Total de visualizações de página

Horario de Brasilia

PITIMBU NOTÍCIA

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Efeito Marina/Campos deve acelerar nomeação de Vitalzinho para Ministério de Dilma


Efeito Marina/Campos deve acelerar nomeação de Vitalzinho para Ministério de Dilma
Efeito Marina/Campos: blogueiro diz que cotação de aliados de Dilma sobe e Vitalzinho deve ser o 1º beneficiado

Direto dos ‘corredores do poder’, o jornalista Gerson Camarotti, que faz a cobertura dos bastidores políticos em Brasília publicou em seu blog uma informação que aponta o senador Vital do Rêgo Filho, do PMDB, como um dos primeiros políticos que devem ser beneficiados no Governo Dilma Rousseff, após o anúncio da aliança entre Marina Silva e Eduardo Campos em 2014.

Preterido nesse primeiro momento para assumir o Ministério da Integração Nacional, sendo substituído por uma indicação técnica, o parlamentar paraibano volta a entrar na bolsa de apostas para assumir a titularidade do posto, a partir do ano que vem, com a reforma ministerial.

Conforme entendimento do blogueiro, diante da nova conjuntura política, a cotação dos aliados de Dilma sobe e, para não perder quadros e apoios de peso, como é o senador Vital do Rêgo e o PMDB, a presidente vai cuidar de alçar os aliados à qualidade de ministros e assim reforçar seu exército para as eleições de 2014.

Além do PMDB, outros que devem ser contemplados, diante da aliança Marina/ Campos são os partidos de médio porte, como PP, PR, PSD e PDT, que também devem cobrar um preço maior pelo apoio.

VEJA A NOTA NA ÍNTEGRA

Planalto deve usar reforma ministerial para reforçar alianças

A presidente Dilma Rousseff está inclinada a usar a reforma ministerial da virada do ano para reforçar as alianças para as eleições de 2014. Há o reconhecimento no Palácio do Planalto de que, depois da aliança fechada entre Eduardo Campos e Marina Silva, o preço dos aliados deve subir. Isso porque partidos médios como PP, PR, PSD e PDT devem cobrar um preço maior pelo apoio. Há o reconhecimento no núcleo político palaciano de que o único aliado incondicional neste momento é o PMDB. E que, a partir de agora, todos os demais partidos tentarão tirar vantagem política do novo quadro sucessório.

Inicialmente, Dilma estava inclinada a só nomear secretários-executivos e técnicos para o lugar dos ministros que deixarão seus cargos a fim de disputar as eleições de 2014. A expectativa é que mais de dez ministros deixem seus cargos. Mas agora, com o novo cenário, tudo indica que estas pastas serão ocupadas por políticos, a começar pelo senador Vital do Rego (PMDB-PB) no Ministério da Integração Nacional.




Márcia Dias

PB Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário

é um prazer em ter seu comentário em nosso blog