Total de visualizações de página

Horario de Brasilia

PITIMBU NOTÍCIA

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Paraíba solicita 200, mas Governo Federal só envia 47 médicos para atuar no Estado


Paraíba solicita 200, mas Governo Federal só envia 47 médicos para atuar no Estado
MAIS MÉDICOS: novos profissionais devem começar a atuar na Paraíba já na próxima segunda; 13 são estrangeiros

Programa Mais Médicos criado pelo Governo Federal gerou polêmica logo que foi lançado, mas deve acabar virando ‘a menina dos olhos’ do Governo Dilma Rousseff, assim como o Bolsa Família do Governo Lula, principalmente por ser destinado a saúde da população mais carente.

Em visita à Paraíba no final da última semana, a ministra da Secretaria da Relações Institucionais, Ideli Salvatti, falou com o PB Agora sobre a expectativas para o programa em todo o país e destacou que, para o Estado paraibano, foram solicitados cerca de 200 médicos para suprir a necessidade nos 223 municípios do Estado, todavia, nessa primeira etapa só poderão ser encaminhados 47 profissionais.

No estado, os 47 médicos serão distribuídos da seguinte maneira: João Pessoa (20); Bayeux (2); Areia (2); Alagoinha (1); Bananeiras (1); Barra de Santana (1); Belém do Brejo do Cruz (1); Caaporã (1); Cacimba de Dentro (1); Cajazeirinhas (1); Catingueira (1); Caturité (1); Conde (1); Cruz do Espírito Santo (1); Cubati (1); Ingá (1); Itapororoca (1); Juripiringa (1); Lucena (1); Nova Floresta (1); Pocinhos (1); São Miguel de Taipu (1); Serra Redonda (1); Solânea (1); Tavares (1) e Vieirópolis (1).

Dos 13 médicos estrangeiros que trabalharão na Paraíba, nove são cubanos, dois espanhóis e dois bolivianos, que atuavam na Argentina. Os municípios de Água Branca e Baía da Traição receberão médicos espanhóis; São José de Piranhas receberá os bolivianos; e os cubanos irão para os municípios de Algodão de Jandaíra, Damião, Gado Bravo, Juazeirinho, Manaíra e Serra Grande.

mais medicosA previsão é que os profissionais chegarão aos municípios entre os dias 14 e 15 de setembro e comecem a trabalhar no dia 16. A estimativa é que mais de 180 mil paraibanos sejambeneficiados, inicialmente, com o Programa.
Ainda conforme Salvatti, o número médicos ainda é menor que a demanda em todo o páis, mas será suprido de acordo com a necessidade e a disponibilidade dos médicos.

Para a ministra, a presidente Dilma acertou ao criar o programa Mais Médicos, abrindo oportunidade para profissionais estrangeiros e atendendo a necessidade da população carente nos quatro cantos do país.

“O programa é importante para que se tenha médico em todos os municípios, por enquanto a necessidade é maior que a oferta, mas o Governo Federal vai buscar médicos e incentivar os brasileiros a aderirem ao programa, já que o país não tem o número de médicos suficiente para suprir a necessidade.”, destacou.



Márcia Dias

PB Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário

é um prazer em ter seu comentário em nosso blog