Total de visualizações de página

Horario de Brasilia

PITIMBU NOTÍCIA

segunda-feira, 19 de maio de 2014

Governo da PB autoriza construção de Parque Industrial de Caaporã

O Governo do Estado assinou protocolo de intenção com as empresas Votorantim, Moais, LM-Came e Paulista Praia Hotel, que vão se instalar na Paraíba. Juntas, elas devem vão gerar 585 empregos diretos. Na solenidade, que aconteceu na manhã desta segunda-feira (19), no Palácio da Redenção, também foi assinada a ordem de serviço para a construção da primeira etapa do novo Parque Industrial de Caaporã. O local vai abrigar empresas de grande porte, aproveitando a vocação da região como polo cimenteiro, automotivo, do setor de vidro e químico.
Para o governador Ricardo Coutinho, a assinatura do protocolo de intenção com as quatro empresas e a ordem de serviço para construção do novo parque industrial de Caaporã incentiva a competitividade do Estado. “Com o parque, nós teremos uma competitividade bastante importante até mesmo com os setores que já estão instalados no vizinho Estado de Pernambuco. Além disso, nós estamos mostrando a força da Mata Sul neste momento. Além disso, estamos aqui apresentando mais quatro grandes empresas que serão instaladas e vão gerar emprego”, afirmou.
O secretário executivo da Indústria e do Comércio, Marcos Procópio, ressaltou a importância das novas indústrias para o desenvolvimento do Estado. “A Paraíba vive um momento muito virtuoso, como demonstram os números do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) e PIB. Segundo o Caged, por exemplo, de fevereiro de 2013 a março de 2014, a Paraíba ficou em primeiro lugar no Brasil em crescimento de empregos relativos. É importante que o emprego seja gerado dentro do nosso território”, destacou.
A presidente da Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep-PB), Tatiana Domiciano, destacou que o parque industrial terá capacidade para abrigar várias empresas de grande porte. “O Parque Industrial de Caaporã vai abrigar empresas de grande porte que vão atender a cadeia produtiva não só do polo cimenteiro, mas também do setor automotivo, vidro e química”, disse. “O investimento total é de R$ 40 milhões. Hoje assinamos a ordem de serviço da primeira etapa, que vai abranger em torno de R$ 6,7 milhões em investimentos. Serão ao todo 49 quadras, divididas em lotes, que darão para abrigar uma média de 50 grandes empresas”, explicou.
Tatiana Domiciano também aproveitou para ressaltar o aumento da capacidade de produção cimenteira com a chegada da Votorantim na Paraíba. “O grupo Votorantim conclui agora as quatro indústrias cimenteiras instaladas na Paraíba que, juntas, vão colocar o nosso Estado no patamar de segundo lugar em produção de cimento”, observou.
O diretor executivo Global de Energia, Sustentabilidade e Segurança da Votorantim Cimentos, Edvaldo Rabelo, ressaltou que a nova fábrica deverá começar a ser construída no próximo ano. “Acreditamos que teremos a licença de instalação ainda este ano. E a partir disso faremos a construção da fábrica em 24 meses”, previu. “A aplicação de incentivos fiscais pelo Governo do Estado, aliada ao crescimento do mercado no Nordeste, a boa infraestrutura da Paraíba e a presença dos recursos minerais fez com que a gente tomasse a decisão de fazer essa fábrica aqui, no município de Caaporã”, afirmou.
Durante a solenidade desta segunda-feira, o diretor presidente da empresa Moais, Edinson Munoz, falou em nome das quatro empresas parceiras. “Essa é a nossa primeira empresa no Nordeste. Agradecemos o apoio e o incentivo. Só temos que contribuir como crescimento desse Estado”, enfatizou.
Investimento – O investimento estimado da Votorantim na construção de uma fábrica no município de Caaporã, gerando cerca de 200 empregos diretos, será de R$ 700 milhões. Enquanto isso, a LM-Came vai atender a fábrica da Fiat, que está sendo construída em Goiana (PE), e também será construída no mesmo município. A empresa projeta, fabrica e instala desde simples dispositivos até completas linhas de solda e montagem para a indústria automobilística. O investimento é de R$ 5,5 milhões e a expectativa é que 80 empregos sejam criados.
O outro empreendimento que assinou o protocolo com o Governo do Estado foi o Paulista Praia Hotel, empresa do Grupo Pontes Hotéis e Resorts, que edificará um hotel também em Caaporã. O investimento é estimado em R$ 10 milhões e vai gerar 55 empregos diretos.
A quarta empresa a ser instalada é a Moais, que investirá R$ 3 milhões na construção de uma fábrica em João Pessoa e gerará 250 novos postos de trabalho. Ela é responsável pela fabricação de uniformes profissionais, acessórios militares, confecção de artigos de cama, mesa e banho, calçados, artigos esportivos, artigos de camping, artefatos e roupas de couro e equipamentos de proteção individual (EPI).

Secom-PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

é um prazer em ter seu comentário em nosso blog