Total de visualizações de página

Horario de Brasilia

PITIMBU NOTÍCIA

terça-feira, 23 de setembro de 2014

Deputado sai em defesa de RC após acusação do PSOL e questiona doação “astronômica” em prol de Cássio


Deputado sai em defesa de RC após acusação do PSOL e questiona doação “astronômica” em prol de Cássio

O deputado estadual Tião Gomes (PSL) saiu em defesa do governador Ricardo Coutinho nesta terça-feira (23) e rebateu as denúncias feitas por setores do PSOL de que o chefe do executivo estaria prestigiando, com isenção fiscal, empresas doadoras de sua campanha.


De acordo com o parlamentar, a doação para campanhas eleitorais é um ato legal. Para sustentar tal tese, Gomes citou, como exemplo, uma quantia de mais de R$ 2 milhões doada pela Alpargatas para a campanha do senador Cássio Cunha Lima (PSDB).

“Olha quanto a Alpargatas doou para a campanha de Cássio e isso não quer dizer que ele isentou essas empresas de impostos, da mesma maneira que Cássio recebe doações o governador Ricardo Coutinho também recebe, isso é absolutamente normal, todos os partidos recebem doações”, lembrou.

O deputado lembrou ainda a maneira como o governador administra, “com mãos de ferro”.

“Ricardo não isentou nada de ninguém, até porque Ricardo não dá pau a um cego, vocês sabem quem é Ricardo, ele não negocia com ninguém, ele não dá emprego a ninguém, ele é muito correto”, falou.

Gomes aproveitou para questionar o porquê de a Alpargatas ter dado aviso prévio para mais de 400 funcionários e, ao mesmo tempo, realizar uma doação astronômica para a campanha do candidato tucano.

“O que eu achei estranho é a Alpagartas colocar 400 funcionários de aviso prévio”, questionou

ENTENDA

Tárcio Teixeira e Nelson Júnior, candidatos ao governo e ao senado da Paraíba pelo Psol, denunciaram na última semana um esquema de doação de campanha para o governador e candidato à reeleição Ricardo Coutinho (PSB).

A dupla alega que existe um esquema de doação de campanha coincidindo com datas posteriores de aplicação de isenção fiscal por 15 anos à empresa doadora, além de constatação, na segunda prestação parcial de contas ao TRE-PB, a participação financeira da empresa responsável pela construção do Centro de Convenções.

De acordo com os dois candidatos, a empresa Elizabeth Porcelanato Ltda doou R$ 500.000,00 no dia 15 agosto do ano em curso, conforme segunda prestação de conta parcial na Justiça Eleitoral, ao tempo em que outras duas firmas do Grupo, Elizabeth Cimnentos Ltda e Elizabeth Mineração Ltda são favorecidas com renúncia fiscal publicada no Diário Oficial do Estado em 6 de setembro de 2014, mesma data em que a Intercement - antiga Cimpor aparece também beneficiada pelo FAIN sendo ela doadora de R$ 200.000,00.


Os candidatos fomalizaram junto ao Ministério Público um pedido de investigação, já que entendem se tratar de negociação casada entre doação de campanha privada e concessão de benefício público fiscal.  



PB Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário

é um prazer em ter seu comentário em nosso blog