Total de visualizações de página

Horario de Brasilia

PITIMBU NOTÍCIA

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Em gravação, Pâmela diz que conversa com Cássio e tem RC, pai de seu filho, como inimig


Em gravação, Pâmela diz que conversa com Cássio e tem RC, pai de seu filho, como inimigo
“Para eu não me dar mal eu não vou ter que quebrar apenas as pernas de Ricardo”. Esse é um dos trechos de uma gravação em que a ex-primeira dama do Estado, Pâmela Bório, classifica o ex-marido, o governador Ricardo Coutinho (PSB), pai de seu filho, como “um inimigo”.

A gravação foi veiculada pelo portal Click PB, na tarde desta quarta-feira (12) e traz mais um capítulo da briga entre o casal.

Os áudios, que trasmitem conversas por telefone e com terceiros, pessoalmente, revelam que a ex-primeira dama manteve contato com o ex-senador Cássio Cunha Lima (PSDB), a quem teria pedido orientações.

"Se lembra que Roseana deu um bloqueio no meu advogado. O advogado que eu tava, o sócio dele era irmão de Roseana Meira. Pois é, aí Roseana mexeu os pauzinhos", diz a ex-primeira-dama, com voz de indignação, e continua: "Peguei o contato de Cássio e falei pra ele. E ele falou, não, não confie mais nele não", conta Pâmela Bório na gravação.

Ainda conforme os áudios, Pâmela pretendia se vingar do governador, como dá a entender quando diz: "Ele vai ver o que é covardia" e "Meu inimigo é Ricardo". 

Em outro momento, a ex-esposa de Ricardo Coutinho fala com desespero da sua situação.

"Eu já caí! Você não entendeu que eu já caí? Eu já caí, eu não tenho mais nada a perder. Eu já caí, o problema é que eu to arrastando todo mundo junto comigo", diz a ex-primeira-dama, que ainda afirma não ter medo de ser processada porque não teria como ser punida financeiramente, já que não tem bens no seu nome.


Recentemente, a Justiça decidiu sobre a guarda do filho do casal, determinando a casa do pai, o governador Ricardo Coutinho, como morada-base da criança. Mas a jornalista Pâmela Bório continua podendo ver o menino e ficar com o menor, através de uma decisão de guarda compartilhada.


No início de junho, Pâmela chegou a ser acusada pela babá de agressão e ameaças, chegando a ser levada coercitivamente para a delegacia para prestar depoimento. Segundo Pâmela, teria sido a babá que a agrediu.


Ontem, em postagem nas redes sociais, a jornalista rebateu uma postagem do ex-enteado, Rico Coutinho, e afirmou que continuaria levando o filho para bares, shoppings e restaurantes. 

Para conquistar a guarda do menor, a defesa do governador Ricardo Coutinho apontou a rotina agitada da criança, ao lado da mãe, como uma das motivações para a mudança de lar. 


LEIA TAMBÉM: Em postagem, Pâmela admite que levava filho para "bares"; fato foi contestado em processo de guarda







PB Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário

é um prazer em ter seu comentário em nosso blog