Total de visualizações de página

Horario de Brasilia

PITIMBU NOTÍCIA

sexta-feira, 7 de março de 2014

Creas de Alhandra homenageia servidoras da Prefeitura pelo Dia Internacional da Mulher


As profissionais do Creas visitaram as sedes das instituições municipais distribuindo mensagens, doces, botons artesanais e folders explicativos do órgão O Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) de Alhandra realizou uma homenagem especial às mulheres que atuam na Prefeitura. Com o objetivo de celebrar o Dia Internacional da Mulher, comemorado neste sábado (08), as profissionais realizaram um mutirão de homenagens e visitaram as secretarias administrativas, os diversos órgãos, instituições e a sede da Prefeitura. Foram distribuídos mensagens de carinho, botons artesanais, doces e folders explicativos do trabalho do Creas no município.

Segundo a assistente social do órgão, Rivalda Rodrigues, a homenagem foi uma forma de levar carinho,atenção e lembrar uma data muito especial, que representa a conquista da mulher pelo seu espaço. “É uma homenagem singela, mas que teve um empenho de todos os profissionais do Creas para a confecção das lembrancinhas, nosso objetivo foi fazer com que as mulheres que trabalham na Prefeitura se sentissem especiais”, disse Rivalda.

Para a secretária de Ação Social, Nadjane Almeida, o Dia da Mulher é uma data que exalta as conquistas da mulher e afirma a posição social delas como pessoas independentes e guerreiras. “O dia 8 de março é lembrado como o dia da mulher trabalhadora e a coordenadoria do Creas está de parabéns por lembrar da data de uma forma tão singela, mas que demonstra todo o carinho às mulheres que atuam na Prefeitura”, ressaltou Nadjane. O Creas de Alhandra coordena e fortalece as articulações com as redes de assistência social e políticas públicas. Na sede do órgão são oferecidos os atendimentos nas áreas, sociais, psicológicas, pedagógicas e jurídicas. Coordenador pela Psicóloga, Roberta Fábia Gouveia Pontes, o órgão desenvolve um trabalho assistencial com crianças, adolescentes, idosos, pessoas com deficiência, mulheres e o público LGBT.

Sobre a data

No Dia 8 de março de 1857, operárias de uma fábrica de tecidos, situada na cidade norte americana de Nova Iorque, fizeram uma grande greve. Ocuparam a fábrica e começaram a reivindicar melhores condições de trabalho, tais como, redução na carga diária de trabalho para dez horas (as fábricas exigiam 16 horas de trabalho diário), equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até um terço do salário de um homem, para executar o mesmo tipo de trabalho) e tratamento digno no ambiente de trabalho. A manifestação foi reprimida com total violência. As mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas. Porém, somente no ano de 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o "Dia Internacional da Mulher", em homenagem as mulheres que morreram na fábrica em 1857. Mas, somente no ano de 1975, através de um decreto, a data foi oficializada pela ONU (Organização das Nações Unidas).




Redação com Assessoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário

é um prazer em ter seu comentário em nosso blog