Total de visualizações de página

Horario de Brasilia

PITIMBU NOTÍCIA

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Enem terá 17 mil detectores de metal para evitar fraude e 'selfies' nas provas

Candidato poderá ser abordado para a revista a qualquer momento.
Enem terá custo de R$ 52 por aluno, segundo o MEC.

Mateus RodriguesDo G1 DF
  •  
Guia do Enem 2014 (Foto: Editoria de Arte/G1)









O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) terá mais de 17 mil detectores de metal espalhados pelos locais de prova de todo o país para tentar combater qualquer tentativa de fraude nas provas deste sábado (8) e domingo (9). "Vamos usar muito rigor", disse o ministro da Educação Henrique Paim em entrevista coletiva concedida nesta sexta-feira (7) em Brasília. Ele disse ainda que o custo do Enem por aluno será de R$ 52. Mais de 8,7 milhões de candidatos estão inscritos.
Segundo Paim, milhares de pessoas foram treinadas para usar o equipamento móvel, no estilo raquete" e o candidato do Enem pode ser abordado a qualquer momento. "Temos estratégias de segurança que não podem ser apresentadas previamente", disse Paim. "Fiscal tem poder de abordar as pessoas caso verifique algum tipo de problema."
As provas serão aplicadas em 1.752 municípios. Serão 17.367 locais e um total de 242.948 salas.  Entre os locais que receberão o Enem pela primeira vez estão quatro municípios isolados do Acre: Marechal Thaumaturgo, Jordão, Porto Walter e Santa Rosa do Purus.
A estratégia de vistoria é mantida em sigilo. “A revista poderá ser feita a qualquer momento da prova. Os fiscais, chefes de sala e outros colaboradores estão orientados, e podem solicitar a ajuda dos equipamentos”, explicou o ministro da Educação, Henrique Paim. A organização não deixou claro se a revista obrigatória será feita na chegada ao local de prova ou na entrada da sala, para evitar a elaboração de fraudes.
QUIZ: Saiba o que pode e não pode na prova

Rigor reforçado
Segundo o MEC, 47 candidatos foram eliminados no Enem do ano passado por uso de eletrônicos. Neste ano, a promessa é de rigor reforçado para evitar as selfies e qualquer troca de informações durante o exame.
O MEC também deve monitorar as redes sociais. "Fazemos um monitoramento contínuo", diz o presidente do Inep, Francisco Soares. O uso de telefone celular nas salas de prova é proibido segundo o edital do Enem. O candidato deve deixar o telefone em envelope transparente e lacrado que deve ficar embaixo da carteira. Nos últimos dois anos, vários candidatos foram eliminados por terem feito fotos dos cartões de resposta das provas e postado nas redes sociais.
“O celular terá que estar guardado em um porta-objetos. Se o aluno acessar algum eletrônico para qualquer uso, será automaticamente excluído. Equipes farão esse monitoramento dentro e fora das salas”, reforçou Soares.
O uso e a posse de eletrônicos fora do porta-objetos que será oferecido na porta da sala é um dos critérios de eliminação. O estudante também não pode utilizar durante a prova óculos escuros, artigos de chapelaria (boné, chapéu, viseira, gorro e similares), materiais vetados como lápis, borracha, lapiseira, caneta não transparente. A lista completa está no edital do exame.
Enem tem 8.721.946 candidatos inscritos sendo:
- 9.258 gestantes
- 13.870 lactantes
- 1.306 idosos
- 17 alunos de classe hospitalar
- 69.392 sabatistas
- 95 que vão usar nome social
Enem custa R$ 52 por aluno
O ministro da Educação disse que o Enem terá um custo de R$ 52 por aluno. "É o valor do ano passado corrigido pela inflação", afirmou. O MEC espera que o índice de candidatos que se inscreveram mas não aparecem para fazer a prova seja menor do que no ano passado. Em 2013, mais de 2 milhões de inscritos faltaram às provas, dando um índice de abstenção recorde de 29%. "Enviamos e-mails para quem não fez a prova do ano passado e se inscreveu novamente este ano para reforçar a necessidade de fazer o exame", disse Paim. "Vamos ver depois o resultado desta ação".
Não existe nenhuma punição por lei a quem faltar ao Enem.
Paim disse ainda que o gabarito oficial do Enem vai sair até quarta-feira (12) e a previsão do MEC é que a nota final de cada candidato saia no início de janeiro de 2015.
Atendimento especializado
Os atendimentos específicos solicitados em 2014 chegam a 93,8 mil. Entre eles, cerca de 9,2 mil gestantes, 13,8 mil mães em fase de lactação, 1,3 mil idosos, 17 hospitalizados e 69, 3 mil sabatistas -- pessoas que guardam o sábado por preceito religioso.
Os sabatistas chegarão ao local de prova no mesmo horário dos demais candidatos (13h, pelo horário de Brasília), mas ficarão em confinamento para começar a prova após o por do sol. Segundo Soares, em 2013 muitos alunos se inscreveram como sabatistas (religiosos que guardam o dia de sábado por preceito) sem necessidade. No formulário de inscrição de 2014, a confirmação da escolha foi reforçada e o termo foi descrito mais claramente.
Outros 57,8 mil candidatos solicitaram atendimento especializado, por condições de saúde como autismo, cegueira, surdez, déficit de atenção ou dislexia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

é um prazer em ter seu comentário em nosso blog