Total de visualizações de página

Horario de Brasilia

PITIMBU NOTÍCIA

sábado, 14 de junho de 2014

Vené diz que é fácil identificar os problemas da PB e defende soluções para Saúde, Educação e Segurança


 O pré-candidato a Governador da Paraíba  nas Eleições 2014, Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) disse em entrevista que fazer um diagnóstico dos problemas da Paraíba é fácil. “Qualquer cidadão de bom senso pode identificar como está a segurança, como está a precariedade da saúde, como está a precariedade na educação. O importante não é fazer o diagnóstico, o importante é mostrar à Paraíba que nós podemos reverter esse quadro”. Ele disse que é fácil para o cidadão paraibano identificar estes problemas. “Quem quiser fazer uma rápida pesquisa basta acessar a internet que verá”. Ele citou algumas das promessas feitas pelo então candidato Ricardo Coutinho na campanha de 2010 para a Saúde, Educação e Segurança Pública e que, até hoje, não foram concretizadas. “Ricardo Coutinho prometeu uma maternidade a cada município paraibano, porque ele dizia de viva voz ser inconcebível e inaceitável que os filhos  das paraibanas tivessem que nascer em outras cidades. A maioria tem que se deslocar para Campina Grande, quando vindas do Curimataú, do Sertão ou do próprio Brejo, ou ir para João Pessoa. É inaceitável que isso continue. Eu como governador – dizia Ricardo Coutinho – irei erguer uma maternidade em cada cidade. Pergunte-se qual foi a maternidade erguida. Nenhuma”, disse Veneziano. Propostas - Após o diagnóstico do problema, Veneziano apontou algumas das propostas que irá levar aos paraibanos na campanha. “Precisamos estruturar a nossa rede hospitalar. É preciso que a nossa atual rede hospitalar, os hospitais regionais que já existem, possam trabalhar com as suas condições e com a sua capacidade de ofertar esses serviços”. Ele defendeu mais investimentos em Saúde para que, de forma permanente, os hospitais tenham condições de uso, além da ampliação da atual rede hospitalar da Paraíba. “É inconcebível que ainda hoje as pessoas tenham que penar, como nós sabemos daquelas que vem do sertão para Campina Grande, transportadas em ambulâncias, porque nos seus municípios, ou mesmo em municípios polos, não tem hospital regional; e quando tem, está sendo fechado”. Veneziano defendeu a abertura de novos hospitais, mas também a recomposição dos já existentes. “Nós não podemos, apenas, abrir novas (unidades hospitalares), mas colocar em uso aquelas existentes”, afirmou, aproveitando para citar algumas ações em Saúde desenvolvidas pelo seu governo, quando foi prefeito de Campina Grande: “nós saímos de trinta equipes do PSF e fomos para noventa”. Consórcios de Saúde - Ele defendeu a formalização de consórcios de Saúde entre Governo do Estado e municípios, para ampliar os serviços de Saúde. “Precisamos fazer consórcios. A presença do Governo do Estado é fundamental. Nada custa ao Governo investir, fomentar, acompanhar tecnicamente os projetos que possam ser elaborados em consórcio por municípios de cada região, com participação, com investimento”. Estes consórcios poderão, segundo Veneziano, disponibilizar à população a presença de profissionais médicos de forma permanente nos municípios, a partir da melhoria das condições salariais destes profissionais, estimulando-os a não buscar uma remuneração maior em outras cidades. “Se você tem quatro, cinco municípios próximos, você faria um consórcio e estabeleceria para cada município uma participação financeira, com a ajuda do Estado e faria um rodízio, conquanto que em todos os cinco dias da semana estivessem lá o profissional médico e os demais outros integrantes da Saúde para que fosse prestado esse serviço”.


Ascom / PB AGORA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

é um prazer em ter seu comentário em nosso blog