Total de visualizações de página

Horario de Brasilia

PITIMBU NOTÍCIA

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Sudene libera incentivos fiscais para 15 empresas da Paraíba


João Paulo Cunha renuncia e livra-se de cassação
A renúncia do deputado João Paulo Cunha (PT-SP) foi lida na abertura da sessão da Câmara da tarde desta segunda-feira, 10, por Gonzaga Patriota (PSB-PE), 1º suplente da Mesa Diretora. A decisão será publicada no Diário Oficial nesta terça-feira, quando deve ser empossado o suplente, Gustavo Petta (PC do B-SP).

Pressionado pelo PT, João Paulo encaminhou a carta de renúncia na noite de sexta-feira passada, dia 7. "É com a consciência do dever cumprido e baseado nos preceitos da Constituição Federal e no Regimento Interno da Câmara dos Deputados que eu renuncio ao meu mandato de deputado federal", diz João Paulo. No lugar do petista assume o ex-presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE) e vereador em Campinas, Gustavo Petta (PC do B-SP), que teve seu nome ligado às irregularidades do Ministério do Esporte que culminaram com a saída do ministro Orlando Silva, cunhado de Petta, em 2011.

A renúncia de João Paulo ocorreu após ele ser visitado pelo líder do partido, Vicentinho (PT-SP), na quinta-feira passada, dia 6. Os dois conversaram sobre a possibilidade da renúncia. "O que posso declarar é que nós vamos e devemos respeitar a decisão que ele tomou e vamos apoiá-lo em todos os caminhos para provar a sua inocência", disse Vicentinho, após a apresentação da carta de renúncia. Ao longo da semana, integrantes da cúpula da Câmara e parlamentares petistas classificavam como impossível João Paulo manter o mandato em um julgamento em plenário com voto aberto em ano eleitoral.



Estadão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

é um prazer em ter seu comentário em nosso blog