Total de visualizações de página

Horario de Brasilia

PITIMBU NOTÍCIA

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Tragédia em Alagoas tira a vida de 3 filhos de delegado que atua em Campina Grande


Tragédia em Alagoas tira a vida de 3 filhos de delegado que atua em Campina Grande
 Três irmãos foram encontrados mortos na noite desta terça-feira (16) dentro de um dos apartamentos do edifício Andreia, localizado na rua Cícero Virgínio Torres, no bairro do Pinheiro, em Maceió. Os corpos de Amanda Vasconcelos, 23, Maria Clara Vasconcelos, 19, e Felipe Vasconcelos, 20, que foram achados pela mãe, apresentam sinais de perfurações de faca.

As vítimas eram filhas do delegado Kelsen Vasconcelos, coordenador da 2ª Região Integrada de Segurança Pública de Campina Grande-PB.

Segundo informações do delegado de Homicídios da Polícia Civil, Ronilson Medeiros, a cena do crime expõe que Felipe Vasconcelos sofreu um surto psicótico e assassinou as duas irmãs na noite da segunda-feira (15).

"A mãe deles, que é técnica de enfermagem, estava de plantão e só chegou em casa no final da tarde hoje (ontem). Foi ela quem encontrou os corpos com o apartamento lavado de sangue", disse o delegado ao relatar que a mãe dos jovens contou que eles possuíam uma boa relação pessoal, mas que Felipe Vasconcelos tinha personalidade bipolar e que passou por tratamento até os 18 anos.

No levantamento do local do crime, feito pelos peritos do Instituto de Criminalística, foi evidenciado o passo a passo da tragédia. "Tudo indica que quando surtou, ele estava no computador em um dos quartos. Ele pegou a faca, foi até o outro quarto onde estava dormindo a irmã Maria Clara, a imobilizou e deferiu os golpes de faca. Em seguida, ele atacou a Amanda, que estava na sala com o laptop. Na luta corporal, ela ainda o atingiu, mas não conseguiu se livrar", relatou o delegado ao completar que na sequência "Felipe Vasconcelos deferiu golpes de faca no próprio pescoço e ainda escreveu no chão, com sangue, a palavra socorro", contou.

Vizinhos dos irmãos disseram aos investigadores da Polícia Civil que ouviram barulhos após as 23 horas da segunda-feira (15), e que a confusão durou cerca de cinco minutos, mas que não desconfiaram do que poderia estar acontecendo no apartamento do primeiro andar do edíficio Andreia.

"Após todo levantamento realizado aqui vamos abrir um inquérito para investigar com mais precisão como tudo aconteceu e encaminhar para o delegado responsável pela área", disse o delegado Ronilson Medeiros.

Os corpos dos irmãos foram retirados pela equipe do Instituto Médico Legal (IML) diante da comoção de vizinhos, amigos e familiares, que se concentraram na frente do edifício. Além da equipe da Polícia Civil e do Instituto de Criminalística, viaturas da Polícia Militar estiveram no local para ajudar no isolamento da rua, que ficou interditada por algumas horas até a retirada dos corpos das vítimas.

 G1/Alagoas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

é um prazer em ter seu comentário em nosso blog