Total de visualizações de página

Horario de Brasilia

PITIMBU NOTÍCIA

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Entrega de peixe da semana santa em Conde- PB


A distribuição do peixe da semana santa no município de Conde acontecerá nesta quinta-feira 17/04/14, em diversas localidades. A distribuição das senhas para a aquisição do peixe está sendo distribuída na secretaria de Ação Social da cidade de Conde.
A prefeita Tatiana Corrêa nos informou na noite desta segunda-feira (14) que a entrega do peixe será semelhante a do ano passado, e que todos serão contemplados, de acordo com a distribuição das senhas.

Redação Conde News com Assessoria.

Disputa pelo poder leva prefeito da PB a abandonar aliados e romper com o próprio irmão


Disputa pelo poder leva prefeito da PB a abandonar aliados e romper com o próprio irmão
O poder transforma, une e também divide amigos e até familiares. Até nas famílias tradicionais, a exemplo da ‘poderosa’ família Maranhão que tem protagonizado uma disputa fratricida pelo poder, imagina naquelas mais simples. Em Sobrado, cidade a cerca de 4 mil habitantes localizada na mata paraibana, na microrregião de Sapé, a disputa pelo poder ‘esfacelou’ a união de parte da família Coelho e adentrou a família Melo fazendo estragos.

Segundo relato do Portal Expressopb,o prefeito George Coelho (PSDB),na fotode camisa azul, nunca foi a maior liderança política em Sobrado, mas o seu irmão Marcos Coelho. Marquinhos como é conhecido é casado com a filha da ex-prefeita Célia Melo que comandou a cidade por longos 8 anos. Braço direito da sogra na Prefeitura de Sobrado, Marquinhos até que tentou sucedê-la nas eleições 2012, fez consulta no TSE, mas não obteve êxito. Mentor do esquema político da Dra. Célia, Marquinhos preteriu aliados de primeira hora e optou pelo irmão George para suceder a então prefeita.


Numa campanha bastante concorrida, George ganhou a prefeitura e em menos de um ano e meio de gestão, de uma maneira surpreendente, sem motivos, já deu cartão vermelho ao irmão Marquinhos e a toda a família Melo.


Os reais motivos do rompimento são mantidos em segredo de família, mas o fato é que o prefeito George está seguindo carreira ‘solo’ na política sobradense e pelo visto parece não se importar com isso, tanto assim o é que para mostrar que é o dono dos votos em Sobrado, vai apoiar o projeto de reeleição do governador Ricardo Coutinho (PSB), sem o apoio dos Melos, muito menos do irmão.


Em plena Semana Santa é indispensável que os irmãos esqueçam as questões políticas e celebrem a data que representa união e harmonia familiar.


PB Agora permanece atento aos bastidores da política paraibana.


Henrique Lima 

PB Agora

Apresentadora paraibana Rachel Sheherazade é capa da Veja São Paulo


Apresentadora paraibana Rachel Sheherazade é capa da Veja São Paulo
 Nas duas semanas em que tirou folga para descansar em sua cidade natal, João Pessoa, na Paraíba, Rachel Sheherazade, 40 anos, não conseguiu se desligar do trabalho. Calcula que passou metade do tempo concedendo entrevistas para negar rumores a respeito de sua demissão. Segundo os boatos, o canal de Silvio Santos teria cedido à pressão para tirar do ar a estrela do SBT Brasil, que vem provocando enormes discussões, sobretudo na internet, com declarações a respeito de temas como aborto (ela é radicalmente contra a legalização) e segurança pública (certa vez, afirmou ser compreensível a atitude de vingadores que prenderam num poste um bandido no Rio de Janeiro). Quase no fim das férias, a apresentadora recebeu uma ligação da secretária do presidente da emissora, Guilherme Stoliar. Ela a convocava para uma reunião na última segunda-feira (14), a mesma data prevista para Sheherazade retornar à bancada do programa que vai ao ar de segunda a sexta às 19h45. O encontro, ocorrido a portas fechadas no 4º andar da sede da empresa, às margens da Rodovia Anhanguera, durou aproximadamente uma hora e meia e resultou na decretação de uma espécie de lei do silêncio para a jornalista.




Além de Sheherazade e de Stoliar, estavam presentes na sala o vice-presidente do canal, José Roberto Maciel, o diretor de jornalismo, Marcelo Parada, e o diretor de produção, Leon Abravanel, que é também irmão de Silvio. Esses executivos a proibiram de continuar emitindo no ar as opiniões polêmicas que provocam amor e ódio nas redes sociais, com o objetivo declarado de preservar a imagem da funcionária. Na mesma ocasião, a apresentadora ouviu do presidente do canal a promessa de que vai comandar um programa-solo no segundo semestre. A atração, semanal e com uma linha editorial opinativa, seria uma ideia de Silvio Santos. Nos últimos tempos, o homem do Baú vem elogiando o desempenho de Marcelo Rezende, cujo programa Cidade Alerta, na Record, fica sempre acima da média de 10 pontos de audiência no horário. Dentro do SBT, Sheherazade é vista com potencial para se tornar um “Datena de saias”.


Em entrevista a VEJA SÃO PAULO poucas horas antes de apresentar o telejornal, com um clima de tensão entre a equipe, a apresentadora mediu cada palavra ao falar e procurou fazer um balanço positivo dos últimos dias. “Às vezes, é preciso dar um passo para trás antes de dar um salto para a frente”, afirmou. “Sofro com as pressões, mas sou boa de briga e dura na queda. Além disso, a decisão de suprimir os comentários não é definitiva. Meu estilo de jornalismo é de posicionamentos firmes. Jamais poderia ficar em cima do muro. Essa sou eu e é por isso que fui contratada.”


Um dos motivos do recuo do SBT envolve segurança, de Sheherazade e da empresa. Nos últimos tempos, a jornalista recebeu ameaças em posts da internet e torpedos de celular. Avisos do mesmo tipo começaram também a chegar a membros da equipe do telejornal. A apresentadora foi orientada a trocar de telefone, passou a ter um serviço de escolta do canal nos deslocamentos do trabalho para casa e mandou blindar seu carro e o do marido, o corretor de imóveis Rodrigo Porto. Em fevereiro, uma manifestação contra Sheherazade chegou a ser marcada para ocorrer na porta da emissora, que procurou autoridades como a Dersa para criar um plano de emergência. A mobilização popular, porém, acabou não acontecendo.


Outra questão que incomoda são as pressões políticas. Deputados do PSOL e do PCdoB entraram no mesmo mês com representações no Ministério Público contra a âncora e a emissora para que ambas respondam civil e criminalmente por apologia ao crime. Isso ocorreu depois de Sheherazade dizer no ar que era compreensível a atitude dos vingadores no Rio de Janeiro. A gota d’água para limitar a liberdade da jornalista no SBT ocorreu quando chegou aos executivos do canal o vídeo de um discurso que ela fez durante as férias na Paraíba, ao receber a condecoração simbólica de diploma de honra ao mérito na Câmara dos Vereadores de João Pessoa. “A emissora em que trabalho tem garantido esse direito (de falar) a duras penas, sendo chantageada por partidos políticos, podendo perder uma concessão pública”, disse, na ocasião.




Além de avaliarem que a funcionária estava falando demais, os diretores passaram a ter medo de perder patrocínios, principalmente do governo federal, e, em um ano eleitoral, de que partidos políticos usassem nas campanhas trechos do telejornal para criticar adversários. Em mais de uma ocasião, Silvio Santos teria repetido aos seus diretores que o SBT não está a serviço de nenhum partido. Funcionários da casa dizem que o patrão reconhece a ajuda do PT para encontrar uma saída para o Banco Panamericano. Em 2010, uma auditoria do Banco Central mostrou que a instituição do empresário tinha um rombo de 4,3 bilhões de reais. O banco acabou socorrido pelo Fundo Garantidor de Crédito e, depois, foi vendido ao BTG Pactual por 450 milhões de reais.


Desde que foi contratada pelo SBT e se mudou de João Pessoa para São Paulo, em 2011, Sheherazade gozava de plena autonomia. Nem sequer precisava aprovar com a chefia o texto que iria ler no ar. Essa liberdade fez com que seus comentários polêmicos chamassem mais atenção do que o próprio programa, que registra uma média de 5 pontos de audiência. “Antes dela, quem se lembrava do SBT Brasil?”, pergunta Flávio Ricco, crítico de TV do portal UOL. Entre outras coisas, a jornalista defendeu o direito do pastor e deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP) de permanecer na Comissão de Direitos Humanos da Câmara (“gostem ou não, ele foi eleito democraticamente”) e criticou o presidente do Uruguai, José Mujica, por ter descriminalizado a maconha (“o país vai passar de repressor do tráfico a sócio de traficantes”). Suas opiniões ganharam eco nas redes sociais. A cada posição tomada, mais vídeos eram colocados no YouTube. A âncora do SBT gostou dessa exposição. “Fui criando várias contas no Facebook devido ao grande número de pedidos de amizade”, relata. Cada perfil comporta apenas 5 000 amigos, e Sheherazade, assim, está em sua sexta página. Há seis meses, contratou uma pessoa para gerenciar suas contas e bloquear aqueles que colocam comentários grosseiros. Segundo ela, no entanto, a maioria das manifestações é de fãs de seu trabalho, que a param na rua para lhe dar apoio. “Muitos falam para eu não me dobrar e pedem para tirar foto comigo”, afirma.


O efeito colateral do sucesso que mais a preocupa é a exposição da família. “De tanto ouvir coisas sem nexo, meu filho mais novo acabou chorando na frente do professor na escola. Ele estava com medo de a mãe ser presa”, diz Rodrigo Porto, que largou a profissão de corretor em João Pessoa para acompanhar a mudança da mulher para São Paulo. Porto se desfez de seu perfil no Instagram por receber ameaças e palavras grosseiras. Além de escolta e do carro blindado, Sheherazade faz caminhos diferentes toda vez que sai de casa. Sua vida, na verdade, é bastante reclusa. Tem poucos amigos. Evangélica, mantém sagrado o costume de frequentar a Igreja Batista aos domingos. “A título de curiosidade, eu era católico quando conheci a Rachel”, afirma Porto. O encontro se deu há doze anos em João Pessoa. Amigas dela fizeram as vezes de cupido, pois acharam que Porto — que tem 1,83 metro de altura, peito estufado pelo supino de academia e cabelo batido à galã de novela — faria o gosto de Sheherazade. Em uma semana de namoro, ele a pediu em casamento. Ela desconfiou de que se tratava de papo-furado, mas em seis meses cedeu e marcou o enlace.


 

A apresentadora é uma das quatro filhas de um casal de funcionários públicos, dona Hosana e seu Dirson. Depois de se divorciarem, nos anos 80 (quando Sheherazade era adolescente), o pai se casou novamente e teve outros dois filhos. Hoje, mora em Maceió. Hosana permaneceu solteira. “Passei quatro anos da minha vida nos Estados Unidos”, conta. “Trabalhei como estoquista de supermercado e faxineira em mansões.” Nessa época, Sheherazade ficou no Brasil, morando com a avó materna. Hosana sente orgulho da situação atual da filha. “Ela está construindo uma casa aqui em João Pessoa e, quando vem aqui, o povo não lhe dá sossego.”


Durante o curso de jornalismo na Faculdade Federal da Paraíba, Sheherazade trabalhou como professora de inglês até ser aprovada no concurso como técnica judiciária do Tribunal de Justiça, ocupando o cargo de escrevente na Vara da Família, com salário de 3 600 reais, em valores atualizados. Nesse período, fez um teste no escritório da Record de João Pessoa e foi aprovada como repórter. Nove meses depois, migrou para a afiliada da Rede Globo, onde ficou por dois anos, até ser convidada para ocupar a bancada do telejornal local do SBT. Começou ali a burilar seu estilo de comentários. Um vídeo seu com críticas ao Carnaval acabou no YouTube e foi visto por Silvio Santos em 2011, que a chamou para trabalhar na sede da emissora. Durante todos os anos em que atuou como jornalista na Paraíba, Sheherazade tinha dupla jornada: mantinha o emprego de meio período como escrevente e, depois, como assessora de imprensa do Tribunal de Justiça. Deixou o funcionalismo público após a mudança para São Paulo.






O contrato dela com a emissora do homem do Baú foi renovado no ano passado, quando seu salário mensal mais que duplicou: passou de 40 000 para 90 000 reais, além de ela ter o aluguel de sua casa pago pela empresa. Graças à popularidade de seu nome, o Partido Ecológico Nacional (PEN) a convidou para sair como vice-presidente da República. Também teria recebido proposta do Partido da República (PR) para disputar vaga como deputada federal. “Estou empenhada no jornalismo, por isso recusei”, diz. “Mas não descarto a possibilidade no futuro.” Na imprensa, um de seus principais ídolos é o cineasta e comentarista Arnaldo Jabor. “Ele tem posições contundentes e faz um trabalho com o qual me identifico”, explica. Sheherazade também respeita o apresentador José Luiz Datena, da Band. “Só não gosto muito do formato de seu programa atual”, comenta. A “Datena de saias” sonha em comandar uma atração jornalística que misture reportagens policiais com assuntos como educação e saúde. Naturalmente, tudo isso embalado por seus comentários. “Não vou me calar”, promete

quinta-feira, 17 de abril de 2014

População de Alhandra recebe tradicional peixe da sexta-feira Santa

SONY DSC
Como o objetivo de oferecer uma alimentação saudável e nutritiva as centenas de famílias consideradas em estado de vulnerabilidade social das diversas áreas do município, a Prefeitura de Alhandra realizou, nesta quinta-feira (17), a tradicional distribuição dos peixes da Semana Santa. A ação, que começou ainda de madrugada, contou com a participação do prefeito, Marcelo Rodrigues, da secretária de Bem Estar Social, Nadjane Almeida, da secretária adjunta, Rute Neri, além dos secretários do município, servidores e amigos que se uniram numa corrente solidária e contribuíram para que a distribuição do peixe acontecesse de maneira eficiente e tranquila. Por volta das 7 horas da manhã, todos já tinham garantido a sua ceia.
O prefeito de Alhandra, Marcelo Rodrigues, percorreu várias localidades, participou de toda a ação e ajudou a realizar a entrega do peixe na comunidade de Nova Alhandra, junto com as equipes da Secretaria de Bem Estar Social. “Estou extremamente feliz em poder propiciar essa doação às famílias alhandrenses e mais ainda por saber que o nosso objetivo de atender à população mais carente do município foi satisfatoriamente alcançado”, destacou o prefeito lembrando que a quantidade de peixes adquirida este ano foi mais que o dobro do ano passado. “Em 2013, compramos 8 toneladas e, este ano, mais que duplicamos essa quantidade justamente para que todos pudessem ser contemplados com essa ação”, destacou o prefeito.
Os voluntários, tendo à frente a equipe da Secretaria de Bem Estar Social, começaram a organização dos kits, composto por 2 kg de peixes, por volta da meia noite. Às 4h da manhã, as equipes se deslocaram nos carros de entrega para os 43 pontos de distribuição pré-definidos, localizados em comunidades da zona urbana e rural. Por causa de um cadastramento prévio, realizado pela Secretaria, as comunidades foram divididas por áreas e as famílias receberam fichas coloridas que garantiam o recebimento do kit, na própria localidade onde elas moram. “Essa dinâmica facilitou a entrega do peixe e deixou o processo bem organizado, de forma que conseguimos fazer a distribuição e contemplar não apenas às famílias que estavam  com fichas, mas, também outras que apareceram de última hora”, argumentou a secretária Nadjane Almeida.
Segundo a secretária adjunta de Bem Estar Social, Rute Neri, a distribuição do peixe foi um sucesso e toda a ação saiu dentro das expectativas da coordenadoria assistencial. “Isso é reflexo do trabalho de uma equipe empenhada em oferecer o melhor que fez com que toda a ação de entrega do peixe saísse como planejamos, foi tudo tranquilo e as famílias poderão desfrutar desta sexta-feira Santa também comendo o peixe doado pela prefeitura”, finalizou Rute.
DSC_0035

DSC_0032
Secom
Alhandra em Foco

Censurada no SBT, Rachel Sheherazade pode ir para a Band

Censurada no SBT, Rachel Sheherazade pode ir para a Band
SÃO PAULO - Após ter seus comentários vetados no "SBT Brasil", Rachel Sheherazade deve trocar a emissora da Anhanguera pela Band em breve.

Isso porque a família Saad, fundadora do Grupo Bandeirantes, mostrou interesse em ter a apresentadora em seu time de jornalistas, de acordo com o colunista Flávio Ricco.

Além disso, a possível contratação de Rachel estaria sendo vista como uma 'compensação' pela saída de Danilo Gentili, em 2013.

MSN

Candidatura de Cássio Cunha Lima pode unir adversários históricos na região do Sertão do estado


Candidatura de Cássio Cunha Lima pode unir adversários históricos na região do Sertão do estado
O racha entre o governador da Paraíba Ricardo Coutinho (PSB) e o senador Cássio Cunha Lima têm causado divergências políticas, mas também tem aproximado adversários antigos no Sertão.

O deputado Vituriano de Abreu (PSC), que já declarou que segue com o senador Cássio no pleito deste ano, afirmou que já tinha previsto o racha, quando a cerca de dois anos teria dito que existiriam três candidaturas na majoritária. “O objetivo de tudo isso era ter a certeza do não retorno de Ricardo ao governo. “A base de toda sua administração foi desagradar, foi desarmonizar pra depois, nas últimas horas, querer consertar”, disparou Vituriano.

O deputado disse que o PSC segue dialogando com legendas que já teriam tomado suas decisões e acredita que seu partido deve seguir com o senador Cássio e destacou que parcerias que possui só serão confirmadas no caso do deputado ficar com o Cunha Lima. “Eu por exemplo tenho uma gama de ex-prefeitos e prefeitos que me apóiam se eu for pra Cássio”, afirmou.

Sobre seu adversário histórico no Sertão, o deputado José Aldemir (PEN), que teria dito que em torno da candidatura de Cássio subiria no mesmo palanque que o deputado em Cajazeiras, Vituriano disse que abraçaria José Aldemir e não só em Cajazeiras. “Eu e José Aldemir estamos decididos a defender o Sertão do jeito que estamos defendendo. Nós recebemos prefeitos, ex-prefeitos e famílias que gostam de política pedindo que nós dois fizéssemos essa campanha em conjunto”, revelou.

Vituriano de Abreu concluiu dizendo que tanto ele quanto José Aldemir são deputados que podem representar o Sertão e que selaram este acordo. “Nós vamos trabalhar em conjunto. Nossa força é uma só”.



PB Agora

Alunos da rede municipal de Alhandra comemoram à Páscoa com várias atividades educativas


Alunos da rede municipal de Alhandra comemoram à Páscoa com várias atividades educativas
Os alunos da rede municipal participaram de brincadeiras, realizaram apresentação musical e se confraternizaram com um lanche especial Com o objetivo de trabalhar o tema da Páscoa de uma forma criativa e desenvolver a aprendizagem através das atividades lúdicas, a coordenadoria de educação da cidade de Alhandra realizou, nesta quarta-feira (16), os festejos comemorativos alusivos à Páscoa. Os festejos aconteceram de forma simultânea, nas escolas Olívia Correia da Silva, Alfredo Cipriano Ferreira da Silva, Creuza Raquel e José Fernandes Barbosa.

As atividades aconteceram no turno da manhã e da tarde. Para a comemoração, as diretorias das instituições de ensino organizaram uma festa especial com brincadeiras, apresentações musicais, culturais e distribuição de ovos de Páscoa. As professoras ainda prepararam um lanche especial com sanduíches, pipoca, algodão doce e outras guloseimas.

Segundo a diretora adjunta da Escola Creuza Raquel, Elisângela Pereira, o tema Páscoa foi trabalhado em sala de aula através de atividades recreativas e o festejo desta quarta-feira foi a culminâncias desta atividade. “Buscamos ensinar aos alunos, o verdadeiro sentido da comemoração, trabalhamos o tema através de desenhos, brincadeiras, música e leitura, por isso, decidimos fazer uma festa para fechar as atividades”, disse a diretora.

Segundo o secretário de Educação de Alhandra, Francisco de Assis Silveira, a interdisciplinaridade é importante para o desenvolvimento da educação e o incentivo ao ensino através da ludicidade fomenta o interesse dos alunos para o tema. “É importante desenvolver essas atividades, despertar o conhecimento através da criatividade e fazer isso através das datas comemorativas, como a Páscoa e nós temos feito isso nas unidades educacionais do município, em todas as datas comemorativas”, disse o secretário




Assessoria

Oito praias da Paraíba devem ser evitadas por banhistas neste feriadão

Prais do Litoral paraibano são opções para o fim de semana; máxima será de 30º C (Foto: Adgley Delgado/Secom-PB)Banhista deve observar que praias estão
impróprias para banho
(Foto: Adgley Delgado/Secom-PB)
Oito praias do litoral paraibano devem ser evitadas por banhistas neste feriadão de Semana Santa, segundo mostra o relatório semanal de balneabilidade da Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema). Outras 48 praias foram classificadas como próprias para banho, nas categorias excelente, muito boa e satisfatória.

Segundo o relatório, estão impróprios os trechos das praias de Costinha, em Lucena (100 metros à direita do mangue), do Jacaré (na margem direita do estuário do Rio Paraíba) e de Miramar (100 metros à direita e à esquerda da galeria de águas pluviais), em Cabedelo, do Bessa I (100 metros à direita e à esquerda da desembocadura do maceió do Bessa), de Manaíra (100 metros à direita e à esquerda da galeria de águas pluviais), do Seixas (100 metros à esquerda e à direita das palhoças do Seixas), da Penha (100 metros à direita e à esquerda da desembocadura do Rio Cabelo), em João Pessoa, e de Maceió, em Pitimbu (100 metros à direita e à esquerda da desembocadura do Riacho do Engenho Velho).

A Sudema ainda recomenda aos banhistas que evitem os trechos de praias localizados em áreas frontais a desembocaduras de galerias de águas pluviais, principalmente se houver indício de escoamento recente.

Revista Veja procura Universidade Federal da Paraíba para informações sobre Sheherazade


Revista Veja procura Universidade Federal da Paraíba para informações sobre Sheherazade
 Uma postagem, na rede social Facebook, do professor universitário do curso de Comunicação Social Cármelio Reynaldo, revelou que jornalistas da revista Veja, teriam entrado em contato com a Universidade Federal da Paraíba (UFPB), em busca de informações sobre a jornalista paraibana e âncora do Jornal do SBT Rachel Sheherazade.


De acordo com o post do professor, ele acredita que a Veja deve estar preparando uma reportagem para apresentar Rachel como vítima da “censura da ditadura petista".


Se mostrando contra a postura da apresentadora em seus comentários no referido telejornal, Carmélio disse que a revista pretende abafar os verdadeiros motivos que levam muitas pessoas e entidades a pedirem o afastamento e punição da páraibana: a incitação ao linchamento.


Ainda segundo a postagem, o professor declara que "pessoas de bom senso precisam se manifestar e repudiar essa tentativa de transformar Rachel Sherazade em vítima".


Leia, na íntegra, o comentário feito por Carmélio Reynaldo:




Recentemente, o SBT decidiu que Sheherazade não poderá mais emitir opiniões ao final das matérias, e que os comentários em seus telejornais serão feitos apenas em forma de editorial.


A jornalista virou alvo de críticas após comentar, no dia 5 de fevereiro deste ano, a prisão de um adolescente acusado de praticar roubos e furtos no Rio de Janeiro (RJ). O rapaz foi espancado e depois preso pelo pescoço, sem roupa, a um poste.

Redação

PB Agora

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Ainda magoado com DEM Walter Neto afirma que vai lutar para recuperar mandato que lhe foi “roubado”


Ainda magoado com DEM Walter Neto afirma que vai lutar para recuperar mandato que lhe foi “roubado”
 Único deputado federal a perder o mandato por infidelidade partidária devido a uma ação impetrada no Supremo Superior Eleitoral (TSE), pelo Democratas do ex-senador Efraim Morais, o ex-deputado Walter Brito, garantiu que vai lutar para reconquistar a vaga na Câmara Federal, tomada de forma injusta.

Em entrevista a Correio FM concedida nesta quarta-feira (16),  em Campina Grande, Walter Neto deixou claro que ainda guarda mágoas do DEM e que dificilmente fará parte de uma aliança com a presença de Efraim Morais. Walter Neto afirmou que quer ir à disputa por uma vaga na Câmara Federal para recuperar “o mandato que me foi roubado. Eu fui o único político desse país a perder o mandato, por injustiça, covardia e perseguição”.

Ele afirmou que deve disputar o cargo ao lado de nomes fortes como o de Pedro Cunha Lima, Ruy Carneiro e até Cícero Lucena. O ex-deputado disse que acredita que, se firmar mesmo, a candidatura não terá empecilhos com o PSDB no que se refere à conquista de votos, já que o nome de Pedro Cunha Lima, filho do senador Cássio, é cogitado e especulado em bastidores para disputar a vaga.

– Sempre disputei as eleições sem olhar o tamanho dos nossos concorrentes, até porque ao fazermos composições todos tornam-se um. E o nosso projeto é bem definido e se distingue dos demais. Acho que temos que nos pautar pelo que acreditamos, temos ideias e projetos concretos com relação à política e disso não posso abrir mão – afirmou.

Walter Brito Neto acredita que o presidente do seu partido, PTB, Wilson Santiago, deve mesmo ser o candidato de Cássio Cunha Lima ao Senado. De acordo com ele, o atual senador Cícero Lucena disputaria uma vaga na Câmara Federal, caso Ruy Carneiro seja o pretenso vice-governador pelo PMDB.

– Wilson Santiago é um político que esteve no Senado, tem um partido com estrutura forte e 56 prefeitos aliados, além do que o pré-candidato Cássio precisará de tempo para o guia. Temos hoje praticamente uma chapa proposta e acho que nesse momento Wilson é o nome, e o PTB o partido que se torna necessário nesse processo – elogiou. Walter Neto não tem dúvida de que será muito bom para Santiago ser o pré-candidato com o apoio de Cássio. Vale lembrar que o pai de Walter Neto, o ex-deputado Walter Brito é pre´-candidato ao senado pelo PTC.

Severino Lopes

PBAgora

Prefeitura de Alhandra distribui peixes

Prefeitura de Alhandra distribui peixes
Prefeitura de Alhandra distribui, amanhã, 17 toneladas de peixes entre a população do município

Quase R$ 190 mil é quanto a Prefeitura de Alhandra está aplicando na aquisição de 17 toneladas de peixes, para serem distribuídas no dia de amanhã, não apenas entre os habitantes da cidade, mas, também, em toda a zona rural do município, conforme informa o prefeito Marcelo Rodrigues (PMDB).

O pescado será distribuído, ainda segundo o prefeito, prioritariamente, entre as famílias de menor poder aquisitivo, e foi adquirido mediante consulta ao Tribunal de Contas do Estado, para efeito de correta aplicação das exigências financeiras e orçamentárias.

Para o ano que vem, Marcelo Rodrigues examina a possibilidade de aumentar, ainda mais, o volume do pescado, através de revisão orçamentária suplementar, como já ocorreu, este ano, de acordo com a Lei Orgânica do Município (LOM) e outras normas regimentais.




Redação com Assessoria

Base de oposição na Câmara de JP aciona o TCE para investigar contratos dos radares


Base de oposição na Câmara de JP aciona o TCE para investigar contratos dos radares
Os vereadores da bancada de oposição, Raoni Mendes, Renato Martins, Zezinho do Botafogo e Lucas de Brito, oficializaram, nesta terça-feira (16), junto ao Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) o pedido de uma auditoria sobre os gastos públicos realizados pela Prefeitura de João Pessoa por meio da Superintendência de Mobilidade Urbana que contratou três empresas responsáveis pelos equipamentos de fiscalização eletrônica que fez os gastos da pasta subir mais de seis vezes o valor pago anualmente em 2011 e 2012.


No documento, os vereadores pedem que seja realizada uma investigação porque as empresas Consórcio Paraíba Sertel Ltda, Fotossensores Tecnologia Eletrônica Ltda e Consórcio JP Segura Perkons S.A. “ostentam histórico de irregularidades e pagamentos de propina a agentes públicos de outras cidades do país, como denunciou reportagem do programa Fantástico, da TV Globo”. Um vídeo com essas informações foi entregue como anexo à solicitação.


Na consulta ao Sagres Online constatou-se que no ano de 2013 o valor licitado foi de R$ 24.042.211,39 dos quais R$ 10.930.560 tenha sido destinado a essas três empresas em um pregão. Em 2012 o valor licitado pela Semob foi de R$ 3.884,084,61; em 2011 foi da ordem de R$ 3.972.789,62.


Apenas o gasto médio mensal com a manutenção dos serviços de fiscalização eletrônica (lombadas) em 2013 era de aproximadamente R$ 100 mil. No entanto, com a instalação desses novos equipamentos as despesas chegarão a R$ 910 mil mensais.


Recorrer ao Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB) foi a alternativa encontrada após a bancada da oposição ter apresentado na Câmara Municipal de João Pessoa dois requerimentos em que pedia à Prefeitura de João Pessoa esclarecimentos sobre os contratos e o aumento dos gastos, mas os requerimentos foram derrubados pela bancada de sustentação do prefeito Luciano Cartaxo.




Redação com Assessoria

terça-feira, 15 de abril de 2014

INSS divulga resultado final de provas objetivas para 300 vagas

Após problemas, prova foi reaplicada no dia 9 de março. 
Resultado final do concurso deve ser divulgado em 8 de maio.

Do G1, em São Paulo
A Funrio e o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) divulgaram nesta terça-feira (15) os resultados finais da prova objetiva, os gabaritos definitivos e o julgamento dos recursos contra os gabaritos preliminares do concurso para 300 vagas de analista do seguro social.
Os candidatos podem consultar os resultados no site www.funrio.org.br. As listas estão divididas pelas letras que iniciam o nome dos candidatos. Os documentos trazem as notas em todas as disciplinas, o número de acertos, de pontos e também a situação 'aprovado' ou 'reprovado'.
O resultado já tinha sido liberado na segunda-feira (14), mas a organizadora republicou o documento após constatar que candidatos que constavam no resultado preliminar não apareciam no documento de resultado final.
A previsão é que o resultado final do concurso seja divulgado em 8 de maio de 2014.
O concurso do INSS ofereceu 300 vagas, sendo 274 para ampla concorrência e 26 para candidatos com deficiência. O salário é de R$ 7.147,12. Foram 164.209 candidatos inscritos, mas 160.234 permaneceram na disputa após a reaplicação da prova. 
O cargo com o maior número de inscrições efetivadas (11.080) é o que exige formação em direito destinado à Superintendência Sudeste I do INSS, que tem sede em São Paulo. Os mais de 11 mil inscritos vão concorrer a 9 vagas de ampla concorrência, além de uma vaga destinada às pessoas com deficiência. Na sequência estão os que concorrem também às vagas com formação em direito para a Superintendência Nordeste (11.038), com sede em Recife, e Sudeste II, sediada em Belo Horizonte (9.272).

As cidades de maior concentração de candidatos são: Brasília (11.830), São Paulo (8.999), Belo Horizonte (6.520) e Recife (6.040). As cidades com a menor concentração de candidatos são: Tefé (51), Diamantina (269), Ouro Preto (328) e Canoas (344).

As atividades do analista são instruir e analisar processos e cálculos previdenciários, de manutenção e de revisão de direitos ao recebimento de benefícios previdenciários; proceder à orientação previdenciária e atendimento aos usuários; realizar estudos técnicos e estatísticos; executar, em caráter geral, as demais atividades inerentes
às competências do INSS.

As vagas são distribuídas nas seguintes áreas de formação: estatística, administração, ciências contábeis, direito, engenharia civil, engenharia mecânica, engenharia elétrica, engenharia de telecomunicações, engenharia com especialização em segurança do trabalho, arquitetura, tecnologia da informação, terapia ocupacional, pedagogia, psicologia, comunicação social (jornalismo e publicidade e propaganda), fisioterapia e letras.
As vagas estão distribuídas nas Superintendências Regionais e Administração Central:
Superintendência Regional Norte Centro-Oeste (circunscrição AC, AM, AP, DF, GO, MS, MT, PA, RO, RR e TO), Superintendência Regional Nordeste (circunscrição PE, AL, BA, CE, PB, RN, SE, MA e PI), Superintendência Regional Sudeste I (circunscrição SP), Superintendência Regional Sudeste II (circunscrição MG, ES e RJ), Superintendência Regional Sul (circunscrição SC, PR e RS) e Administração Central (circunscrição Brasília).

Os candidatos poderão ser lotados em quaisquer unidades subordinadas às
Superintendências Regionais para qual concorre, de acordo com o interesse da administração

O concurso tem a validade de um ano, que pode ser prorrogada por igual período
.

Deputado André Vargas desiste de entregar carta de renúncia nesta terça

Um dia antes, ele havia anunciado que renunciaria ao mandato.
Motivo do recuo é hipótese de processo de cassação ter continuidade.

Felipe NériDo G1, em Brasília

O deputado André Vargas (PT-PR), ao se defender no plenário no início de abril (Foto: José Cruz/Agência Brasil)O deputado André Vargas (PT-PR), ao se defender
no plenário da Câmara no início de abril (Foto: José
Cruz/Agência Brasil)
O deputado licenciado André Vargas (PT-PR) desistiu de entregar à Câmara nesta terça-feira (15) a carta de renúncia ao mandato, segundo informou a assessoria de imprensa da Vice-Presidência da Casa.
O recuo do parlamentar, que um dia anteshavia anunciado a intenção de renunciar, se deu devido à interpretação do Conselho de Ética da Câmara de que a renúncia não interrompe o processo de cassação aberto no órgão.
Nota divulgada pela assessoria do parlamentar diz que, "de acordo com a Constituição Federal, a renúncia ao mandato será inócua, pois não surtirá qualquer efeito. Em face disso, o deputado federal André Vargas (PT-PR) está reestudando a hipótese de renúncia". No último dia 9, Vargas anunciou que tinha renunciado à vice-presidência da Câmara, mas, de acordo com a Secretaria Geral, ele não formalizou o pedido.
O Conselho de Ética instaurou o processo de cassação depois que os partidos de oposição PSDB, DEM e PPS protocolaram representação pedindo a apuração de quebra de decoro parlamentar.
Vargas é alvo de envolvimento com o doleiro Alberto Youssef, preso em operação da Polícia Federal sob suspeita de participação em esquema de lavagem de dinheiro que movimentou cerca de R$ 10 bilhões. No último dia 2, da tribuna do plenário da Câmara, o deputado chegou a admitirque viajou de maneira "imprudente" em um jatinho fretado pelo doleiro, mas negou ilegalidade na relação com Youssef. Três dias depois, a revista "Veja" reproduziu mensagens que ele teria trocado com o doleiro para tratar de um contrato entre uma empresa e o Ministério da Saúde.
De acordo com a Constituição Federal, a renúncia ao mandato será inócua, pois não surtirá qualquer efeito. Em face disso, o deputado federal André Vargas (PT-PR) está reestudando a hipótese de renúncia."
Assessoria da Vice-Presidência da Câmara
Ao anunciar que renunciaria, Vargas buscava, por um lado, atender a pedidos de colegas de partido que o pressionavam para deixar o mandato e, por outro, evitar a exposição que tem sofrido na mídia.
O efeito prático de deixar o Parlamento, por meio de renúncia ou de um processo que culminasse na cassação, é praticamente o mesmo. Em ambas as situações o deputado teria como principal consequência ficar inelegível por oito anos.
A diferença é que a cassação geraria maior prejuízo político. Ao ficar submetido ao processo no conselho mesmo após renunciar, Vargas não só prolongaria o tempo de exposição, ao ter de apresentar defesa formal aos parlamentares e ser julgado pelo plenário, como também ficaria com um "carimbo" de cassado, o que ele não deseja.
Segundo a assessoria da Vice-Presidência da Câmara, o deputado chegou a viajar para Brasília com o objetivo de entregar a carta de renúncia. Mas voltou atrás depois de saber da intenção do Conselho de Ética de manter o processo disciplinar contra ele.
De acordo com o artigo 55 da Constituição, a renúncia de parlamentar alvo de processo que pode levar à cassação tem os "efeitos suspensos até as deliberações finais" do procedimento aberto. Assim, a renúncia só seria plena após a conclusão do processo no Conselho de Ética.
"A renúncia não corta os efeitos da representação se a admissibilidade [do processo] for aprovada pelo Conselho de Ética. Se aprovada a admissibilidade, o processo continua, independentemente da renúncia", disse o deputado Júlio Delgado (PSB-MG), nomeado relator do processo de cassação no conselho.
Mas o tema ainda é objeto de divergência entre o corpo técnico da Câmara e deputados.  O presidente do Conselho de Ética, Ricardo Izar (PSD-SP), disse que pretende dar continuidade ao processo na Câmara mesmo com a renúncia de Vargas.
Na avaliação de Izar – e de consultores da Secretaria Geral da Mesa da Câmara – o processo de cassação deveria continuar como forma de garantir uma apuração própria do Legislativo sobre o caso, embora o próprio Izar tenha confessado que, na hipótese de renúncia, o processo se tornaria inócuo, ainda que "importante".
“Continuar o processo após a renúncia não tem efeito prático e pode até parecer inócuo. Mas acho que é importante continuar porque entendo que o deputado quer evitar esse processo disciplinar aqui dentro ao decidir pela renúncia. Ele não quer que investiguemos. Podemos ir além [na investigação] dos fatos que já estão sendo mostrados”, disse Izar
.

CRISTAL QUEBRADO: aliado histórico de ‘Vené’ reclama de falta de atenção; “Ele nunca mais me procurou!”


CRISTAL QUEBRADO: aliado histórico de ‘Vené’ reclama de falta de atenção; “Ele nunca mais me procurou!”
“Veneziano nunca mais me procurou para alguma coisa!”, foi dessa maneira que o ex vice prefeito de Campina Grande, o jornalista José Luiz Junior (PEN), se referiu ao ser questionado, como estaria o seu nível de contato com o ex-prefeito de Campina Grande e pré-candidato ao Governo da Paraíba Veneziano Vital do Rêgo (PMDB).


José Luiz que foi companheiro de chapa do ‘Cabeludo’ nas duas campanhas vitoriosas do PMDB na Rainha da Borborema, disse que estava distante de ‘Vené’ e usou da memória para contar quando aconteceu o último contato com o filho da deputada Nilda Gondim (PMDB).


“A última vez que ele conversou comigo foi antes do 1º turno das eleições de 2012!”, lembrou.


É válido lembrar que as criticas de José Luiz Júnior ao tratamento dispensado pelo grupo Vital do Rêgo, não são de hoje, pois Zé Luiz se viu desprestigiado ao não ser consultado na escolha da candidatura do grupo que culminou com a candidatura da médica Tatiana Medeiros e tão pouco acabou sendo aproveitado na chapa, pois o PMDB escolheu como o vice, o filho do deputado federal Wellington Roberto (PR), o jovem Bruno Roberto (PR).


Ainda não se sabe qual futuro político será traçado por José Luiz Júnior, uma vez que decidiu se filiar ao Partido Ecológico Nacional que é comandado na Paraíba pelo presidente da Assembleia Legislativa Ricardo Marcelo.


E você amigo internauta, acredita na ‘aposentadoria’ de José Luiz Júnior? Ou acha que ele ainda tem muito a dar a política paraibana? Opine no espaço destinado aos comentários.


Henrique Lima

PB Agora

Conde: Tatiana prestigia aula inaugural do Pronatec


Conde: Tatiana prestigia aula inaugural do Pronatec
A prefeita municipal de Conde, Tatiana Correa (PTdoB), vai prestigiar a aula inaugural do Pronatec – Programa de Ensino Tecnológico do Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Social, pactuado pelo Conde. O evento que contará com representante do Senac, será nesta terça-feira, 15, às 14h30, na Câmara Municipal do município. “O programa está disponibilizando um total de R$ 24 mil, o que dará uma bolsa formação no valor de R$320,00 para cada aluno”, informou a coordenadora de Educação Profissional do Centro de Formação Profissional Almir Correa, Patrícia Cavalcanti. O Pronatec está formando nesta quarta-feira, 16, uma turma do curso de Auxiliar Administrativo, com 20 alunos, iniciada em fevereiro.

Nesta nova etapa, o programa vai oferecer cursos de Vendedor, Operador de Caixa e Auxiliar de Crédito e Cobrança que tem duração de 160 horas e serão iniciados no próximo dia 22 de abril, na Escola Lima Rodrigues, no distrito do Gurugi.“Serão 25 vagas para cada curso totalizando 75 alunos em sala de aula 4h por dia de segunda à sexta, das 13h às 17h”, explicou.

O Pronatec atende uma faixa etária entre 16 e 59 anos com o objetivo de capacitar o aluno, viabilizando sua entrada no mercado de trabalho. “Nós estamos fazendo um mapeamento nas populações do nosso município para saber da necessidade de cada comunidade para que as pessoas possam fazer o curso mais adequado ao mercado de trabalho da sua região”, pontuou.

Patrícia Cavalcanti explica que mais de 40 cursos já foram solicitados para o MEC - Ministério da Educação. “Dessa forma, podemos abrir cadastro para as pessoas escolherem de três a quatro cursos, o que viabiliza a formação de turmas, atendendo às perspectivas de quem deseja trabalhar no que tem aptidão”, disse.




Redação com Assessoria

MPPB ajuiza ações contra 25 prefeituras que não aplicaram o mínimo de 25% na educação

Foto: Ascom
Vinte e cinco municípios paraibanos que tiveram suas contas de 2010 e 2011 reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB) serão alvos de ações civis públicas (ACPs) por descumprirem preceito constitucional e não aplicarem o mínimo obrigatório de 25% dos seus recursos na educação. As ações serão ajuizadas no próximo dia 28 de abril, 'Dia Internacional da Educação'.

“A data foi escolhida para que, de forma emblemática e simbólica, possamos ampliar um trabalho mais detalhado visando o fim da impunidade nesses casos. Precisamos intensificar os procedimentos para eliminarmos a sensação de impunidade”, explica o promotor de Justiça Clístenes Bezerra de Holanda, coordenador do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça do Patrimônio Público, Fazenda Pública e Terceiro Setor (Caop do Patrimônio).

As ações a serem ajuizadas estarão sendo orientadas em conjunto pelo Caop do Patrimônio e o Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça da Educação (Caop da Educação), que tem à frente a promotora de Justiça Ana Carolina Coutinho Ramalho Cavalcanti.
“Os prefeitos vão ser responsabilizados por atos de improbidade administrativa e, com a condenação, serão várias consequências, entre elas a suspensão dos seus direitos políticos, que pode chegar a oito anos”, avisa o promotor Clístenes Bezerra.

Na próxima terça-feira (22), às 10h, na Sala de Sessões da Procuradoria Geral de Justiça (PGJ), em João Pessoa, o procurador-geral de Justiça Bertrand de Araújo Asfora e os dois coordenadores dos Caops – do Patrimônio e da Educação irão se reunir com os promotores de Justiça que têm atuação nos 25 municípios a serem alvos das ações de improbidade.
“Vamos repassar para os promotores as decisões e criar um modelo das ACPs para esses casos, como parte de uma política institucional”, avisa Clístenes, adiantando que o mesmo será feito em outras oportunidades contra as prefeituras que tiveram suas contas rejeitadas por não terem cumprido o preceito constitucional no que diz respeito à aplicação de recursos na área da saúde.
Fonte: Da Redação com Ascom

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Festival Gastronômico do Conde quer aumentar número de turistas no litoral Sul


 Festival Gastronômico do Conde quer aumentar número de turistas no litoral Sul
A gastronomia da cidade do Conde (litoral Sul paraibano) vai ser destaque nas duas primeiras semanas do próximo mês de maio. Entre os dias 1º e 11 será realizado o primeiro ‘Festival Gastronômico Sabores e Saberes” que vai reunir 13 estabelecimentos, cada um com um prato elaborado exclusivamente para o festival. O lançamento oficial ocorreu nesta quarta-feira (9), no Haras do Mar, na praia de Carapibus, e reuniu autoridades, imprensa e representantes do trade turístico.


O festival é realizado pela Associação Comercial, Industrial do Conde (Acic) em parceria com o Governo do Estado, por intermédio da Empresa Paraibana de Turismo (PBTur), prefeitura do Conde e iniciativa privada. Durante o lançamento do festival, a presidente da Acic, Cláudia Tombolato Prashanti, explicou que o festival é uma oportunidade para dar maior visibilidade a gastronomia local. “A gastronomia é um atrativo importante para aumentar a demanda de turistas. Entendemos que num feriado as pessoas gostam de ir a restaurantes comemorar, descansar e apreciar um prato especial”, explicou a empresária.


Cláudia Tombolato disse que o objetivo também é o de incrementar o turismo durante a baixa estação, além de apresentar novos pratos regionais para turistas e moradores. “Queremos divulgar a arte da boacomida e serviços, aliados a simplicidade, integração social e disseminação cultural. Por isso nosso lema é mais do que um prenúncio de festival, mas um marco turístico”, afirmou.


A presidente da PBTur, Ruth Avelino, destacou a importância do ‘Festival Gastronômico Sabores e Saberes’, que vai proporcionar resultados positivos na implementação do fluxo turístico em todos os setores nos meses de baixa estação. A executiva paraibana disse que o litoral sul paraibano é atualmente um dos atrativos turísticos mais procurados pelos turistas que visitam o ‘Destino Paraíba’. “Toda iniciaiativa voltada para implementar o turismo e movimentar o setor merece nosso apoio. Não tenho dúvidas de que esta primeira edição do festival no Conde vai ser um sucesso”, afirmou.




Redação com Assessoria
PB AGORA