Total de visualizações de página

Horario de Brasilia

PITIMBU NOTÍCIA

sábado, 4 de janeiro de 2014

Padrinho político dá aumento para funcionalismo deixa RC em ‘saia justa’


Padrinho político dá aumento para funcionalismo deixa RC em ‘saia justa’
Uma medida adotada pelos socialistas no vizinho Estado de Pernambuco, aumentou o clima de expectativa por parte do funcionalismo público aqui na Paraíba, deixando o governador Ricardo Coutinho (PSB) e toda a sua equipe econômica numa verdadeira ‘saia justa’. Tudo por conta, da iminente exposição, de um assunto que é encarado com reservar pelo ‘mago: o percentual do reajuste para o funcionalismo público paraibano que deverá ser divulgado nos próximos dias.

Mesmo com o impasse envolvendo a votação da LOA (Lei Orçementária) na Assembleia Legislativa, Coutinho sabe que o assunto deverá ganhar ampla repercussão no meio político local e os movimentos no vizinho socialista pernambucano só aumentam as especulações.


Em sua primeira entrevista coletiva do ano, o governador Eduardo Campos (PSB), anunciou, nesta quinta (2), um reajuste de 8,32% no piso salarial dos 52 mil professores da rede estadual de ensino, a partir de janeiro. O sindicato da categoria contestou o percentual, classificando-o como um “golpe perverso e eleitoreiro” e avisou que os professores vão se mobilizar e reagir, pois o aumento deveria ser de 15%.


“Estou encaminhando projeto de lei à Assembleia Legislativa, que deverá apreciá-lo após o recesso, em fevereiro, quando os professores receberão também a diferença retroativa a janeiro”, explicou o governador, durante a entrevista, na sede provisória do governo, no Centro de Convenções, em Olinda. “O percentual tembase nas determinações do Ministério da Educação e em negociações com o sindicato da categoria.”



 Com o aumento, os profissionais de magistério terão o salário elevado de R$ 1.567,66 para R$ 1.698,09 e os de licenciatura plena passarão dos atuais R$ 1.646,04 para R$ 1.782,99, podendo chegar, ao final da carreira, a R$ 4,4 mil. Conforme Campos, haverá um impacto de R$ 144 milhões na folha salarial.


O LADO DA PARAÍBA: Em entrevista, o governador Ricardo Coutinho (PSB) assegurou que o funcionalismo público estadual terá reajuste salarial neste ano, mas ponderou que o valor deverá atender a situação financeira do estado. “O reajuste será feito de acordo com o tamanho da capacidade do estado e quem diz essa capacidade não sou eu, essa capacidade é pública,está no Tribunal de Contas do Estado, porque caso contrário, o estado fica ilegal e coloca o governo na ilegalidade e isso significa dizer que empréstimos ou financiamentos para hospitais, estradas não poderão ser feitos. Eu não posso fazer coisas que o estado não possa pagar. Eu dou o máximo que posso e isso está sendo estudado”, ponderou Ricardo Coutinho prevendo uma reação adversa dos professores quando anunciar o percentual de reajuste.


Mesmo com realidades diferentes, as expectativas dos professores pernambucanos e paraibanos é a mesma, afinal de contas, a gestão de Ricardo tem no Governo Eduardo Campos um modelo a ser seguido e que será abraçado nas próximas eleições visando a disputa presidencial. Ricardo terá nos próximos dias o primeiro desafio de 2014: buscar oferecer um percentual que não frustre o funcionalismo público, pois Epicuro bem pregava “O impossível reside nas mãos inertes daqueles que não tentam!”



Henrique Lima

PB Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário

é um prazer em ter seu comentário em nosso blog