Total de visualizações de página

Horario de Brasilia

PITIMBU NOTÍCIA

sexta-feira, 8 de maio de 2015

Transposição deve resolver de vez problema de falta de água na PB


Transposição deve resolver de vez problema de falta de água na PB
 A crise no sistema de abastecimento de Campina Grande, está preocupando a bancada federal constituída no Congresso Nacional. O deputado federal Rômulo Gouveia (PSD) esteve reunido o presidente da ANA, juntamente com João Fernandes e o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), para discutir sobre soluções e ações que podem ser implantadas para combater a crise hídrica pela qual o Estado está passando.

Em entrevista a Rádio Caturité AM, Rômulo afirmou que o próprio presidente da ANA alega que a transposição do Rio São Francisco é a única saída para a seca na Paraíba.


Ele também disse que ficou garantido que vão ser estabelecidas ordens para que haja segurança ao redor dos principais mananciais. – É um quadro preocupante e é aquilo que poucos conhecem. Foi estabelecida uma parceria que vai trazer cada vez mais o monitoramento e o acompanhamento, para que seja preservada a água para o consumo humano. Temos que trabalhar com a vertente de buscar agilizar as obras da transposição. Eu não vejo outro caminho – ressaltou.


Presidente da Comissão de Acompanhamento das obras do Rio São Francisco, o senador Raimundo Lira (PMDB-PB), também defende a transposição como solução definitiva para a seca no Nordeste, e a falta de água na Paraíba.

Em recente pronunciamento, Raimundo Lira ressaltou a importância da atuação do Senado na fase final das obras, exercendo sua atribuição de fiscalização.

O senador citou números do empreendimento, que classificou como “monumental”: 622 km de obra linear, com construção de quatro túneis, 14 aquedutos, 9 estações de bombeamento e 27 reservatórios, ao custo de R$ 8,2 bilhões. Lembrou ainda que a transposição deve garantir a segurança hídrica de 12 milhões de pessoas, em 390 municípios do agreste e do sertão em Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte.

- A transposição do Rio são Francisco é o maior programa de segurança hídrica da Região Nordeste. A vida do nordestino nunca mais será a mesma depois que as águas captadas do Rio são Francisco estiverem escoando pelos canais construídos. Daí o justificado entusiasmo de todos os que lutam para que essa obra monumental seja concluída.

O senador lembrou a importância da obra para o semiárido nordestino, pois vai levar água para consumo humano e animal e para ações que vão alavancar o desenvolvimento sócio econômico do Nordeste beneficiando diretamente 390 municípios. Quando estiver pronta, a transposição vai beneficiar mais de 12 milhões de nordestinos espalhados pelos estados da Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará e Pernambuco.

Redação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

é um prazer em ter seu comentário em nosso blog