Total de visualizações de página

Horario de Brasilia

PITIMBU NOTÍCIA

quinta-feira, 22 de maio de 2014

'O atual governo não olhou' para o Nordeste, diz Eduardo Campos


Pré-candidato do PSB voltou a criticar gestão da presidente Dilma Rousseff.
Ex-governador de PE visitou municípios da Paraíba nesta quarta (21).

Diogo Almeida  Do G1 PB
O pré-candidato do PSB à Presidência da República, Eduardo Campos, durante café da manhã em Campina Grande (PB) (Foto: Diogo Almeida/G1)Eduardo Campos tomou café da manhã nesta quarta-feria em uma padaria de Campina Grande ao lado de aliados políticos (Foto: Diogo Almeida / G1)
Ex-aliado da presidente Dilma Rousseff, o pré-candidato do PSB ao Palácio do Planalto, Eduardo Campos, afirmou nesta quarta-feira (21), durante visita à Paraíba, que, apesar de ter sido eleita com votos expressivos dos nordestinos, a petista "não olhou" para o Nordeste ao longo de sua gestão.
"O atual governo foi eleito sobretudo com votos dos nordestinos e ele [o governo] não olhou para nós”, disse Campos.
Segundo o ex-governador de Pernambuco, ele viajou para a Paraíba para "escutar a sociedade” e “colher informações” sobre as necessidades da população. Ele desembarcou no estado na manhã desta quarta e se dirigiu para o município de Campina Grande, a cerca de 110 quilômetros da capital.
Acompanhado por aliados políticos, ele tomou café da manhã em uma padaria no centro da cidade. Em seguida, Campos deu uma palestra sobre inovação tecnológica, competitividade e desenvolvimento regional na Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). Por volta do meio-dia, o presidenciável retornou para a capital paraibana para participar de outros compromissos eleitorais.
Em tom de campanha eleitoral, o pré-candidato do PSB à Presidência disse que a inclusão de Campina Grande em seu roteiro pelo estado foi uma maneira de “homenagear os paraibanos que construíram um polo formador de recursos humanos que será estratégico para a mudança no futuro do Nordeste”.
“Aqui [em Campina Grande] temos uma universidade que é uma das melhores nas áreas de tecnologia da informação e engenharia, e que ajudou no desenvolvimento da região”, discursou Campos.
Saques em Pernambuco
Criticado por eleitores por ter se ausentado de Pernambuco durante a onda de violência que tomou conta do estado na última semana durante a greve da Polícia Militar, Eduardo Campos comentou nesta quarta-feira que acompanhou "com preocupação” os saques ao comércio pernambucano. O ex-governador parabenizou a atuação do atual governo de Pernambuco, que, conforme ele, conseguiu superar a crise de segurança pública "em menos de 48 horas".
Campos também elogiou a atitude das pessoas que devolveram os objetos roubados durante os saques. Ele ressaltou principalmente a postura dos pais que devolveram eletrodomésticos e eletrônicos retirados das lojas. De acordo com ele, "as coisas voltaram ao normal” em Pernambuco.

Bolsa Família
Em João Pessoa, durante a tarde, Eduardo Campos afirmou que vem acontecendo uma campanha terrorista por parte de aliados da presidente Dilma Rousseff ao dizer que o bolsa família corre riscos. “Isso é uma afronta aos pobres que conquistaram esse direito. Não há governo que vá recuar dos ganhos efetivos do Bolsa Família”, disse. A declaração foi feita durante um almoço com prefeitos e lideranças políticas da Paraíba no Centro da capital.

“Nós vamos ampliar o Bolsa Família. Sabemos que existem pessoas que têm direito ao programa, mas que ainda não tiveram acesso a ele”, comentou o ex-governador de Pernambuco. Ele disse ainda que além do programa, a população tem que ter acesso a políticas públicas.

A ministra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Laurita Vaz determinou de forma liminar (decisão provisória) a suspensão do vídeo "Fantasmas do passado", veiculado em cadeia nacional de rádio e TV pelo PT na última semana, e que aborda a temática das conquistas sociais dos últimos anos. A decisão foi tomada na sexta-feira (16) e publicada nesta segunda (19).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

é um prazer em ter seu comentário em nosso blog