Total de visualizações de página

Horario de Brasilia

PITIMBU NOTÍCIA

sábado, 21 de dezembro de 2013

Paraíba registra maior alta de empregos formais dos últimos quatro anos

Dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged)
A Síntese de Comportamento do Mercado de Trabalho Formal, divulgado na sexta-feira (20) pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), revelou que a Paraíba registrou no mês de novembro o melhor saldo de empregos formais dos últimos quatro anos, com a geração de 2.786 vagas, representando uma alta de 46% sobre igual período do ano passado (1.908). Os dados atestam ainda um crescimento de 0,72% em relação a outubro, ficando acima da média nacional que foi de 0,12%. Com este resultado, o Estado obteve melhor desempenho que Estados como São Paulo (-0,03) e Minas Gerais (-0,28).
O desempenho se deve à expansão do emprego em quase todos os setores, com destaques para o comércio (1.099), serviços (659) e construção civil (460). Ainda se apresentam como potencial empregador os setores da indústria de transformação (261) e da agropecuária (251) com desempenhos positivos.
No acumulado do ano, a Paraíba criou 15.478 vagas, uma alta de 4,0% sobre o estoque de empregos. O setor de serviços (8.400), que tem no call center a maior base de emprego este ano, vem acompanhado ainda dos segmentos de bares, restaurantes, hotéis/pousadas e de ensino (educação), concentrando o maior volume de postos gerados nos onze meses deste ano no Estado. Na sequência, estão ainda os setores do comércio (3.290), indústria de transformação (1.767) e construção civil (1.145).
João Pessoa (1.136), Campina Grande (218), Cabedelo (167), Santa Rita (141), Bayeux (93), Patos (87), Cajazeiras (54), Guarabira (48), Mamanguape (28) e Queimadas (15) ocupam as dez primeiras posições no ranking de empregos formais gerados na Paraíba.
Novos Call Centers - Com incentivos fiscais e locacionais proporcionados pelo Governo do Estado, como o deferimento do Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviços (ICMS), a Paraíba ganhou em quase três anos cinco unidades de Call Center, sendo duas da empresa AeC em João Pessoa (Mangabeira e José Américo) e uma em Campina Grande; uma da Contax, em João Pessoa; e uma da Orbitall, em Campina Grande, que estão gerando mais de 8 mil empregos diretos para os paraibanos. O investimento nestas unidades chega a R$ 96 milhões.
Turismo- Em 2013, mais de 1,6 milhão de turistas visitaram o Estado, o que representa um implemento no fluxo global de visitantes na casa dos 6,02%. Para janeiro de 2014, João Pessoa e as cidades litorâneas da Paraíba se preparam para receber cerca de 200 mil turistas.
Para atrair o turista para o Estado e, consequentemente, aumentar o número de empregos formais, a PBTur tem investido em divulgação do “Destino Paraíba” em anúncios de revistas com circulação nacional, painéis em aeroportos nacionais e internacionais, bem como a divulgação por meio de capacitações de agentes de viagens e operadores de turismo em todas as regiões do país, principalmente nos Estados do Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste.
Polo cimenteiro - Até 2015, cinco grandes empresas produtoras de cimento irão formar o Polo Cimenteiro Paraibano no Litoral Sul do Estado. Além da Elizabeth, que está se instalando em Alhandra, a Brennand Cimentos está também em construção na cidade de Pitimbu, a Cimpor está construindo sua segunda fábrica paraibana na cidade do Conde, o Grupo Votorantim avança também com seu projeto na cidade de Caaporã, cidade que terá a indústria Lafarge ampliada até o próximo ano.
A formação do Polo Cimenteiro paraibano já é uma realidade nas cidades do Litoral Sul. A região possui solo rico em calcário e está recebendo empreendimentos que têm, juntos, investimentos previstos de R$ 2,3 bilhões, gerando 6.600 novas oportunidades de trabalho.



Secom-PB com redação Paraíba Total

Nenhum comentário:

Postar um comentário

é um prazer em ter seu comentário em nosso blog