Total de visualizações de página

Horario de Brasilia

PITIMBU NOTÍCIA

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

TRE-PB libera e IBOPE deve divulgar pesquisa para o Governo da PB


TRE-PB libera e IBOPE deve divulgar pesquisa para o Governo da PB
 Em meio a um clima de expectativa e ansiedade por parte dos candidatos que disputam o governo da Paraíba a TV Cabo Branco deverá divulgar na noite desta segunda-feira, 01, a primeira pesquisa sobre a corrida eleitoral para presidente da República, governo da Paraíba e senatoria realizada pelo Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope).


É que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB) indeferiu o pedido de suspensão da pesquisa Ibope. Os números deveriam ter sido divulgado na última sexta-feira (29). Segundo informações, foi protocolado no Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) uma solicitação de suspensão da pesquisa alegando irregularidades na consulta, mas o pedido foi indeferido.


O nível de confiança estimado é de 95% e a margem de erro máxima estimada considerando um modelo de amostragem aleatório simples, é de 3 (três) pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra. Na pesquisa, os entrevistados optaram entre os candidatos Antônio Radical, Cassio Cunha Lima, Major Fábio, Ricardo Coutinho, Tárcio e Vital.

Suspensas - Com suspeitas de fraudes desde as eleições de 2010, seis pesquisas eleitorais de intenções de voto já foram suspensas desde o início da campanha eleitoral desde ano na Paraíba, rendendo multas para institutos e veículos de comunicação que já somam R$ 266.025,00. No entendimento do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), as consultas 0007/2014, 0010/2014, 0012/2014, 0013/2014, 0016/2014, 0018/2014, entre outras falhas, apresentaram problemas de metodologia na apuração dos dados.

Contratadas aos institutos Souza Lopes e IPESPE pelos prin cipais veículos de comunicação do Estado, as consultas que foram divulgadas até agora sobre a disputa pelo governo da Paraíba têm sofrido questionamentos de todos os lados. Representante de uma candidato a deputado estadual pelo Partido da Pátria Livre (PPL), o advogado Francisco Pereira foi autor das ações que resultaram na suspensão das seis pesquisas com suspeita de fraude.

Redação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

é um prazer em ter seu comentário em nosso blog