Total de visualizações de página

Horario de Brasilia

PITIMBU NOTÍCIA

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Programa Empreender é fraudado e usado para comprar votos na Paraíba

O Guia Eleitoral da Coligação A Vontade do Povo trouxe mais uma grave denúncia que comprova o abuso da máquina pública do Governo Estadual em favor da campanha do governador Ricardo Coutinho (PSDB), candidato à reeleição. Desta vez, o uma reportagem mostra o Programa Empreender Paraíba sendo utilizado como instrumento de distribuição de cheques em troca de votos, manipulação político-eleitoral na escolha dos contemplados e fraudes grosseiras para encobrir desvios de recursos públicos.
De acordo com a reportagem-denúncia, dezenas de cidades receberam cheques do Empreender, nas vésperas da eleição, com um único objetivo: garantir votos. Fraudaram endereços, gente de uma cidade recebendo por outra, tem de tudo. A cidade de Rio Tinto, localizada no Litoral Norte, é um desses municípios.
Casos comprovados
O microempresário José Antônio Ferreira, dono de uma pequena funerária na cidade, revelou como funciona a operação fraudulenta e eleitoreira. Ele recebeu um financiamento de R$ 10 mil do Empreender, mas no endereço onde consta o contrato, está Rua Com Ventania, S/N, no município de Casserengue. Comprovante de domicílio falso, já que o empresário reside e mantém o negócio em Rio Tinto.
Segundo José Antônio, o presidente do PSB e coordenador do Orçamento Democrático de Rio Tinto, Fernando Naia, controla a liberação de todos os contratos e viabiliza a falsificação dos comprovantes de residência.
- Uma pessoa de lá me deu um comprovante de residência de uma cidade que eu nem sei onde fica, Casserengue, e por essa cidade eu consegui fazer o empréstimo. Em Rio Tinto, só recebeu o Empreender, quem Naia quis. Eu só passei a receber quando ele autorizou – revelou José Antônio.
Outro caso semelhante também aconteceu em Rio Tinto. Simone Costa da Silva e o filho Felipe, proprietários de uma pastelaria, também receberam cheques no valor de R$ 2.042,82, cada um, se utilizando de endereços da cidade de Baia da Traição.
Esta é apenas mais uma prova do uso da máquina pública do Governo Estadual em favor da campanha de reeleição do governador Ricardo Coutinho. Além disso, prestadores de serviços, servidores e até presidiários são utilizados como cabos eleitorais pelo atual gestor.
Assessoria
http://blogdokardec.com.br/programa-empreender-e-fraudado-usado-para-comprar-votos-na-paraiba/?utm_source=rss
Fonte: Blog do Kardec

Ações de repressão qualificada apreendem mais de 9,8 mil armas de fogo e 7 toneladas de drogas

Ações de repressão qualificada apreendem mais de 9,8 mil armas de fogo e 7 toneladas de drogas
 As Polícias Civil e Militar da Paraíba, por meio de repressão qualificadaaos crimes contra a vida, patrimônio e ao tráfico de entorpecentes, conseguiram apreender 9.889 armas de fogo e 7.044 quilos de drogas na Paraíba desde 2011. O dado é do Núcleo de Análise Criminal e Estatística (Nace) da Secretaria da Segurança e da Defesa Social (Seds), segundo o qual a média de revólveres, pistola e armas de grosso calibre retirados de circulação no Estado é de 7,2 por dia. Ao mesmo tempo, 5,15 quilos de maconha, crack e cocaína deixaram de ser comercializados por dia nas cidades paraibanas.


De janeiro a setembro de 2014, foram apreendidas 2.200 armas, 12,6% a mais do que no ano passado, em igual período (1.953). Em 2012, as polícias retiraram das ruas 2.117 unidades de armamento e em 2011 o número chegou a 1.613.


Nesses meses também foram apreendidas 2 toneladas e 521 quilos de drogas, o que representa um aumento de 398% em relação ao ano anterior. O destaque dessa apreensão foi a maconha, que totalizou 2.404 quilos que deixaram de ser comercializados de janeiro a setembro, com aumento de 491% na quantidade apreendida em comparação ao mesmo período do ano passado. Também foram retirados de circulação mais crack e cocaína: 95,7 quilos contra 79,2 quilos e 21,6 quilos contra 20,5, na comparação entre os dois períodos, com aumentos de 21% e 5%, respectivamente.


Para o secretário da Segurança e Defesa Social, Cláudio Lima, o resultado se deve à gestão focada em resultados, colocada em prática com o Programa Paraíba Unida pela Paz. “A repressão qualificada e a Inteligência Policial fizeram diferença. No tocante às drogas, destaca-se a ação histórica de mais de 1,5 tonelada de maconha apreendida pela Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) da Capital no mês de setembro”, lembrou.


Imagem ilustrativa

Secom-PB

Campanha de Cássio estará presente em todas as regiões da Paraíba nesta semana

A campanha de Cássio Cunha Lima (PSDB) para o governo do Estado será concentrada, nesta semana final, na apresentação de propostas para Saúde, Educação e Segurança. Segundo o coorenador de Comunicação da campanha, Joilton Costa, O objetivo é mostrar propostas que se adequem à expectativa da população nestas áreas.
“São áreas prioritárias para nosso governo, que não estão recebendo a devida atenção da atual gestão”, declarou Joílton.
Ele explicou que, nesta semana, também será detalhado o novo plano de mobilidade urbana para a Capital e as cidades da região. “É um problema que precisa de uma atenção especial”, disse.
Presença nas regiões – Joílton destacou que Cássio marcará presença em todas as regiões da Paraíba nesta semana.
“A Paraíba é um estado em que todas as regiões merecem a mesma atenção. Então tem que privilegiar todas as regiões. Ele está, hoje, no Cariri. Amanhã vai para o Sertão ao mesmo tempo que temos ações em João Pessoa, Campina Grande, no Brejo. Todas as regiões estão sendo contempladas”, disse.

João Thiago

Dupla aposta carro de luxo, ou R$ 118 mil, em eleição de Cássio X Ricardo Coutinho

João Batista Alves de Lira e Alex Aurélio Dias dos Santos apostaram um veículo Toyota Hilux , ou cento e dezoito mil, baseado em suas opções políticas no segundo turno das eleições estaduais.

Defensor da candidatura de Cássio Cunha Lima (PSDB), João Batista revelou que já ganhou R$ 12 mil no primeiro turno, guando apostou que Pedro Cunha Lima (PSDB) seria o deputado federal eleito mais votado no estado, agora, João quer ganhar R$ 118 mil, caso o tucano vença a disputa.

Alex Auréliano está na torcida pela vitória de Ricardo Coutinho (PSB), caso o socialista vença, ele vai ficar com o veículo.

A regra da aposta é que o vencedor será aquele que apostar no governador eleito. Registrada em cartório, os bens já estão sob custódia de um intermediador da aposta.


Écliton Monteiro - MaisPB 

Consultor do instituto 6Sigma diz que não vai mais comercializar pesquisas eleitorais

Consultor do instituto 6Sigma diz que não vai mais comercializar pesquisas eleitorais
Consultor do instituto 6Sigma diz que por divergência de interessesnão vai mais comercializar pesquisas eleitorais 


Em entrevista a Rádio Campina FM, o consultor do grupo 6Sigma, Pedro César Coelho, revelou que o instituto não vai mais comercializar pesquisas eleitorais este ano devido ao confronto de interesses. Desde 2008, que o 6Sigma vem realizando pesquisas eleitorais, se destacando por acertar a maioria das consultas, batendo inclusive o Ibope. As pesquisas já foramdivulgadas em veículos como TV Itararé, TV Master e Campina FM.


Pedro César explicou os boatos e especulações que tomaram conta das redes sociais, sobre um possível cancelamento de registro e da divulgação de uma pesquisa com números da disputa ao Governo do Estado no segundo turno das eleições 2014.

Pedro frisou que o registro foi retirado segundo normas do TSE e que foi apenas uma pesquisa com resultados abortados.


- Temos adotado estratégias, pois algumas empresas e partidos teimam em segurar os números da pesquisa. Especulou-se muito sobre um registro de uma pesquisa. Na verdade existiam dois registros, uma pra ser divulgada no dia 12, sexta-feira, e uma pesquisa para o sábado. O registro da pesquisa do sábado foi tirado seguindo todas as resoluções do TSE - elucidou.

Enfático, ele disse ainda que a pesquisa não foi divulgada devido a cláusula vigente, que diz que caso uma das partes envolvidas não queira o resultado não pode ser veiculado.


- Todo mundo fala que pesquisa é o retrato do momento e se forem olhar no site a pesquisa é de uma semana atrás. Como ela é comprada pelo Sigma tecnologia, existe uma cláusula que diz que caso o candidato não deseje a gente não divulga. E como ficou defasado, o contratante resolveu por bem não divulgar e gerou um monte de especulação – ressaltou.


César finalizou explicando que a diretoria decidiu não mais comercializar pesquisas devido às divergências de interesses. A pesquisa do 6Sigma para governador deveria ter sido divulgada no sábado, o que gerou especulações. Algumas pessoas chegaram a afirmar via redes sociais, que os números da pesquisa haviam vazado. Ontem Pedro César divulgou uma nota desmentindo o VAZAMENTO das informações.


PB Agora

Justiça manda apreeender carro da coligação de RC com panfletos contra Cássio

Justiça manda apreeender carro da coligação de RC com panfletos contra Cássio
O juiz eleitoral da 28ªZona, Romonilson  Alves Gomes, determinou no final da tarde desta segunda-feira (20) a apreensão do um veículo (F -4000) placas KLA 8197, a serviço da coligação 'A Força do Trabalho', que tem a frente o governador Ricardo Coutinho, candidato à reeleição.
De acordo com o 'Mandado de Busca e Apreensão', o veículo estava sendo usado para distribuir propaganda falsa contra o candidato do PSDB, senador Cássio Cunha Lima.

TSE corta tempo de propaganda de Aécio na TV e de Dilma no rádio

TSE corta tempo de propaganda de Aécio na TV e de Dilma no rádio
 O ministro Admar Gonzaga, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), decidiu neste domingo (19) reduzir o tempo de propaganda eleitoral gratuita do candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, e da candidata do PT, Dilma Rousseff, em punição por terem utilizado o horário eleitoral gratuito para fazer "ataques" um ao outro.


A decisão é motivada por uma mudança de entendimento do TSE. Na semana passada, o tribunal estabeleceu que o programa eleitoral em cadeia de rádio e TV deve ser utilizado para debater ideias e apresentar propostas.


Em liminar (decisão provisória) assinada neste domingo (19), Admar Gonzaga mandou cortar 2 minutos e 30 segundos no próximo bloco de inserções televisivas da coligação de Aécio Neves.

De acordo com o ministro, as inserções (propagandas curtas ao longo da programação das TVs) veiculadas pela campanha do tucano no dia 18 de outubro atribuem a Dilma Rousseff a prática de "condutas ilícitas". A peça publicitária fala das denúncias de corrupção na Petrobras e questiona a conduta da presidente no episódio.

"Por que a Dilma não explica o motivo de não ter feito nada contra a corrupção da Petrobras? Dilma, o Brasilquer saber a verdade", diz a narradora. Para Admar Gonzaga, a propaganda não se adequa à nova jurisprudência do Supremo, de que o horário gratuito não pode ser usado para ataques ao adversário.


"À luz dos novos parâmetros hermenêuticos, entendo que a propaganda eleitoral combatida apresenta excessos ao imputar condutas imorais e ilícitas aos representados, de forma a macular a imagem destes perante o eleitorado", diz o ministro, que também determinou a suspensão da propaganda.


Admar Gonzaga também determinou a perda de 36 segundos no bloco da manhã (7h) e outros 36 no da tarde (12h) no próximo horário de rádio reservado à coligação Com a Força do Povo, da candidata à reeleição Dilma Rousseff.

A decisão foi motivada por uma propaganda transmitida no dia 19 de outubro que faz paródia com a música "Oh, Minas Gerais", trazendo a seguinte montagem: “Oh, Minas Gerais, oh, Minas Gerais, quem conhece Aécio não vota jamais".


De acordo com Admar Gonzaga, a peça publicitária não atende ao entendimento do TSE de que as propagandas gratuitas precisam ser propositivas. "Ainda que a propaganda não utilize expressões grosseiras, foi elaborada num tom jocoso, com o claro propósito de enfuscar a imagem do primeiro representante. Destoa ela, portanto, da novel orientação desta eg. Corte", afirmou o ministro na decisão.


Projeções Admar Gonzaga determinou ainda a suspensão de uma propaganda contrária a Aécio Neves projetada no prédio do Conjunto Nacional, na capital paulista. A projeção de imagens mostra a foto de Aécio Neves com as frases "E advinha só quem é réu pelo desvio de 4,3 bilhões da Saúde de Minas Gerais? Do jeito que ele fala de Minas Gerais até parece que os mineiros lá gostam dele".


Além de suspender a propaganda, Gonzaga determinou ao Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) que apure a existência de outros projetores de outdoors eletrônicos que estejam sendo utilizados para publicidade eleitoral.


Conforme o ministro, a utilização da fachada de prédios, bens públicos e particulares, para a projeção de propagandas eleitorais, em tamanho superior a quatro metros quadrados, "além de aparentemente violar a legislação eleitoral, atenta contra o equilíbrio e a igualdade entre candidatos na disputa eleitoral".


G1

sábado, 18 de outubro de 2014

MPF obtém condenação de ex-prefeito de Pitimbu por prejuízo aos cofres públicos



O Ministério Público Federal (MPF) na Paraíba obteve a condenação do ex-prefeito de Pitimbu (PB) Hércules Antônio Pessoa Ribeiro por violação dos princípios da administração pública, causando prejuízo aos cofres públicos.


O réu teve os direitos políticos suspensos por cinco anos, vai ter que restituir R$ 105.900,00 (com juros e atualização monetária) e ainda está proibido de contratar com o poder público e de receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios por cinco anos.


Hércules Ribeiro foi condenado pela Justiça Federal por irregularidades na execução do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti), firmado entre o Município de Pitimbu e o Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS).


No caso, houve repasse de recursos federais no montante de R$ 105.900,00, referentes a 2003, durante agestão do réu.


Detalhes do caso – Na ação de improbidade, o MPF expôs que, durante fiscalização da aplicação dos recursos do Peti no município, a Controladoria-Geral da União constatou uma série de irregularidades, dentre as quais se destacam: omissão do dever de prestar contas, indícios de manipulação de documentos de despesas, bem como desconhecimento das normas de funcionamento do referido programa.


Ainda durante as investigações, verificou-se inexistência de trabalho de apoio socioeducativo com às famílias beneficiadas; atrasos frequentes e pagamentos não integrais do benefício; ausência de controle de frequência das crianças nas escolas; além de aquisição de produtos alheios aos objetivos do programa; e ausência do parecer da Comissão Municipal de Erradicação do Trabalho Infantil (CMETI) cadastrais das famílias beneficiadas pelo programa, de modo a demonstrar que houve análise e aprovação dos referidos cadastros.


O MPF ainda ressaltou a inércia de Hércules Antônio durante todo o procedimento de tomada de contas especial instaurado pelo MDS, apesar das inúmeras tentativas de notificação, restando configurada a conduta do réu. A sentença foi proferida em 16 de setembro de 2014.


Peti - Os recursos federais do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil devem ser utilizados com vistas a “articular um conjunto de ações para retirar crianças e adolescentes com idade inferior a 16 anos da prática do trabalho precoce”.


O Peti compreende, de acordo com a página do MDS na internet, transferência de renda (prioritariamente por meio do Programa Bolsa Família), acompanhamento familiar e OFERTA de serviços socioassistenciais.


* Ação de Improbidade n.º 0007884-59.2011.4.05.8200 (2ª Vara Federal), ajuizada em 17 de outubro de 2011. É possível consultar a movimentação do processo através da página www.jfpb.jus.br, bastando, para tanto, colocar o número da ação na ferramenta de pesquisa processual.


Ascom

Cássio faz carreata e Ricardo Coutinho aposta em circuito de comícios

Ricardo Coutinho e Cássio Cunha Lima
Os candidatos ao Governo do Estado, a uma semana do segundo turno das Eleições 2014, concentram esforços para abordar os eleitores de todo o estado. Cássio Cunha Lima, do PSDB, investe em uma grande carreata na capital paraibana neste sábado, ao passo em que Ricardo Coutinho segue por cinco municípios, realizando um circuito de comícios.


Confira a agenda dos candidatos paraibanos para este sábado:


Cássio Cunha Lima (PSDB) 10h - Grande Carreata de João Pessoa Local de concentração: Cap. José Pessoa x Floriano Peixoto – Jaguaribe



Ricardo Coutinho (PSB) 8h30 - Comício de feira em Aroeiras Local do comício: Epitácio Pessoa, em frente ao galpão da feira 13h40 - Carreata 40 em Campina Grande Local de Concentração: Avenida Manoel Tavares 19h - Comício em Boqueirão Local do comício: Rua Félix Araújo 20h30 - Comício em Queimadas Local de concentração: Rua José Maia - próximo ao mercado 21h30 - Comício em Esperança Local de concentração: Rua Manoel Rodrigues - Centro

Aécio agradece e diz que PB pode cobrar dele compromissos de Cássio

Presidenciável durante coletiva em Campina Grande
O presidenciável Aécio Neves (PSDB)  agradeceu durante comício, nesta sexta-feira (17), em Campina Grande, a votação que teve na Rainha da Borborema e por ter sido a única cidade do NE que lhe deu a vitória no primeiro turno das eleições.

“A gratidão é a memória do coração. Eu venho hoje a Campina,  mais uma vez, para expressar pessoalmente a minha enorme gratidão porque foi aqui que eu tive a maior vitória no Nordeste Brasileiro. Obrigado Campina Grande pela generosidade e pela compreensão da nossa proposta”, disse Aécio.

Ainda durante a sua fala, Aécio Neves revelou  que a marca que gostaria de deixar, caso eleito, será de presidente que mais trabalhou pelo Nordeste.

“Eu quero ser lembrado como o melhor presidente que o Nordeste brasileiro já teve. O mais generoso e o que mais compreendeu que precisamos diminuir as nossas diferenças”, afirmou.

Aécio disse ainda que, chegando ao Palácio do Planalto, vai resgatar uma dívida histórica que o Governo Federal tem com a Paraíba.

“Vamos trazer para aqui alguns dos mais importantes investimentos estruturantes porque o povo trabalhador da Paraíba precisa do apoio do Governo Federal”, garantiu.

Aécio pediu apoio para Cássio Cunha Lima (PSDB), candidato da coligação ‘A Vontde do Povo’, para o Governo da Paraíba. De acordo com Aécio, em caso de vitórias dele e de Cássio, o tucano será “o melhor amigo do presidente da República”.

“Cobrem de mim, Aécio Neves, cada um dos compromissos que aqui foram assumidos”, finalizou.

Além de Campina Grande, Aécio Neves participa de comício na cidade de João Pessoa.


Roberto Targino - MaisPB

Cícero pede votos para Cássio e Aécio em Campina


Cícero pede votos para Cássio e Aécio em Campina
 Com a presença festejada e em clima de surpresa do senador Cícero Lucena (PSDB), a tradicional Pirâmide do Parque do Povo sediou na noite desta sexta-feira (17) um comício do candidato a governador Cássio Cunha Lima (PSDB) e do presidenciável Aécio Neves (PSDB). Em tom triunfante, mineiro fez questão de agradecer pessoalmente aos 84.577 votos que recebeu em Campina Grande.

Dentre as capitais e cidades de grande porte do Nordeste, Campina foi a única cidade da região em que o senador tucano à Presidência da República venceu no primeiro turno.

"Lá na minha querida Minas Gerais, a gente costuma dizer que a gratidão é a memória do coração. E eu venho hoje a Campina, mais uma vez, para expressar pessoalmente a minha enorme gratidão pela maior vitória que eu tive no Nordeste", comentou Aécio, emocionado, depois de escutar por quase um minuto o seu nome sendo gritado pela multidão.

Depois de agradecer ao gesto do senador Cícero, que fez questão de nessa reta final de segundo turno se incorporar ainda mais às campanhas do PSDB em nível estadual e federal, Aécio reiterou seus compromissossolenes com a Paraíba.

Aproveitando para festejar e agradecer a presença do colega Cícero Lucena e seu apoio na reta final da campanha da Coligação A Vontade do Povo, Cássio lembrou novamente que a Paraíba está perto de confirmar uma chance histórica: ter no governo estadual e na Presidência da República dois gestores parceiros e comprometidos com o Estado.

Redação com Ascom

Paulo Roberto foi indicado pelo PP para substituir paraibano do Ministério

Paulo Roberto foi indicado pelo PP para substituir paraibano do Ministério
 O colunista nacional  Cláudio Humberto trouxe na sua coluna neste sábado (18), que o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa esteve na cota de nomes do Partido Progressista (PP) para substituir o deputado federal Aguinaldo Ribeiro no Ministério das Cidades.


Segundo o colunista, ele esteve entre os indicados do Partido Progressista (PP) para substituir o ministro Aguinaldo Ribeiro, em reunião na Casa  Civil da Presidência ocorrida em 11 de março passado. Ribeiro deixaria o cargo seis dias depois (17), data da Operação Lava Jato, que prendeu o ex-diretor.

“Paulo Roberto Costa estava entre os nomes levados pelo PP a Dilma. Mas, consultado pela Casa Civil do Planalto, ele declinou da indicação. Ciro Nogueira, presidente do PP, disse que levou a Aloizio Mercadante (Casa Civil) por ser uma das opções “de alto nível” para substituir Aguinaldo Ribeiro.

Redação 

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Criação de empregos formais tem pior mês de setembro em 13 anos

No mês passado, foram abertas 123 mil vagas de emprego formais.
No acumulado de 2014, criação de vagas recuou 31,6%, diz governo.

Alexandro MartelloDo G1, em Brasília
O Brasil criou 123.785 empregos com carteira assinada em setembro, segundo informações divulgadas pelo Ministério do Trabalho nesta quarta-feira (15). Foi o pior resultado para um mês de setembro desde 2001, quando foram criadas 80.028 novos postos.
Criação de vagas foi 41% menor que a de setembro do ano passado
O número também representa uma queda de 41,35% frente ao mesmo período de 2013, quando foram abertas 211.068 vagas formais, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). O Ministério do Trabalho começou a divulgar dados do tipo em 1992.
Na avaliação do ministro do Trabalho, Manoel Dias, o resultado de setembro foi um "sucesso". Ele declarou que há uma "má vontade" de dizer que os números são negativos. "Eles são positivos. São 123 mil novos empregos. O Banco Mundial levantou que há 100 milhões de trabalhadores desempregados na Zona do Euro. O mundo desemprega 900 milhões de trabalhadores. Está tudo para baixo no mundo inteiro", declarou.
O ministro disse ainda que não haveria onde "colocar" mais trabalhdores. "Não estamos vivendo pleno emprego? Se gerássemos 200 mil empregos, não tínhamos onde colocar. A tendência natural é que, a cada ano, vá diminuir a necessidade de novos empregos. Geramos 22 milhões de novos empregos em dez anos. Isso vai suprindo a demanda e as necessidades", afirmou Manoel Dias.
Apesar do fraco resultado em setembro, os dados do governo mostram que a indústria de transformação voltou a contratar no mês passado, após cinco meses de demissões. No último mês, a indústria contratou 24.837 trabalhadores com carteira assinada.
Acumulado do ano
De janeiro a setembro deste ano, foram criados 904.913 empregos formais, com queda de 31,6% frente ao mesmo período do ano passado, que registrou 1,32 milhão de vagas.
Este é o pior resultado para os nove primeiros meses do ano, pelo menos, desde 2004, quando começa a série histórica ajustada disponibilizada pelo Ministério do Trabalho.
Os números de criação de empregos formais do acumulado de 2014, e de igual período dos últimos anos, foram ajustados para incorporar as informações enviadas pelas empresas fora do prazo (até o mês de agosto). Os dados de setembro ainda são considerados sem ajuste.
O Ministério do Trabalho informou que sua expectativa para a criação de empregos com carteira assinada neste ano foi mantida em 1 milhão de vagas.
Segundo o ministro Manoel Dias, a criação de empregos formais no mandato da presidente Dilma Rousseff vai "beirar" seis milhões de vagas. Até setembro deste ano, foram gerados 5,78 milhões de empregos formais.
Setores da economia
Segundo o Ministério do Trabalho, o setor de serviços liderou a criação de empregos formais nos nove primeiros meses deste ano, com 566.112 postos abertos, contra 547.649 no mesmo período do ano passado. O setor inclui trabalhadores como médicos, vendedores de lojas, manicures, corretores de imóveis, garçons e motoristas.
A indústria de transformação, como as refinarias de petróleo, foi responsável pela contratação de 55.479 trabalhadores com carteira assinada no mesmo período. De janeiro a setembro do ano passado, ela abriu 280.427 vagas. O resultado até setembro deste ano foi o pior, pelo menos, desde 2004.
A construção civil, por sua vez, registrou a abertura 99.564 trabalhadores com carteira assinada de janeiro a setembro deste ano, contra 202.633 vagas no mesmo período de 2013. Já o setor agrícola gerou 110.519 empregos nos nove primeiros meses deste ano, contra a abertura de 124.249 vagas no mesmo período de 2013.
O comércio, por sua vez, registrou a abertura de 36.984 vagas formais de janeiro a setembro deste ano, contra 118.638 vagas abertas nos nove primeiros meses de 2013.
Regiões do país
Segundo números oficiais, o emprego formal cresceu em todas as regiões do país nos nove primeiros meses deste ano. No período, a Região Sudeste abriu 414.760 empregos com carteira assinada e a Região Sul, 209.276.
A Região Centro-Oeste foi responsável pela abertura de 123.009 postos formais de emprego de janeiro a setembro deste ano, enquanto que a Região Norte teve a abertura de 50.062 postos de trabalho com carteira assinada. A Região Nordeste, por sua vez, registrou a abertura de 107.806 empregos com carteira nos nove primeiros meses deste ano.

Casas de show de João Pessoa se comprometem a disponibilizar ingressos com meia-entrada para estudantes

As casas de show Domus Hall e Forrock se comprometeram com o Ministério Público da Paraíba a disponibilizar, a partir desta semana, 40% dos ingressos disponíveis para cada evento realizado nesses estabelecimentos para a concessão do benefício da meia-entrada aos estudantes, conforme determina a Lei Federal 12.933/2013.

O compromisso foi assumido em termo de ajustamento de conduta (TAC) firmado pelos estabelecimentos com as Promotorias de Defesa do Consumidor de João Pessoa e Cabedelo. No caso de locação ou cessão do espaço das casas de shows para realização de eventos de terceiros, a responsabilidade pelo descumprimento do TAC será estendida aos realizadores do evento. O benefício da meia-entrada não será cumulativo com quaisquer outras promoções e convênios e, também, não se aplica ao valor dos serviços adicionais eventualmente oferecidos em camarotes, áreas e cadeiras especiais.

O TAC estabelece que as casas de eventos devem divulgar com antecedência o número total de ingressos disponíveis à venda e o número dos disponíveis para a meia-entrada, em todos os pontos de venda, de forma visível e clara, e informar quando os ingressos da meia-entrada se esgotarem.

De acordo com o TAC, os alunos deverão obrigatoriamente apresentar a carteira de estudante no momento da aquisição do ingresso e na portaria do local do evento. Nas compras de ingressos pela internet, o estudante só receberá o bilhete com a apresentação da carteira no local de venda.

Para evitar tumultos e proteger a integridade física dos consumidores, a verificação da condição de estudante poderá ser feita por amostragem nos momentos em que haja maior fluxo de de pessoas ingressando no local de evento.

Caso haja descumprimento parcial e total do termo de ajustamento de conduta será aplicada uma multa no valor de até R$ 20 mil para cada dia de evento descumprido.

O TAC foi assinado pelos promotores de Justiça Priscylla Maroja, Glauberto Bezerra, Rogério Lucas, pelos representantes das casas de shows, do Procon Municipal e da União dos Estudantes da Paraíba.




Assessoria do MPPB

Secretários de Caaporã retiram apoio de RC para apoiar Cássio

Após decisão do prefeito de Caaporã, João Batista Soares (PMDB), em apoiar a candidatura ao governador do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) no segundo turno das eleições estaduais da Paraíba, aliados dele que foram liberados para votar em quem quisesse e escolheram apoiar a reeleição do governador Ricardo Coutinho (PSB), voltaram atrás e também decidiram poiar o tucano. São eles: Sonivagno Sousa, secretário de Meio Ambiente, Agropecuária e Pesca; e Sofonis de Sousa, adjunto da pasta.

A articulação política que resultou no apoio dos dois secretários foi de iniciativa do deputado federal Manoel Júnior (PMDB).

MaisPB com Assessoria

Padre do interior da Paraíba abandona batina para viver um ‘grande amor’

O padre da cidade de São João do Rio do Peixe, Francisco Batista de Sousa Neto, emitiu carta aberta a população, nesta terça-feira (14), anunciando o abandono do ministério presbiteral e da administração da paróquia Nossa Senhora do Rosário, do município, para viver um relacionamento amoroso.

“Decidi viver um grande amor. Um amor criado por Deus vivenciado entre um homem e uma mulher. Um amor divinamente humano. Espero que compreendam que não estou fazendo uma troca, pois o amor a Deus e ao seu Reino sempre estará em primeiro lugar na minha vida e até porque o amor é onde Deus está, é o que Deus é e não é possível ir contra isto”, diz o padre na carta.

Padre Francisco disse também que sua decisão é fruto da coerência, pois não acha correto viver de forma forjada no celibato.

“Apenas quero ser coerente e verdadeiro. Não vai de encontro aos meus princípios viver de forma forjada a disciplina do celibato a qual prometi no dia da minha ordenação viver. Não posso enganar a mim mesmo e ao Povo de Deus”, afirma.

Confira abaixo a carta na íntegra!

Venho, através desta carta, expressar os meus sentimentos diante da minha escolha. De início, oportuno anotar, que não interpretem estas palavras como justificativa, pois não preciso apresentá-la, até porque a escolha é individual, pessoal e assim como fiz livremente para ser padre posso também livremente deixar. Deve-se entender que cada um tem um limite de ação, que existe o livre arbítrio. Neste sentido, desarmem-se de suas concepções religiosas preconceituosas, pois a vida é feita de escolhas.

Após um longo processo solitário de discernimento, decidi abandonar o ministério presbiteral e a condição de administrador da Paróquia Nossa Senhora do Rosário em São João do Rio do Peixe-PB. Decidi viver um grande amor. Um amor criado por Deus vivenciado entre um homem e uma mulher. Um amor divinamente humano. Espero que compreendam que não estou fazendo uma troca, pois o amor a Deus e ao seu Reino sempre estará em primeiro lugar na minha vida e até porque o amor é onde Deus está, é o que Deus é e não é possível ir contra isto. Apenas quero ser coerente e verdadeiro. Não vai de encontro aos meus princípios viver de forma forjada a disciplina do celibato a qual prometi no dia da minha ordenação viver. Não posso enganar a mim mesmo e ao Povo de Deus.

É inconteste que não foi fácil o caminho de discernimento e tenho consciência que nem será o de recomeçar, mas a vida é feita de escolhas e as escolhas fazem parte da vida daqueles que são livres, como Deus nos criou. Para ser fiel a Deus e a si mesmo é preciso mudar.

As decisões, são sempre difíceis de serem tomadas, corremos o risco de sermos crucificados, apedrejados, mas no fim, a misericórdia divina supera toda atitude de preconceito e de não amor. O certo é que não podemos viver sempre em indecisões atrasando o futuro que nos espera e, mais tarde, arrependidos de não termos feito o que deveríamos. Viver requer coragem. E tem coisas que pulsam no coração em que nem mesmo a razão é capaz de explicar.

O maior dom do ser humano é a liberdade para fazer escolhas. Viver é uma sequência de escolhas certas ou erradas com consequências positivas ou negativas para o envolvido e os demais. Não há dúvida de que as escolhas são o principal fator determinante da vida.

Confesso que não estava prevista no meu projeto de vida esta mudança. Desde da tenra idade cultivei o sonho de ser padre, em poder servir ao Povo de Deus, e assim me dediquei a este legado com um longo tempo de preparação. Não me arrependo se quer uma fração de segundo, porque vivi intensamente a minha escolha. Nos quase seis anos de ordenação presbiteral, sempre fui feliz, cada momento foi vivido com amor exerci a minha missão com muita verdade e comprometimento.

Porém, nos últimos anos despertou em meu ser a necessidade de concretizar algo de muito valor que já tinha admiração na fase infanto-juvenil: a vida conjugal. Isso foi despertado em mim e confesso que não foram as poucas vezes que tentei focar minha vida naquilo que eu havia escolhido primeiro, mas chegou um tempo em que a minha humanidade não suportava mais. Alguns podem até pensar que foi uma crise vocacional, sou sincero e convicto ao dizer que não, porque se fosse para continuar sendo padre e ao mesmo tempo constituir uma família pra mim nada mudaria. Compreendo que o celibato é uma disciplina da Igreja e que deve ser observado por aqueles que livremente escolhe esta vocação. No início do meu ministério até pensei que seria possível viver por toda a vida, mas chegou o momento em que a minha humanidade falou mais forte. Realmente o celibato é um dom e nem todos são capazes de viver e entender. Admiro muito aqueles que são capazes de viver. Acredito que a não vivência do celibato não impede de exercer e nem mácula este ministério. Contudo, é uma disciplina da Igreja e que deve ser cumprida por aqueles que escolhem livremente vivê-la. Não sou eu quem vai mudar a disciplina, eu quem devo mudar. Então, me debrucei nesta reflexão, concluindo que não poderia ser incoerente com a minha escolha. Decidi então recomeçar a minha vida, rompendo com meus sonhos e esperanças e de tantos outros que depositaram em mim.

Que fique claro, que em momento algum nesta nova escolha desejei ou articulei magoar alguém. Quantas vezes quis dominar o meu coração, mas isso é impossível quando sentimos um amor verdadeiro sem malícias e pretensões. Peço perdão se alguém sentiu ferido e atingido por mim. O amor é amor quando existe reciprocidade e isso eu senti. Nada pode contra e ninguém pode resistir ao amor. É o último grau de evolução, é onde Deus está, é o que Deus é e não é possível ir contra isto.

Com imensa satisfação, continuarei servindo a Igreja, assumindo o meu batismo como discípulo e missionário de Jesus Cristo, e, exercendo o meu sacerdócio batismal, celebrando, agora, uma liturgia doméstica, culto a Deus prestado ao Senhor em casa, oferenda religiosa da vida conjugal, pondo em prática o plano de amor que Deus confiou ao homem e mulher.

Peço oração e compreensão de todos que ao longo da caminhada cruzaram o meu caminho. Preservarei os mesmos sentimentos e carinho por todos. Agradeço àqueles e àquelas que foram ombro amigo aonde eu descansei, desabafei e por muitas vezes chorei neste meu itinerário de discernimento. Tomo esta decisão na firme esperança e na sinceridade de coração.

Saibam que não desisti da caminhada, apenas mudei a rota, na certeza de que todas tem o mesmo destino. Sejamos felizes e que Deus nos abençoe!

Cordialmente,

Francisco Batista de Sousa Neto


MaisPB

Prefeito divulga distribuição de fardamento escolar, mas ano letivo começou em fevereiro

Prefeito divulga distribuição de fardamento escolar, mas ano letivo começou em fevereiro
Prefeito divulga distribuição de fardamento escolar em setembro, mas período letivo começou em fevereiro


O prefeito de Guarabira, Zenóbio Toscano (PSDB) juntamente com o secretário de Educação Raimundo Macedo começaram a entregar desde o dia três de setembro o fardamento dos alunos da rede municipal de ensino. Ontem, dia catorze de outubro foi finalizada a entrega de todo o material aos estudantes.


Foram mais de seis mil estudantes beneficiados com o kit composto de duas camisas, um short ou calça, um par de meia, um tênis e uma mochila padronizados. Os recursos superiores a um milhão e trezentos mil reais foi advindo de verbas próprias do município.


notícia seria positiva, mas como podemos observar a data, estamos no mês de outubro e o ano letivo começou em fevereiro. O prefeito entregou o material de vigência 2014 atrasado quase 10 meses e o da gestão 2015 ainda não tem data para ser entregue.


Segundo o prefeito, o problema para tanto atraso foi de ordem licitatória e ainda por cima, mais de uma empresa confeccionava os produtos, por isso não foram entregues juntos e sim em duas datas.

PB Agora com Ascom

Em reunião no comitê central do PMDB em CG Veneziano pede empenho pela reeleição de Dilma e Ricardo Coutinho


Em reunião no comitê central do PMDB em CG Veneziano pede empenho pela reeleição de Dilma e Ricardo Coutinho
 Em reunião, realizada no comitê central do PMDB em Campina Grande, o deputado federal mais votado na cidade, Veneziano Vital do Rêgo; o ex-secretário Fabio Maia, e diversos vereadores, reafirmaram o compromisso de se empenhar para ampliar a votação do governador Ricardo Coutinho (PSB) e da presidente Dilma Rousseff (PT) no segundo turno.

Em seu discurso, Veneziano conclamou os peemedebistas e os socialistas a arregaçarem as mangas e caírem em campo em busca de votos para RC e Dilma, visto que restam menos de 10 dias para a decisão final do pleito.


Vené pediu a militância para não esmorecer mas se manter firme com o mesmo entusiasmo que contagiou os peemedebistas no primeiro turno. O representante do governador Fábio Maia, também destacou a importância da luta. Algumas lideranças políticas na cidade a exemplo do suplente de vereador Rodolfo Rodrigues, também prestigiaram o encontro que foi marcado pela predominância das cores vermelha e laranja.


Tendo pouco tempo para correr atrás de votos para RC e Dilma, o deputado eleito Veneziano Vital do Rêgo vem participando de uma maratona de eventos políticos. O pemedebista já participou de visitas a feiras livres, além de manter uma agenda diária de passeatas realizadas nos bairros da cidade. Em menos de 7 dias, mais de 10 arrastões já foram realizados na Rainha da Borborema. Ontem por exemplo, Veneziano percorreu as ruas do Mutirão ao lado de Ricardo Coutinho. Hoje à tarde ele realiza passeata no bairro de Bodocongó.


Sabendo da importância de Campina Grande para decidir as eleições para governador do Estado, Ricardo Coutinho e Cássio Cunha Lima, tem priorizado atividades na cidade. Esta semana, o tucano e o socialista dividiram praticamente o mesmo território, buscando o voto dos campinenses através de passeatas realizadas nos bairros da cidade.


Redação

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Aracilba Rocha faz graves acusações ao governo

Aracilba Rocha faz graves acusações ao governo
A ex-secretária das Finanças, Aracilba Rocha, reagiu, nesta terça-feira (14), a comentários feitos pela irmã do candidato à reeleição Ricardo Coutinho (PSB). O desabafo de Aracilba, em resposta a Sandra Coutinho, foi feito via redes sociais, onde ela também faz graves acusações e se queixa de ter sido ignorada pelos socialistas.

“Sandra Coutinho resposta a seus comentários: Tenho a mesma cara de ética e honradez com que sempre tratei o serviço público. Diferente de você: quando pensei em ser candidata à vereadora em 2008, da mesma forma Ricardo foi contra e me deixou ser ignorada por todos vocês. Mesmo assim você pegou dinheiro comigo e nunca devolveu como é do seu feitio. Ainda escreveu aquela carta que tenho até hoje alegando o abandono do seu irmão. Nunca peguei em nada de ninguém, você não pode dizer o mesmo”, disparou Aracilba no facebook.

Ainda em sua resposta aos comentários de Sandra Coutinho, Aracilba fez sérias acusações ao governo e negou que tenha traído Ricardo. “Nunca traí Ricardo, apenas discordei do grande desvio que estava acontecendo na Suplan e por isso fui isolada. Fiz minha campanha com ética e honra. Saio de cabeça erguida, não comprei voto, nem aceitei propina dos seus comparsas. Diferente de você tenho uma família que prezo pela ética e moral, Aracilba Rocha”, finaliza a ex-secretária.

ResumoPB

"Nós vamos fazer uma reforma ampla", diz Cássio Cunha Lima

G1 e JPB 2ª edição entrevistam os candidatos que foram para o 2º turno.
Candidato do PSDB foi o primeiro entrevistado da série.

Do G1 PB
 "Nós vamos fazer uma reforma ampla no Estado" declarou Cássio Cunha Lima, candidato a governador da Paraíba pelo PSDB. A afirmação foi feita pelo tucano no primeiro dia da série de entrevistas que o G1 promove com os candidatos que disputam o segundo turno das eleições 2014. (Reveja acima a entrevista na íntegra)

Cássio Cunha Lima disse ainda que uma possível vitória de Aécio Neves para a Presidência da República facilitaria a execução de projetos estruturantes como portos, refinárias e fábricas de automóveis no Estado, lembrando a parceria entre o ex-presidente Lula e Eduardo Campos (ex-governador de Pernambuco), que possibilitou maior crescimento econômico ao estado vizinho, Pernambuco. "É a vez da Paraíba. Está ao alcance de nossas mãos", afirmou.
Durante os 20 minutos de entrevista com perguntas de internautas, enviadas pelas redes sociais e pela ferramenta VC no G1, o candidato do PSDB falou sobre a pensão que ele recebe como ex-governador do Estado. Cássio também respondeu perguntas sobre expansão da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), sobre investimentos para o TURISMO e obras estruturantes para o estado.
Segundo Cunha Lima, não há ilegalidade na acumulação dos salários de senador e a pensão de ex-governador. O candidato disse que, em decisão recente, o Supremo Tribunal Federal (STF) considerou que a acúmulo dos valores não é irregular. "O recebimento da pensão é legal, inclusive, em recente decisão o Supremo Tribunal Federal decidiu que pode haver, inclusive a acumulação, e se ilegalidade existisse, a ilegalidade partia do próprio governo que paga a pensão", disse.
 Mais cedo, em entrevista de seis minutos ao telejornal JPB 2ª Edição, exibido em rede pelas TVs Paraíba e Cabo Branco, afiliadas da Rede Globo, Cássio Cunha Lima respondeu às perguntas feitas pelos apresentadores Edilane Araújo e Carlos Siqueira. No primeiro momento, o candidato comentou sobre o resultado das eleições no primeiro turno, segundo Cunha Lima houve um "uso indiscriminado da máquina pública."
Cunha Lima também fez críticas ao atual modelo de saúde pública do estado e falou sobre uma possível privatização da Cagepa. O candidato disse ser contra a privatização da água, mas defendeu parcerias público-privadas para o tratamento de esgotos.
Na terça-feira (14), o candidato do PSB à reeleição, Ricardo Coutinho será o entrevistado do JPB 2ª edição e do G1. O internauta já pode mandar perguntas para o candidato pelo VC no G1. Confira abaixo o calendário de entrevistas na semana.

Confira as datas das entrevistas do G1 no segundo turno:
Dia 13 - Cássio Cunha Lima (PSDB)
Dia 14 - Ricardo Coutinho (PSB)