório da PF cita empreiteiras da Lava Jato, mas Cássio diz que dinheiro recebido foi legal


Relatório da PF cita empreiteiras da Lava Jato, mas Cássio diz que dinheiro recebido foi legal
Quatro das empresas que doaram dinheiro a campanha do governador Ricardo Coutinho (PSB), e do senador Cássio Cunha Lima (PSDB), foram citadas no relatório a operação Lava Jato, da Polícia Federal.


Os cálculos incluem doações diretas pelas construtoras e suas divisões, bem como os repasses dos partidos políticos aos candidatos. Na campanha do governador reeleito, Ricardo Coutinho, doou a construtora Queiroz Galvão S.A., no montante de R$ 950 mil. Também foi declarado R$ 1.022,70, repassados pela Noberto Odebrecht S.A. a José Evaldo Costa, que repassou à campanha do socialista.

A campanha do candidato derrotado no segundo turno das eleições, Cássio Cunha Lima, em registro de doações da construtora Queiroz Galvão, no valor de R$ 500 mil, além de doações das construtoras OAS S.A. (R$ 300 mil) e Andrade Gutierrez S/A (R$ 200 mil).

Apesar do PSDB estar entre os três maiores partidos que mais arrecadaram das grandes empresas nas últimas eleições, o partido está isento de ter recebido doações ilícitas, segundo garantiu senador Cássio Cunha Lima. Na última quarta-feira (18), os tucanos apresentaram um projeto de lei que prevê a extinção dos partidos políticos que receberem dinheiro proveniente de corrupção.


Segundo ele, quem está na oposição, por exemplo, não pode ser responsabilizado de forma alguma por desvio, sobrepreço, superfaturamento, por pagamento de propina dentro do próprio governo. O líder da oposição no Senado Federal, disse ainda que não há como confundir uma coisa com a outra.


“Essa tentativa de fazer com que a luz se apague e todos fiquem iguais no escuro é a tática que o governo vem tentando realizar há muito tempo. Nós não vamos nos intimidar com essa postura, tanto é que apresentando o projeto de lei através do líder do PSDB na Câmara Federal, deputado Carlos Sampaio para que partidos que recebam doações fruto de corrupção tenham seus registros cancelados e isso não atingirá o PSDB de forma alguma”, destacou.


Para o senador, é preciso que seja criado um mecanismo de limite de doações. Contudo, acha que a doação privada deve ser mantida porque a sociedade não vai tolerar bancar mais uma despesa proveniente de campanha eleitoral.


“Poderíamos fixar limites para doações unindo pessoa física com pessoa jurídica para não empurrar o processo da disputa eleitoral definitivamente para o caixa 2, que se têm dificuldades enormes de controle ou a prática de truques no qual se permite a doação das pessoas físicas e elas são utilizadas para fazer a lavagem de dinheiro”, explicou


Deflagrada em 17 de março pela PF, a operação Lava Jato desmontou um esquema de lavagem de dinheiro e evasão de divisas que, segundo as autoridades policiais, movimentou cerca de R$ 10 bilhões. A Petrobras está no centro das investigações da operação, que apontou dirigentes da estatal envolvidos no pagamento de propina a políticos e executivos de empresas que firmaram contratos com a petroleira.



Redação

sábado, 21 de março de 2015

O PT enfrenta a sua maior crise

O partido perdeu as ruas, é investigado na Lava Jato e pena no Congresso. 
A sigla conseguirá se reerguer?

ALBERTO BOMBIG COM MURILO RAMOS E FLÁVIA TAVARES
ESTRATÉGIA Lula em campanha pela reeleição de Dilma. Ele acha  que o PT só reagirá se Dilma conseguir reagir (Foto: Foto: J. F. Diorio/Estadão Conteúdo)
No auge da crise do mensalão, em 2005, quando algumas vozes da oposição começaram a cogitar o impeachment do então presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, líderes do PT reagiram de forma rápida e incisiva. Afirmaram que, caso alguém arquitetasse a derrubada de Lula, o partido colocaria milhares nas ruas para defendê-lo. Àquela altura, com base no histórico de mobilização do PT, os oposicionistas se contiveram. O poder de agitar as massas era exclusivo dos petistas desde o “Fora Collor”, em 1992, e do “Fora FHC”, sete anos depois. O mensalão foi a primeira grande crise do PT desde que a sigla chegou ao poder, em 2002. A segunda foi em 2013, quando uma onda de manifestações derrubou a popularidade de vários governantes brasileiros, entre eles a presidente Dilma Rousseff. O ano de 2013 mostrou algo novo: o povo estava nas ruas, mas não por obra do PT.
A terceira crise explodiu na semana passada e traz outra novidade. O país se mobilizou, as ruas explodiram com a maior manifestação desde a campanha pelas eleições diretas, em 1984 – e a mobilização não apenas não era convocada pelo PT, como mostrava uma enorme rejeição ao partido. Ao longo da semana, as investigações da Operação Lava Jato, que até então atingiam principalmente as siglas da base aliada, chegaram ao coração do PT. Pela inabilidade política de seus líderes, como o ministro Aloizio Mercadante, as relações com o Congresso se azedaram ainda mais. A soma de tudo isso – ruas, Congresso, força-tarefa da Lava Jato – mergulhou o PT naquela que é provavelmente a maior crise de sua história.
>> Os erros do ministro Aloizio Mercadante

Uma pesquisa a que o partido teve acesso mostra que a avaliação do PT é pior até que a avaliação do governo da presidente Dilma Rousseff. O partido recebe menos de 10% de “ótimo” e “bom” – Dilma pontuou 13% em pesquisa do Instituto Datafolha. Outros pontos comuns do diagnóstico são: a) faltam quadros expressivos para o debate político; b) a representatividade do PT está subdimensionada no governo Dilma e no Congresso; c) os movimentos sociais se distanciaram da sigla; e d) a classe média dos grandes centros urbanos encabeça todos os movimentos anti-PT.

Um efeito da derrota nas ruas é aguçar a disputa interna no partido. Dilma está num momento péssimo, mas o grupo que a apoia, a corrente Mensagem ao Partido, fortaleceu-se momentaneamente. O grupo pede a saída de João Vaccari Neto, o tesoureiro do partido, que entrou na lista dos denunciados da Operação Lava Jato. Lula, que é de outra corrente, defende Vaccari. Na segunda-feira passada, um dia após a onda de protestos, Lula conversou com senadores petistas e depois jantou com a presidente Dilma no Palácio da Alvorada. Aos senadores, o ex-presidente disse que a crise política é maior que a econômica, e que crise política é mais fácil de resolver no curto prazo. “Ele pediu uma presença maior na rua, para melhorar a comunicação do governo”, diz o senador Humberto Costa (PT-PE).
>> O degradante espetáculo de Cid Gomes, o ministro que não foi

Outra crise da semana passada expôs a divisão interna do partido: o vazamento de um documento reservado elaborado pela Secretaria de Comunicação Social (Secom), atribuído ao ministro da Pasta, Thomas Traumann. O documento admite haver “caos político”, aconselha o governo a prestar contas à sociedade por meio da imprensa e sugere dedicar mais verba a sites e blogs governistas na internet. O texto foi publicado pelo site do jornal O Estado de S. Paulo. Na Secom, atribuiu-se o vazamento – no mesmo dia em que Traumann seguia para os Estados Unidos para acompanhar o tratamento médico de um parente – ao ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini. Berzoini negou, através da assessoria do partido.
>> Eliseu Padilha: "O que nos interessa são as ruas"

A cúpula do PT já admite ser impossível uma recuperação da imagem da sigla no curto prazo. Acha que as eleições municipais do ano que vem deverão ser as mais difíceis da história petista. A avaliação é que o PT precisa sobreviver a 2016 para, em 2018, se rearticular em torno de Lula para a eleição presidencial. O partido precisará de novos líderes e um novo discurso. O líder do PT na Câmara, Sibá Machado (AC), fez papel ridículo ao dizer que a CIA, a agência americana de inteligência, esteve por trás das manifestações do dia 15. Com líderes assim, vai ser difícil o PT sair da crise.