Total de visualizações de página

Horario de Brasilia

PITIMBU NOTÍCIA

quinta-feira, 26 de março de 2015

Secretaria de Saúde da PB retoma mutirões de cirurgias de catarata no interior do Estado


O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, retomou neste mês os mutirões de cirurgias de catarata. Até agora, foram realizadas 324 cirurgias, sendo 88 no Hospital Geral de Taperoá e 236 no Hospital Regional de Patos, beneficiando pessoas de 18 municípios. De acordo com a subgerente de Planejamento e Orçamento da Secretaria de Estado da Saúde, Selda Gomes, aproximadamente 4.000 cirurgias serão realizadas entre março e julho deste ano na rede estadual.


Nos últimos dois anos foram realizadas 4.189 cirurgias, sendo 2.695 em 2013 e 1.494 em 2014. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, as 88 cirurgias realizadas no Hospital Geral de Taperoá beneficiaram pessoas dos municípios de Assunção, Junco do Seridó, Juazeirinho, São José dos Cordeiros, Santo André e Taperoá. Já as 236 cirurgias realizadas no Hospital Regional de Patos atenderam pessoas dos municípios de Patos, Princesa Isabel, Passagem, Cacimba de Areia, Emas, Junco do Seridó, São Mamede, Mãe dÁgua, São José de Espinharas, Condado, Malta e Vista Serrana.


Em novembro de 2013, o Governo do Estado recebeu do Governo Federal R$ 7 milhões para a realização das cirurgias. “Executamos desse recurso R$ 4 milhões e meio até junho de 2014. Hoje temos disponíveis aproximadamente R$ 3 milhões. Com esse dinheiro, o Governo Estadual está dando continuidade ao processo de cirurgias de catarata”, disse Selda Gomes.


Desde o início dos mutirões, já foram beneficiados com as cirurgias vários municípios que têm capacidade instalada para a realização dos procedimentos, como Araruna, Bananeiras, Bayeux, Caaporã, Cabedelo, Campina Grande, Conceição, Dona Inês, João Pessoa, Massaranduba, Pedras de Fogo, Princesa Isabel Santa Rita, São Bento, Sapé, Serra Branca, Sumé, Cajazeiras, Sousa, Patos, Guarabira, Solânea, Piancó, Monteiro, Itabaiana, Itapororoca, Catolé do Rocha, Picuí e Pombal.


Selda lembrou que a realização dos mutirões integra a Política Nacional de Procedimentos Cirúrgicos Eletivos de Média Complexidade, do Ministério da Saúde. A iniciativa faz parte de uma ação nacional como forma de ampliar o acesso dos pacientes que aguardam por procedimentos cirúrgicos eletivos de média complexidade. Essa estratégia busca a melhoria da qualidade do atendimento e a redução do tempo de espera.


Ela ressaltou que as cirurgias são voltadas para os idosos e que vários pacientes estavam há mais de cinco anos a espera de uma cirurgia de catarata . “Esse procedimento não é de baixo custo e por isso gera grandes filas”, afirmou. O idoso que sentir a necessidade da cirurgia deve procurar a Secretaria de Saúde do seu município. “É importante lembrar que esse projeto busca melhorar a qualidade de vida dos idosos. Quando o paciente opera, ele volta a ter acuidade visual, ou seja, a capacidade de perceber a forma e o contorno dos objetos. O paciente volta a enxergar de novo, o que, consequentemente, melhora muito sua vida”, explicou.


Sobre a doença – A catarata é uma doença dos olhos que consiste na opacidade parcial ou total do cristalino e que começa a aparecer geralmente a partir dos 55 anos de idade. O cristalino é a lente que temos dentro do olho. Quando ela fica opaca, causa diminuição da visão e não melhora, mesmo com o uso de óculos. O tratamento da catarata, quando a visão não melhora de modo satisfatório com a correção dos óculos, é sempre cirúrgico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

é um prazer em ter seu comentário em nosso blog