Total de visualizações de página

Horario de Brasilia

PITIMBU NOTÍCIA

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Quem se habilita!?!



ESTUPRO: Juiz de CG libera Marcelinho Paraíba e Secretaria de Segurança afasta delegado

ESTUPRO: Juiz de CG libera Marcelinho Paraíba e Secretaria de Segurança afasta delegado
INDICIADO POR ESTUPRO: juiz de CG ordena liberação de Marcelinho Paraíba e Secretaria de Segurança afasta delegado irmão da suposta vítima

O Juiz de Campina Grande Paulo Sandro Lacerda, da 5º Vara Criminal de Campina Grande, decidiu nesta quarta-feira, 30, pela soltura do jogador do Sport Marcelinho Paraíba. Ele atendeu ao pedido de relaxamento da prisão do advogado do atleta, Afonso Vilar, que já está junto ao oficial de justiça para cumprir a decisão.

Marcelinho foi preso em flagrante por volta das 4h30. Foi levado à 2ª Superintendência Regional de Polícia Civil de Campina Grande e lá prestou depoimento. Como o crime de estupro é inafiançável, ele foi levado para o presídio, onde ficou numa cela comum de 20 metros quadrados com outros sete presos de menor periculosidade (presos por atraso no pagamento da pensão alimentícia).

À tarde, o delegado Fernando Zóccola, responsável pelo caso, enviou o flagrante à justiça. O processo acabou sendo encaminhado para juiz Paulo Sandro Lacerda, que resolveu pelo relaxamento da prisão.

Tão logo seja solto, Marcelinho deve ser levado a Recife pelo supervisor de futebol do seu atual clube (Sport), Edmilson Santos. Ele foi enviado a Campina Grande pelo clube pernambucano para acompanhar o caso. O Sport resolver apoiar o atleta e dar toda a ajuda necessária.

Paraíba deve, agora, responder ao processo em liberdade. O atleta está de férias na Paraíba e deve retornar aos treinamentos na Ilha do Retiro apenas no final do mês.

DELEGADO É AFASTADO

Além da soltura de Marcelinho, outro fato também foi registrado na tarde desta terça-feira. A Secretaria de Segurança Pública do Estado da Paraíba decidiu afastar das funções o delegado da Polícia Civil, Rodrigo Rêgo Pinheiro, irmão da suposta vitima de estupro. Ele atuava na 5ºDD em Campina Grande.

A decisão do afastamento foi após a imprensa divulgar um vídeo em quem o delegado aparece ameaçando jornalista em Campina Grande.

Rodrigo Rêgo foi submetido a exames periciais de constatação de resíduograma de chumbo que vão avaliar se o delegado efetuou disparos na madrugada desta quarta-feira (30), no sítio do jogador Marcelinho Paraíba, preso acusado de estuprar uma irmã de Rodrigo.

A Delegacia Geral de Polícia Civil de Campina Grande já designou em caráter especial, um delegado para instaurar um inquérito que vai apurar o caso. A corregedoria da PC já foi acionada.

 
Redação

Polícia cerca assentamento para ação de despejo; deputado é agredido


Polícia cerca assentamento para ação de despejo; deputado é agredido
O assentamento da reforma agrária João Gomes, que fica na Grande Mucatu, em Alhandra, no Litoral Norte, está cercado para a Polícia Militar para o despejo de índios e trabalhadores rurais que ocuparam a área desde o início deste mês. O deputado Frei Anastácio, que tenta intermediar o conflito, denunciou que foi agredido por policiais .

Os lotes foram comprados pela fábrica Elizabeth para instalação de uma fábrica de cimento. Segundo a irmã Tania Maria, da Comissão Pastoral da Terra (CPT), o clima no local é muito tenso.Os índios ameaçam resistir ao despejo e pode haver confronto.

Os advogados da Comissão Pastoral da Terra, o Ouvidor Agrário do INCRA e o deputado estadual Frei Anastácio estão na área tentando negociar uma solução pacífica, para evitar confronto. A tropa da PM que se encontra na área está comandada pelo coronel Castro.

O coordenador de Gerenciamento de Crises da Polícia Militar, tenente coronel Josman Lacerda,também está na área tentando uma forma pacifica.

O cacique dos Tabajaras, Ednaldo dos Santos (Araquém) afirmou que os índios estão prontos para o confronto, se forem abordados pelas polícias militares. "Estamos prontos para dar nosso sangue pela terra que é nossa", afirmou Araquém, que está com pintura de guerra.

Agressão

O deputado estadual Frei Anastácio denunciou que foi agredido por três policiais militares,quando tentava entrar no assentamento no início da manhã desta quarta-feira.

Segundo o deputado, três policiais de moto tentaram impedir que ele tivesse acesso a área.

“Eles torceram meus braços para traz, com força, e só não me espancaram porque os índios que estão na área correram para me acudir”, disse Frei Anastácio.

O parlamentar já comunicou o fato ao presidente da Assembléia Legislativa e irá fazer exame de corpo de delito, no Instituto de Polícia Científica.

“Além de agredirem um parlamentar, os policiais também cometeram agressão contra um idoso, já que tenho 66 anos idade. Em toda minha luta, de quase 40 anos, nunca fui tão maltratado com força física pela PM, nem durante a ditadura militar eu passei por isso. Até mesmo quando fui preso, não passei por tanta humilhação”, desabafou o deputado.

Frei Anastácio foi ao local para dar apoio aos índios e trabalhadores, já que mais de 200 homens da PM estavam na área para realizar o despejo.

O deputado reafirma que é contra a instalação da fábrica dentro do assentamento.

“Essa fábrica irá explorar quase três mil hectares de terras.Outras três fábricas estão programadas para a área.Se isso acontecer,mais de 10 mil famílias irão ser atingidas”,disse o deputado.

Frei Anastácio explicou que os índios ocuparam os três lotes comprados pela cerâmica Elizabeth, numa ação de retomada de suas terras na região do litoral sul do estado da Paraíba.

Os indígenas reivindicam a demarcação de aproximadamente 10.000 hectares.

“Essas terras hoje estão ocupadas, em sua maioria, pelo Grupo João Santos, pelo monocultivo de cana-de-açúcar da destilaria Tabú e por assentamentos, além de ser uma área que sofre intenso assédio de empresas privadas. Mas, as terras que estão nas mãos dos assentados não são reclamadas pelos índios, já que cumprem sua função social”,explicou Frei Anastácio.

O deputado relata que, no entanto, no momento em que as terras são vendidas para o capital privado, os índios entram em ação e querem a posse.

“É isso que está acontecendo na grande Mucatu.Essa área está incluída na luta pela demarcação que os Tabajaras querem.Eles reivindicam as terras que vão do Rio Gramame até o Rio Pipoca, uma extensa área que fica entre os municípios de Conde, Alhandra e parte de Pitimbu.

“Dessa forma, as terras que forem vendidas em assentamentos e as que estão sendo exploradas pelo capital privado, são alvo dos índios e eu estou ao lado deles e dos trabalhadores que querem viver de duas terras”,concluiu Frei Anastácio.

Redação com Ascom 

terça-feira, 29 de novembro de 2011

CONVERSANDO FRANCAMENTE.


O blog PITIMBU NOTICIA recebeu o vereador Jaques para uma conversa e dirimir algumas dúvidas dos nossos leitores.


PITIMBU NOTICIA – Vereador, como o Partido dos trabalhadores se posiciona em relação às eleições municipais?
Vereador Jaques - O PT de Pitimbu está unido, nós temos a grande maioria do diretório municipal e dos filiados. Vamos apoiar a pré-candidatura a prefeito do vereador Marcos Aurélio do PRB e possivelmente indicar seu vice.

PITIMBU NOTICIA – Em relação às notas divulgadas pelo presidente do partido, Neguinho, que diz que o partido terá candidatura própria?
Vereador Jaques – O PT é um partido diferente de todos os outros, toda decisão passa pela base, é um partido democrático, cada filiado tem direito a voz e voto.

PITIMBU NOTICIA – Sabemos que o Partido dos Trabalhadores tem várias correntes (tendências), qual seria a corrente que hoje apóia o vereador Marcos Aurélio?
Vereador Jaques – Hoje eu estou me afastando do agrupamento político do qual eu fazia parte, estou conversando com a DS (democracia socialista) que provavelmente fechará com o apoio da pré-candidatura do vereador Marcos Aurélio do PRB.

PITIMBU NOTICIA- o que lhe levou a sair da base aliada do ex-deputado, hoje presidente estadual Rodrigo Soares do PT?
Vereador Jaques – não cumprimento das promessas feitas pelo ex-deputado Rodrigo Soares e seu pai Dr. João Soares prefeito de Caaporã.

PITIMBU NOTICIA- o que você acha da pré-candatura de Kleyber pelo PT no município?
Vereador Jaques- equivocada, como pode lançar o nome de uma pessoa que não é conhecida no município e tampouco não tem nenhum serviço prestado, precisamos de alguém que conheça o nosso município para que possa desenvolver um bom trabalho.   

QUEM SERÁ...O CANDIDATO LAGARTIXA EM 2012.


Sine oferece 143 oportunidades de emprego na Capital



Sine JP
Sine JP
O Sine-JP (Sistema Nacional de Empregos de João Pessoa) oferece nesta semana 143 vagas de emprego em diversas áreas do mercado de trabalho.
A maior oferta é para trabalhar como auxiliar de linha de produção, no setor industrial, com 50 vagas, sendo exigido ensino fundamental incompleto.
No comércio, também são oferecidas 25 vagas para vendedor pracista e 20 vagas para vendedor porta a porta, que exige ensino fundamental completo.
São oferecidos ainda sete vagas para garçom, com exigência de seis meses de experiência em carteira de trabalho, seis vagas para ajudante de carga e descarga, cinco vagas para cabeleireiro e quatro para costureira em geral.
Existe vaga também para assistente administrativo, motoboy, operador de caldeira, cozinheiro em geral, técnico de manutenção de computador, manicure, pedreiro, entre outros.
Os interessados devem procurar o serviço de intermediação de Mão de Obra do Sine-JP levando currículo profissional e documentos (carteira de identidade, CPF, carteira de trabalho e o PIS).
O Sine-JP fica localizado na Rua Cardoso Vieira, 85, bairro do Varadouro. O horário de atendimento é das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira.
Confira a lista completa de vagas:
01 vaga de assistente administrativo, com seis meses de experiência em carteira;
Escolaridade: Ensino Médio completo
03 vagas de vendedor pracista, com conhecimento em telecomunicação e seis meses de experiência em carteira;
Escolaridade: Ensino Médio completo
03 vagas de motoboy, com experiência em carteira;
Escolaridade: Fundamental incompleto
04 vagas de costureira em geral;
Escolaridade: Fundamental completo
01 vaga de restaurador de manequins de fibra, com experiência em carteira;
Escolaridade: Fundamental completo
07 vagas de garçom, com seis meses de experiência em carteira;
Escolaridade: Ensino Médio incompleto
01 vaga de operador de caldeira, com seis meses de experiência em carteira;
Escolaridade: Fundamental completo (ter curso de operador de caldeira e ter conhecimento em eletricidade)
01 vaga de auxiliar de linha de produção (vaga para deficiente físico);
Escolaridade: Ensino Médio completo
01 vaga de mecânico de aparelhos domésticos, com seis meses de experiência em carteira;
Escolaridade: Ensino Médio incompleto
01 vaga de barman, com seis meses de experiência em carteira;
Escolaridade: Ensino Médio incompleto
03 vagas de cozinheiro geral, com seis meses de experiência em carteira;
Escolaridade: Ensino Médio incompleto
01 vaga de instalador de sistemas eletroeletrônicos de segurança, com experiência em carteira;
Escolaridade: Ensino Médio incompleto
01 vaga de técnico de manutenção de computador, com experiência em carteira;
Escolaridade: Ensino Médio completo
20 vagas de vendedor porta a porta;
Escolaridade: Fundamental completo
25 vagas de vendedor pracista;
Escolaridade: Fundamental incompleto
01 vaga de vendedor de serviço, com seis meses de experiência em carteira;
Escolaridade: Ensino Médio completo
01 vaga de auxiliar financeiro, com seis meses de experiências em carteira;
Escolaridade: Ensino Superior completo nas áreas de administração, economia e ciências contábeis;
01 vaga de técnico em eletromecânica, com experiência em carteira;
Escolaridade: Ensino Médio completo
50 vagas de auxiliar de linha de produção;
Escolaridade: Fundamental incompleto
02 vagas de manicure;
05 vagas para cabeleireiro, com seis meses de experiência;
01 vaga para pizzaiolo, com seis meses de experiência;
Escolaridade: Ensino Médio completo
01 vaga para pedreiro, com experiência;
06 vagas para ajudante de carga e descarga, com experiência;
01 vaga para supervisor de máquina de terraplanagem, com experiência;
01 vaga para motorista de caminhão-guincho pesado, com experiência;
Fonte: Secom da PMJP

Xuxa perde para a Record na audiência e Globo faz mudanças

Xuxa perde para a Record na audiência e Globo faz mudanças
De acordo com a coluna Zapping, do jornal Agora São Paulo, a Globo decidiu promover mudanças para acabar com a queda da audiência do TV Xuxa. Para isso, trocou o diretor Mariozinho Vaz, que trabalha com Xuxa há três anos, por Mário Meirelles, ex-Caldeirão do Huck. Além disso, a atração terá menos games com famosos e mais shows musicais.

No sábado (26), o programa foi derrotado pela Record no Ibope da Grande São Paulo por 10 a 8. Chegou até a perder na disputa contra o desenho Pica-Pau, por 10 a 7. Xuxa sonha com um espaço na grade de domingo, mas os resultados a afastam cada vez mais de seu objetivo. 


TERRA

Maranhão rebate denúncia sobre envolvimento com fraudador do Detran


Maranhão rebate denúncia sobre envolvimento com fraudador do Detran
“No meu Governo, inspeção veicular sempre foi feita pelo Detran”. A afirmação é do ex-governador José Maranhão, que rebate insinuações de que teria recebido doação para a campanha para em troca entregar o serviço de inspeção veicular ambiental a uma empresa privada. Maranhão rechaça a informação e reafirma que, na sua administração, cabia ao Detran, e tão somente a ele, a realização da inspeção veicular, sem terceirizações. Disse, ainda, que jamais recebeu uma doação ilegal de campanha e desafia a que provem o contrário.

José Maranhão lembra, a propósito da questão de inspeção veicular, que em 2009 vetou parcialmente projeto de lei do então deputado estadual Aguinaldo Ribeiro, do PP, que abria espaços para o Estado contratar empresas para a realização de inspeção veicular ambiental. Trata-se do projeto de lei nº 1.385/2009, “Eu vetei o projeto e o trabalho continuou sendo realizado pelo próprio Detran”, explica.

O artigo 2º do projeto de lei do deputado Aguinaldo Ribeiro determinava que “A vistoria e a inspeção de segurança veicular serão realizadas por pessoas jurídicas devidamente acreditadas pelo INMETRO como Organismo de Inspeção Acreditado – OIA/SV e licenciado pelo Departamento Nacional de Transito - DENATRAN como Instituição Técnica Licenciada – ITL”.

O artigo 3º dava poderes ao Detran para “efetuar o credenciamento das instituições referidas no Art. 2°, definindo critérios e regulamentos próprios, bem como expedir normas complementares para operacionalização do programa”.

O projeto do então deputado estadual pelo PP e vetado parcialmente pelo então governador José Maranhão, estabelecia até a tabela dos valores que deveriam ser cobrados pela inspeção, bem como a distribuição dos mesmos, sendo que 90% ficariam com o executor da inspeção. É o que diz, por exemplo, o artigo 5°: “Os serviços prestados pelos Organismos de Inspeção Credenciados - OIC/SV serão remunerados diretamente pelos tomadores, sem quaisquer ônus para o Poder Publico Estadual, com os seguintes valores máximos:

I – Motocicletas e assemelhados ..............................R$ 22,00

II – Veículos até 3500 kg (PBT) ...............................R$ 66,50

III – Veículos (PBT) acima de 3.500kg até 8.000kg.....R$ 88,50

IV - Veículos acima de 8.000kg (PBT) .....................R$128,50

Distribuição da Receita Bruta:

I – Executor das Inspeções.............................................90%

II – Órgão Ambiental Estadual ......................................5,0%

III – Ativo Ambiental....................................................5,0%

Dizendo-se “vacinado contra atos de corrupção”, José Maranhão enfatizou que, em mais de 50 anos de vida pública, nunca ninguém constatou qualquer deslize em sua conduta, qualquer ato ou ação que viesse a macular sua trajetória de vida, “inteiramente voltada à luta pelo desenvolvimento e progresso do Estado, bem como para a defesa dos interesses maiores dos paraibanos”.


Assessoria

Antônio Barbosa diz que Rodrigo está desesperado para ajudar projeto do PMDB em JP

Antônio Barbosa diz que Rodrigo está desesperado para ajudar projeto do PMDB em JP
A guerra entre a direção estadual e a direção de João Pessoa do Partido dos Trabalhadores produziu mais round nesta segunda-feira.  

Em nota divulgada à imprensa, o presidente do PT da Capital, professor Antônio Barbosa, reafirmou que a decisão sobre os rumos da legenda nas eleições de 2012 é uma prerrogativa exclusiva da instância municipal da legenda.  

A declaração foi uma reação à resposta do presidente do PT paraibano, ex-deputado Rodrigo Soares, de que o partido não pode nem deve participar do Conselho Político do prefeito Luciano Agra (PSB).  

Barbosa disse que Rodrigo está desesperado para ajudar o projeto político do PMDB na Capital e que, por isso, está se metendo onde não deve.  

“O PT-Estadual, sob a presidência de Rodrigo Soares, na ânsia de favorecer a estratégia política do PMDB, tenta, desesperadamente, interferir na condução do processo eletivo de João Pessoa”, diz a nota.  

Segundo Barbosa, a decisão de romper com Agra, tomada pelo diretório estadual, está viciada porque desrespeita resolução aprovada anteriormente pelo diretório municipal aponta para a prerrogativa da decisão da instância partidário do município.  

Esperemos a milésima tréplica de Rodrigo Soares. Nesse bate-rebate, os petistas paraibanos vão se encaminhando para mais um ano eleitoral. 


Blog do Luís Tôrres

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Primeiras-damas de municípios de SP e AL são acusadas de desviar dinheiro público


Elas são primeiras-damas de municípios brasileiros e foram acusadas de gastar dinheiro público para compras particulares. Até uísque e ração para cachorro elas compraram com verba da prefeitura

Matéria  veiculada neste domingo(27) exclusiva do Fantástico, mostraram a prisão de Constância Félix, esta semana. Ela tem 54 anos e é mulher de Silvio Félix, prefeito de Limeira, a 150 quilômetros de São Paulo. O Ministério Público tem indícios de que a primeira-dama montou empresas em nome de outras pessoas, os chamados “laranjas”, para esconder um patrimônio milionário.

São pelo menos 61 terrenos, casas e apartamentos. O valor total, de acordo com o Ministério Público, passa dos R$ 18 milhões. A maioria dos imóveis fica em áreas nobres da capital paulista.

Procuramos os supostos "laranjas". A casa de Isaías Ribeiro fica na periferia de Limeira. Uma empresa de jardinagem chamada Fênix está no nome de Isaías e de um dos filhos do prefeito e da primeira-dama. Em nome dessa firma, constam 12 imóveis, avaliados em R$ 7 milhões. Quem nos atende é a mulher de Isaías, que também já foi sócia dessa empresa.

Fantástico: Ele é dono da Fênix?
Mulher: Isso. O escritório era aqui.
Fantástico: Mas aqui não é a casa dele?
Mulher: É. Minha casa, nossa casa.

Nossa equipe também foi atrás de Verônica Dutra, que é irmã da primeira-dama. Segundo o Ministério Público, Verônica, que mora em uma casa simples, tem em seu nome quatro imóveis, avaliados em R$ 831 mil. O filho de Verônica não quer conversa e pede ao nosso produtor que se retire. “Dá licença, tá? Aqui não tem nada, não”, disse o filho.

De acordo com o Ministério Público, a primeira-dama de Limeira também usou os dois filhos, de 23 e 22 anos, para esconder o patrimônio dela. Os promotores dizem que os rapazes têm 23 imóveis, no valor total de R$ 6 milhões, e que a maioria dos bens foi declarada em Imposto de Renda, mas bem abaixo do valor real.

Na quinta-feira passada (24), além da primeira-dama de Limeira, foram presos os dois filhos dela e outras nove pessoas.

“Essas pessoas, a própria primeira-dama, não possuem renda ou patrimônio suficiente para reunir esse número considerável de bens e imóveis”, afirmou o promotor de Justiça Enzo Carrara Boncompagni.

“Nós queremos saber por que há suspeitas de lavagem de dinheiro, de onde está vindo esse dinheiro”, questiona o promotor de Justiça Luiz Alberto Segalla Bevilacqua.

O prefeito de Limeira, que também apresenta um programa infantil em uma TV local, não foi alvo da apuração que resultou nas prisões, mas é investigado pela Procuradoria-Geral de Justiça em outros seis processos criminais. Um deles é sobre recebimento de propina.

“Minha família trabalha há muitos anos e o que a minha família tem, tem renda para isso. Eu vou fazer o que tiver que fazer para provar que não existe irregularidade”, declarou o prefeito de Limeira, Silvio Félix.

A primeira-dama de Limeira também é suspeita de receber R$ 14 mil por mês da Assembleia Legislativa de São Paulo sem aparecer no trabalho.

O caso de Limeira não é o único. Este ano, no Brasil, pelo menos outras nove primeiras-damas foram presas, quatro só em Alagoas. Fomos até lá.

Limoeiro de Anadia tem 26 mil habitantes e fica no agreste alagoano. O prefeito Marlan Ferreira e a primeira-dama, Eloísa Barbosa, são acusados de fazer compras particulares com dinheiro desviado da merenda. Em março, Eloísa chegou a ser presa. Agora, diante de nossa equipe, ela chora.

A primeira-dama, de 41 anos, é secretária de Assistência Social. Em um primeiro momento, não quer gravar entrevista, mas o marido – que disse à equipe de reportagem do Fantástico que só anda armado - acha que ela tem de falar.

“É melhor falar isso: que você comprava as coisas da casa maternal”, recomenda Marlan Ferreira, prefeito de Limoeiro de Anadia.

“Eu não quero ser tachado como corrupto”, diz, depois, ao Fantástico.

Ela, então, dá entrevista e nega ter desviado dinheiro da merenda. “Se as outras prefeituras ou as outras pessoas faziam, aqui a gente não fazia. Minha conta pessoal tinha uma, e a prefeitura era outra. Sempre foi assim”, comenta a primeira-dama de Limoeiro de Anadia, Eloisa Barbosa.

Fomos a uma escola, na Zona Rural de Limoeiro de Anadia. Com 80 alunos, funciona há três meses na base do improviso, enquanto o Colégio Coronel Adauto Barbosa é reformado. O diretor da escola, João Batista Silva, diz que a merenda agora está chegando, mas...

Fantástico: Onde é feita a merenda?
João Batista Silva: Numa cozinha ali que a gente improvisou que é um quarto.
Fantástico: A gente percebe que não tem nenhuma pia, não tem nada.

Fomos à escola que está em reforma. Na quarta feira (16), dia útil, não tem ninguém trabalhando na reforma da escola. A prefeitura diz que a reforma será concluída em janeiro.

Além de Limoeiro de Anadia, a Procuradoria da República afirma que o dinheiro da merenda também foi usado em compras particulares pelas primeiras-damas de Traipu, Belo Monte e Lagoa da Canoa, todas em Alagoas.

“Faltava merenda vários dias. Dois, três dias por semana”, afirma o procurador da República José Godoy Bezerra de Souza.

Em um supermercado, as primeiras-damas gastavam o dinheiro da merenda. Compravam no supermercado e colocavam na conta. Depois, quem pagava era a prefeitura com dinheiro federal, com dinheiro da merenda. Em depoimento, o dono do supermercado confirmou o esquema. Ele não quis gravar entrevista.

“Este desvio acontecia tanto nas compras pessoais como em algumas cidades, um percentual era pago em dinheiro”, aponta o procurador da República José Godoy Bezerra de Souza.

Fomos também a Belo Monte, a 200 quilômetros de Maceió. Quando chegamos, parte do município de sete mil habitantes estava sem água. “Banho no rio, prato no rio, roupa no rio. Tudo no rio”, diz a dona de casa Maria Quitéria Balbino.

Segundo o Ministério Público Federal, Mônica Tenório, 26 anos, primeira-dama de Belo Monte, embolsava R$ 5 mil por mês do dinheiro da merenda. Fomos à casa dela. Deixamos vários recados, mas ela não nos atendeu.

O Fantástico esteve também em Lagoa da Canoa, de 18 mil habitantes. Segundo as investigações, Fabiana Lira, mulher do prefeito Jairzinho Lira, usou o dinheiro da merenda para comprar, além de comida e produtos de higiene pessoal, seis litros de uísque, 24 garrafas de vinho e até ração para cachorro. É a melhor ração para cachorro e a mais cara também.

Fabiana, 28 anos, também é a secretária de Assistência Social de Lagoa da Canoa. Segundo uma funcionária, Fabiana só aparece uma vez por semana e trabalha poucas horas, mas recebe R$ 1,2 mil por mês.

Fantástico: A Fabiana está por aí?
Funcionário: Está não.
Fantástico: Quais dias ela vem?
Funcionário: Geralmente, ela vem assim... Dia de segunda.
Fantástico: Que horas, geralmente?
Funcionário: 14h.
Fantástico: E que horas ela vai embora?
Funcionário: Ela vai assim umas 16h ou 17h.

Fabiana, que também foi presa em março e agora responde em liberdade, é a dona de uma loja de roupas. Ao ver a equipe de reportagem do Fantástico, os funcionários fecharam a porta e se esconderam.

O prefeito e a primeira-dama de Lagoa da Canoa moram em Arapiraca. Logo que nós chegamos, todo mundo saiu correndo. Voltamos à Secretaria de Assistência Social de Lagoa da Canoa, que estava fechada com cadeado. A primeira-dama sumiu da cidade.

Fomos duas vezes à prefeitura. Depois de uma hora, um homem que se diz procurador do município, falou em nome do prefeito e da primeira-dama.

“A gente vai deixar bem claro: a gente grava com ele em qualquer lugar do Brasil”, disse o repórter. “Ele não vai gravar”, afirmou Francisco Ribeiro, representante do prefeito de Lagoa da Canoa.

Sobre o uso de dinheiro da merenda para comprar uísque, vinho e ração para cachorro, o representante do prefeito de Lagoa da Canoa respondeu: “Será provado que estes fatos não existiram e a completa inocência deles”.

No interior de São Paulo, as investigações apontam que as próprias primeiras-damas comandavam as falcatruas. Em Taubaté, o prefeito Roberto Peixoto e a primeira-dama Luciana ficaram três dias presos em junho, acusados de fraudar licitações e receber propina. Graças a um habeas corpus do Superior Tribunal de Justiça (STJ), o casal responde em liberdade.

Em depoimento aos promotores , uma testemunha disse que o esquema rendeu R$ 5 milhões ao casal. “Quem comanda a coisa ali propriamente com o prefeito é a própria esposa dele”, afirmou.

Segundo o denunciante, Luciana Peixoto, 55 anos, recebia agrados dos empresários que queriam ganhar as concorrências. “As joias eram presentes, mimos”, diz.

“As provas evidenciam que ela tinha uma participação efetiva no controle das ações que visavam o desvio de recursos públicos”, aponta o promotor de Justiça José Carlos de Oliveira Sampaio.

Procuramos Luciana Peixoto no trabalho e na casa da família. Quem se pronunciou foi a prefeitura de Taubaté, que disse, em nota, ser mentirosa a afirmação de que a primeira-dama recebia joias de presente e que o casal Peixoto não cobrava propina. A prefeitura diz ainda que o Tribunal de Contas aprovou o edital e a licitação para a compra de merenda.

Mas, na sexta-feira passada (25), a Justiça determinou o afastamento de Luciana Peixoto do cargo de presidente do Fundo Social de Solidariedade de Taubaté. Segundo o Ministério Público, ela ordenou o pagamento de despesas sem licitação. A defesa nega irregularidades.

Em Campinas, muita gente ainda se pergunta: o então prefeito Hélio de Oliveira Santos, o Doutor Hélio, sabia o que a mulher fazia? Rosely Nassim Santos, 66 anos, que também era chefe de gabinete, é acusada de comandar um esquema de fraude em licitações e cobrança de propina que teria rendido R$ 48 milhões.

“Se ela mandava no prefeito, eu não tenho como dizer. Mas todos os relatos apontam que o braço forte, a mão firme na administração de Campinas era a senhora Rosely, especialmente em relação a essa atividade criminosa”, aponta o promotor de Justiça José Cláudio Tadeu Baglio.

Em um telefonema com um assessor, a então primeira-dama de Campinas xingou os promotores que a investigavam.

Rosely: Eu tenho um poço de dinheiro?
Homem: Isso.
Rosely: Não acredito. São uns imbecis.

Em agosto, Doutor Hélio, que é do PDT, foi cassado. Fomos à casa dele e da primeira-dama. O vigia disse que não tinha autorização para chamá-los. Em nota, o advogado do casal disse que a ex-primeira-dama não cometeu nenhum crime, que o procedimento de investigação foi ilegal e que as injustiças serão reparadas.

A Procuradoria-Geral de Justiça de São Paulo investiga se o suposto desvio de dinheiro em Campinas ajudou a financiar a campanha de candidatos do PDT, em 2010. Em uma planilha de contabilidade apreendida pelo Ministério Público, constam os nomes de Rafael Silva e Constância. Constância, dizem os promotores, é Constância Félix, a primeira-dama de Limeira, que foi presa esta semana. Ela não se elegeu deputada estadual.

Já Rafael Silva, sim. Ele é o quarto vice-presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo. Em março deste ano, Constância Félix assumiu o cargo de chefe de gabinete da quarta vice-presidência. O salário é de mais de R$ 14 mil. Fomos dois dias à Assembleia antes da prisão de constância. Foi difícil encontrar alguém que a conhecesse.

Fantástico: Você sabe onde ela fica?
Funcionária: Nem eu, nem eu, viu.

No gabinete, onde funciona a quarta vice-presidência, uma funcionária diz que Constância não está. “Não tem um dia certo, porque o trabalho dela não é fixo”, contou.

Durante uma semana, ligamos na Assembleia e não encontramos a primeira-dama. “A gente não conhece ninguém com esse nome na presidência nem na vice-presidência”, disse um funcionário.

O deputado Rafael Silva, chefe de Constância, diz que ela não é funcionária fantasma. “Ela não ficava direto no meu gabinete. Ela estava lá a serviço do partido e a serviço de todos os deputados nossos da bancada”, afirmou o deputado estadual Rafael Silva, quarto vice-presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo.

O deputado também negou ter recebido dinheiro ilegal para a campanha e disse que exonerou a primeira-dama de Limeira assim que ela foi presa e que já tinha tentado demiti-la antes.

“No dia 25 de maio, eu tive uma conversa com os outros deputados que me autorizaram a fazer isso. É porque eu falei: não é aceitável a esposa de um prefeito estar aqui com a gente. E eles concordaram. Um deles falou até: passa a régua. E eu a exonerei. Depois houve uma pressão do partido e eu fui obrigado a aceitar de volta”, contou afirmou o deputado estadual Rafael Silva.

O deputado não quis dar os nomes de quem o teria pressionado. O diretório do PDT em São Paulo e o presidente estadual do partido, o deputado federal Paulo Pereira da Silva, não quiseram se pronunciar.

Não existe previsão de quando será o julgamento das primeiras-damas mostradas nessa reportagem. O juiz Nelson Augusto Bernardes, que foi o primeiro a atuar no caso envolvendo a primeira-dama de Campinas, diz que o Poder Judiciário tem a obrigação de agir com rapidez e seriedade.

“A corrupção no poder público no Brasil é uma questão profundamente preocupante. É necessário que se enxergue esse problema com seriedade para que se possa fazer um combate sério e eficaz da corrupção”, afirma Nelson Augusto Bernardes.

fonte: G1-FANTÁSTICO