Total de visualizações de página

Horario de Brasilia

PITIMBU NOTÍCIA

sábado, 20 de setembro de 2014

Alunos da Escola João Vinagre protestam e dizem que exoneração de Direção foi arrumadinho político



Como haviam prometido os alunos da Escola Estadual João da Cunha Vinagre, fizeram um protesto na frente da escola, na manhã desta sexta-feira 19/09/14. A causa foi a insatisfação dos alunos com a exoneração da direção da escola. O que chamou a atenção dos alunos, é que tudo aconteceu de forma repentina e após um acordo político entre o PT e o governador Ricardo Coutinho, um mês após o padre Severino declarar apoio a sua reeleição.
Os alunos protestaram e afirmaram que continuarão com a luta, até serem escutados pela administração estadual. Eles estão com uma programação para a próxima segunda-feira 22, afirmando voltarem com um quantitativo maior de militantes na parte da manhã e, na parte da tarde, pretendem visitar a Câmara municipal de Conde, para mostrarem suas indignações ao poder legislativo, mesmo sabendo que o ato da exoneração da direção da escola, não seja da alçada do poder legislativo mirim.
“Nós estamos aqui reivindicando por causa da exoneração dos nossos diretores da escola, que sem motivos nenhum, junto a política, com acordozinho, com arrumadinho, e arrumadinho de pessoas aqui de dentro da cidade, fizeram isso com agente. Eu estou aqui pra dar o recado que agente não tem o poder de botar ela aqui dentro de novo, mas tenho o poder de reivindicar, e é isso que agente vai fazer até se resolver” Destacou Carla Santos, aluna da escola.
A atitude do padre Severino em nomear a filha do presidente do PT para assumir um cargo assim tão rápido, não esperou nem chegar janeiro para que isso acontecesse, demonstrou a falta de habilidade política, causando um constrangimento para os alunos da escola, que não aceitaram o fato de terem seus diretores exonerados na reta final do ano letivo. O padre Severino estar para a política, assim como Hitler estar para a paz, um verdadeiro paradoxo, tanto quanto contraditório. Ele entende tanto de politica, quanto uma tartaruga de corrida de formula 1, o que só poderia dar no que deu... Em uma grande trapalhada. Como o padre não esperou que chegasse janeiro para a nomeação de filha do presidente do PT, o povo entende que ele não confia na reeleição do candidato que ele apoia para governo do estado, nomeando-a tão rápido, querendo assim, garantir ao menos, três meses de salário para sua correligionária.
Vejamos um exemplo de religioso na política que demonstrou grandiosa falta de habilidade, o bispo que foi presidente do Paraguai, Fernando Lugo, que era conhecido como o “Bispo dos Pobres”, até renunciar à batina em 2006 para entrar na política.
Ao optar pela política, Lugo foi suspenso pela igreja católica e em Abril de 2008, foi eleito, vencendo por dez pontos percentuais o pleito no qual concorreu. A glória do bispo político não iria tão longe, pois além de sua luz resplandecente para a atividade religiosa, ao seu lado, também caminhava a falta de habilidade política, o que lhe resultou numa cassação, através de um impeachment, julgamento-relâmpago que surpreendeu todo o continente. O julgamento político teve início após a Câmara dos Deputados ter aprovado a abertura do processo de impeachment na véspera, acusando Lugo de "mau desempenho" de suas funções, o que provavelmente, mostra que ele não tinha apoio político e a falta de habilidade para dialogar com as demais categorias, tanto quanto as classes políticas. Lugo foi cassado no dia 22 de Junho de 2012.
Escândalo Lugo:
Lugo tivera três filhos enquanto ainda era sacerdote, o que gerou novo escândalo político.
Sufoco político em Conde: Então, na primeira investida do padre na política condense, acontece um contratempo desses, porque ele não tem habilidade na política, promovendo o bem estar a quem lhe cerca de maneira impensável, imagine ele como gestor.  Um padre estuda para exercer um cargo sacerdotal na igreja, a política, fica para os políticos.
A aluna que nos concedeu uma entrevista durante os protestos, determinou este fato de arrumadinho político (Acordo político com fins eleitorais), o que levou os alunos do colégio João Vinagre a repudiarem essa atitude administrativa do governo.
A escola estadual Ilza Ribeiro também teve sua direção totalmente mudada, o que prejudicou a saída da escola no desfile cívico de Conde, mas essa parte nós postaremos depois.
             

Da redação por Arimatéia Sousa/Portal Conde News. 


Veja fotos da movimentação abaixo:










Portal Conde News 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

é um prazer em ter seu comentário em nosso blog