Total de visualizações de página

Horario de Brasilia

PITIMBU NOTÍCIA

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Samu promove ações com a população para primeiros socorros em caso de parada cardíaca


Samu promove ações com a população para primeiros socorros em caso de parada cardíaca
 Ninguém consegue prever quando uma parada cardíaca irá acontecer. Ela pode surgir de forma súbita, independente da idade da pessoa, lugar ou momento. Estar preparado e saber como agir diante de uma situação como esta pode salvar a vida de uma pessoa.


Por isso, com intuito de orientar à população sobre os cuidados no atendimento de primeiros socorros, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) promove neste sábado (30), das 6h às 10h, no Busto de Tamandaré, ações de treinamento para o público em geral e simulações sobre os primeiros procedimentos em vítimas de parada cardiorrespiratória.


De acordo com o coordenador de enfermagem do Samu em João Pessoa, Yuri Loss, as ações têm como objetivo levar conhecimento à população. “Quanto mais pessoas souberem realizar a reanimação cardiopulmonar mais vidas serão salvas, é o que mostram as estatísticas”, enfatizou.


O evento acontece simultaneamente em 11 cidades em alusão ao Dia Nacional da Reanimação Cardiopulmonar, lembrado no dia 30 de agosto, e tem o propósito de levar conhecimento e metodologias de salvamento à população. Em João Pessoa, a ação é realizada pela Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Saúde (SMS) e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).


Médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem do Samu participarão das atividades com manequins próprios para treinamento. Também serão distribuídos panfletos informativos sobre manobras de suporte básico de vida e reanimação cardiopulmonar, para os casos de paradas cardíacas.


Casos - Só no primeiro semestre deste ano, o Samu registrou 268 atendimentos de parada cardiorrespiratória, sendo que 51% desses atendimentos foram em mulheres.


Segundo dados da Sociedade Brasileira de Atendimento Integrado ao Traumatizado (SBAIT), no Brasil 300 mil paradas cardiorrespiratórias ocorrem todo ano. A maioria das vítimas morre antes mesmo de chegar ao hospital.


Parada Cardíaca – A parada cardiorrespiratória, popularmente conhecida como parada cardíaca, ocorre quando o bombeamento de sangue pelo coração é interrompido. Dessa forma, o fluxo de sangue para os órgãos cessa de forma súbita e completa. Sem fluxo de sangue para o cérebro e pulmões, a pessoa perde a consciência e não consegue respirar, o que pode levar o indivíduo a óbito em minutos, caso os primeiros socorros não sejam realizados.


A população adulta é a mais acometida, tendo como causa principal da parada cardíaca as doenças cardiovasculares, com destaque para o infarto agudo do miocárdio, muito conhecido como ataque cardíaco. A parada também ocorre em crianças e bebês. Nessa faixa etária, engasgo, envenenamento e afogamento são suas principais causas.


Atendimento de urgência – Em 3 de fevereiro de 2014, a Prefeitura de João Pessoa sancionou a lei ordinária 12.796/14, que obriga alguns lugares de grande fluxo de pessoas a possuírem desfibrilador cardíaco portátil e profissionais treinados em reanimação cardiopulmonar. Enquadram-se nesse perfil os centros comerciais, centros de convenções, supermercados, shoppings e casas noturnas de espetáculos que comportem, no mínimo, mil pessoas simultaneamente, e as associações esportivas, clubes e academias de ginástica, recreação e práticas esportivas, independentemente do número de sócios, clientes e/ou atletas amadores e profissionais em qualquer modalidade.


O desfibrilador cardíaco portátil é um equipamento que tem a função de reanimar os batimentos cardíacos e pode manter a vida do socorrido até que ele seja removido para um hospital.


Equipes – Atualmente, o Samu de João Pessoa conta com 352 profissionais, entre médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem, condutores socorristas, farmacêuticos, técnicos auxiliares em regulação médica, supervisores, assistentes administrativos, recepcionistas, mecânicos e técnico em eletroeletrônica.


O serviço disponibiliza 7 motolâncias e 17 ambulâncias, sendo cinco de Unidade de Suporte Avançado de Vida, 11 Unidade de Suporte Básico de Vida e uma ambulância de resgate da Polícia Rodoviária Federal, conveniada entre o Ministério da Saúde e o Ministério da Justiça.


As unidades de suporte avançado são tripuladas por uma equipe composta por um médico, um enfermeiro e um condutor socorrista. Já a unidades de suporte básico contam com um condutor socorrista, um enfermeiro e um técnico de enfermagem.


A motolância é pilotada por um enfermeiro ou por um técnico de enfermagem e tem a possibilidade de chegar mais rápido aos atendimentos de urgência, em localidades de trânsito intenso ou em territórios de difícil acesso para as ambulâncias.


O Samu 192 é um serviço de saúde que trabalha 24 horas por dia atendendo a população no socorro e encaminhamento às unidades hospitalares de João Pessoa.

Redação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

é um prazer em ter seu comentário em nosso blog