Total de visualizações de página

Horario de Brasilia

PITIMBU NOTÍCIA

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Promotor divulga nota contra Dom Aldo que criticou parte ”profana” da Festa das Neves

1407261497648-aldo-e-mendes
O promotor de Justiça Marinho Mendes Machado emitiu uma nota crítica a uma opinião divulgada esta semana pelo Arcebispo da Paraíba. Dom Aldo di Cillo Pagotto declarou-se contra a programação profana da Festa das Neves, padroeira da capital paraibana que hoje completa 429 anos. Em sua argumentação, o religioso citou que o trânsito se torna infernal e prejudica também as vendas do comércio nas ruas em que os parques e barracas são instalados. Já Marinho viu no posicionamento de Dom Aldo uma demonstração de intolerância à diversão popular e chegou a indagar se já não estaria na hora do arcebispo deixar a Paraíba.
Confira a íntegra do texto de Marinho Mendes:
DIGAM NÃO A DOM ALDO PAGOTO QUE QUER O FIM DA FESTA DAS NEVES
 
Hoje vinha dirigindo pelo Centro da Capital escutando um concorrido programa de rádio, quando fui surpreendido com a notícia de que o Ilustrado Dom Aldo de Cillo Pagotto almeja o fim da festa profana que ocorre no Centro da Capital em comemoração à sua santa padroeira, Nossa Senhora das Neves.
 
Dom Aldo não tolera nada que o povo possa desfrutar, meu sentimento foi de ojeriza à infeliz idéia, pois via pelos vidros do meu automóvel centenas de crianças sendo seguradas pelas mães em demanda aos folguedos, brinquedos e guloseimas da Festa das neves, uma tradição centenária que pode até sofrer alterações, mas nunca ser acabada, como que o representante maior da Igreja de Pedro na Paraíba.
 
Dom Aldo é contra os presos da Paraíba, ele expulsou da Pastoral Carcerária Padre Bosco e Guianny e em seus lugares, promoveu pessoas sem qualquer tradição e sem nenhuma credibilidade nesse difícil particular, apenas porque levaram fuxicos a Dom Aldo, isto é o que pude escutar, fuxicos que desacreditavam o grande trabalho da dupla Padre Bosco e Guianny, mas Dom Aldo visitou preso ilustre na Paraíba, rico, poderoso e político famoso. Dom Aldo tem por objetivo acabar com a atuação dos padres na política paraibana, não quaisquer padres, mas sacerdotes que se doam todos os dias pela causa dos pobres, que além do altar, merecem um púlpito para melhor defender os oprimidos, excluídos, que só possuem a Festa das Neves para se divertir, mas que Dom Aldo quer colocar fim.
 
Dom Aldo, essa festa é uma tradição de 429 anos, existem histórias escritas e contadas envolvendo cada um pessoense que aqui nasceu o que foi adotado e quem é o senhor para querer acabá-la? A resposta à sua infeliz idéia é não, o povo não tem amigos donos de barcos para passear final de semana, o povo não é amigo de poderosos, pelo contrario, é manipulado por eles, de forma que retirar o culto a uma festa centenária, onde Nossa Senhora das Neves é o grande mote, é muita perversidade. 
 
Siga Jesus, ele veio para romper as estruturas de poder e uma cultura de morte, inclusive, se oferecendo como último cordeiro, já que seu povo vivia aos olhos dos ricos sempre impuro e ele disse que tudo isto tava errado e nomeou Pedro como seu sucessor e todos os Bispos são sucessores de Pedro, é assim que nos ensina a doutrina católica, então por qual motivo o Senhor não segue a doutrina e a boa nova do filho de Deus e defende o direito desse povo a todos os bens, inclusive o direito ao lazer, uma vez que o Projeto de Deus é que todos nós sejamos iguais? 
 
Dom Marcelo e Dom José fizeram isto, passavam noites indormidas socorrendo as vítimas de jagunços do latifúndio, compareciam a distritos policiais onde um pobre estivesse sendo seviciado, iam em busca de comida para matar a fome dos pobres que nada tem e o senhor? O que tem feito? Alem de visitar poderosos e afastar pessoas defensoras dos sem nada das suas Pastorais.
 
Dom Aldo, é bíblico, existe hora para tudo, não teria chegado a sua hora de ir embora com seu catolicismo excludente, preconceituoso e liberal para outras plagas, pois aqui já estamos cheio das suas pregações para devotos endinheirados e poderosos, se dependesse de mim, lhe aconselharia a dizer que sim.

Parlamento PB/ Portal Litoral PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

é um prazer em ter seu comentário em nosso blog