Total de visualizações de página

Horario de Brasilia

PITIMBU NOTÍCIA

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Servidores públicos são 35,5% da população ocupada da PB, diz IBGE

Número total de pessoas ocupadas na Paraíba em 2012 era de 683,8 mil.
Setor de atividades financeiras é o que melhor paga.

Do G1 PB

A administração pública continua sendo o maior empregador da Paraíba, de acordo com dados do Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) do IBGE divulgados na manhã desta quarta-feira (28). O levantamento, referente aos anos entre 2006 e 2012, dá conta de que 35,5% das pessoas ocupadas na Paraíba no último ano da série eram servidores públicos, uma população de 243,3 mil paraibanos. Segundo o IBGE, o número total de pessoas ocupadas na Paraíba em 2012 era de 683,8 mil.
O segundo setor que mais emprega na Paraíba é o comércio, que inclui serviços de reparação de veículos automotores e motocicletas, onde 18,4% dos trabalhadores paraibanos atua, somando 128 mil pessoas. As indútrias de transformação ocupam o terceiro lugar, empregando 83 mil paraibanos, o que equivale a 12% da força de trabalho no estado.
Em relação aos salários, o setor que melhor paga na Paraíba é o de atividades financeiras, seguros e serviços relacionados, onde o salário médio em 2012 era de 5,6 salários mínimos. Apesar desse destaque, o salário médio dessas empresas vem caindo desde 2006, quando equivalia a 6,8 salários. Na outra ponta, pagando apenas 1,2 salários mínimos a seus trabalhadores, está o setor de alojamento e alimentação. Serviços domésticos e organismos internacionais não foram avaliados. O maior volume de recursos destinados ao pagamentos de salários, no entanto, ainda é administração pública nos seis anos analisados: em 2012 foram R$ 5,1 bilhão pagos aos trabalhadores deste setor.
Apesar do grande número de empregados no setor público, o comércio é o tipo de negócio com maior número de ‘unidades locais’, com 30,3 mil empreendimentos em 2012 no estado, o que representa 48,8% do total. Em 2008, a relação chegou a ser de 51,9%. A pesquisa do IBGE destaca também o número de empresas com até 4 trabalhadores, somamndo 45,7 mil contra 140 que empregam mais 500 pessoas. Os melhores salários, no entanto, são oferecidos pelas unidades maiores, onde a média chega a 2,9 salários mínimos contra 1,3 nas menores.
A cidade com maior número de unidades empregadoras é João Pessoa, onde há 18,7 mil delas, seguida de Campina Grande, com 8,8 mil. Areia de Baraúnas tem apenas 7 unidades, de acordo com o IBGE, o município com menor número de espaços de trabalho identificados pela pesquisa. O número de pessoas ocupadas na capital também é o maior do estado, com 313,8 mil, enquanto em Campina são 102 mil. Apenas 103 pessoas foram registradas como ocupadas pelo IBGE emBelém do Brejo do Cruz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

é um prazer em ter seu comentário em nosso blog