Total de visualizações de página

Horario de Brasilia

PITIMBU NOTÍCIA

domingo, 30 de novembro de 2014

Papa Francisco encerra neste domingo viagem à Turquia

O Papa Francisco encerra neste domingo (30) sua viagem à Turquia com um programa de caráter ecumênico e de aproximação com outras religiões em um país onde a presença do cristianismo é quase inapreciável.
No dia seguinte de sua oração na Mesquita Azul, o pontífice se encontrou em Istambul com o Grande Rabino da Turquia, Isak Haleva.
Papa Francisco com o patriarca ecumênico Bartolomeu I (Foto: Umit Bektas/Reuters)Papa Francisco com o patriarca ecumênico Bartolomeu I (Foto: Umit Bektas/Reuters)
A reunião aconteceu às 9h (5h de Brasília) na cidade do Bósforo, onde o Papa pernoitou.
Depois, Francisco se reuniu com o máximo representante dos ortodoxos, o patriarca ecumênico Bartolomeu I, com quem no sábado concordou na vontade de caminhar rumo à unidade com os católicos e superar a cisma que os separou no ano de 1054.
Na sede do patriarcado, a Catedral de São Jorge, o Papa participou com Bartolomeu I da cerimônia da "divina liturgia".
O último dia do Papa neste país quase absolutamente muçulmano (mais de 99% da população) concluirá com uma saudação aos alunos do Oratório Salesiano no jardim da representação pontifícia. O papa deve depois deixar Istambul às 17h (13h em Brasília).
Papa Francisco com o patriarca ecumênico Bartolomeu I  (Foto: Reuters)Papa Francisco com o patriarca ecumênico Bartolomeu I (Foto: Reuters)
Viagem delicada
O Papa iniciou esta viagem de três dias à Turquia na sexta-feira para defender o diálogo entre as religiões e a paz no Oriente Médio, em um país que abriga dois milhões de refugiados, incluindo muitos cristãos do Iraque e da Síria.
A viagem começou por Ancara e passou pelo Museu de Santa Sofia e pela Mesquita Azul, lugares emblemáticos para os muçulmanos, como fez em 2006 Bento XVI, em um momento muito mais tenso por suas polêmicas declarações sobre a relação entre violência e islã que geraram uma onda de protestos.
A viagem chegou a ser considerada delicada, já que a Turquia, com 76 milhões de habitantes, tem 99% da população muçulmana e passa por um momento de tensão pelos conflitos no Iraque e na Síria, o que motivou confrontos internos entre curdos e turcos.
(*com informações da Efe)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

é um prazer em ter seu comentário em nosso blog