Total de visualizações de página

Horario de Brasilia

PITIMBU NOTÍCIA

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Deputado Tucano surpreende e apresenta voto de solidariedade na ALPB em defesa de Manoel Júnior


Deputado Tucano surpreende e apresenta voto de solidariedade na ALPB em defesa de Manoel Júnior
O deputado Bruno Cunha Lima, do PSDB, surpreendeu a todos durante sessão extraordinária na Assembleia Legislativa da Paraíba, na manhã desta quarta-feira (30), ao apresentar voto de solidariedade ao deputado federal Manoel Júnior, do PMDB. Manoel foi chamado de ‘picareta’ pelo ex-ministro Ciro Gomes ao comentar a respeito da possibilidade do deputado federal peemedebista vir a ser ministro da Saúde.

Após tomar conhecimento das palavras ditas por Ciro Gomes a respeito do deputado federal Manoel Júnior, Bruno Cunha Lima fez questão de prestar solidariedade ao parlamentar. “A Casa precisa se manifestar. O deputado Manoel Júnior, independente de questões partidárias, é um paraibano que foi desacatado nacionalmente”, protestou o tucano.

Bruno disse ainda que é necessário que a Paraíba se posicione e acabe com as tentativas de atingir de forma pejorativa o estado. “Sempre que algum paraibano se destaca, vem alguém na mídia nacional, se achando melhor que a Paraíba, chamando de analfabeto. Manoel Júnior tem uma vida inteira na medicina e na política. Somos de partidos distintos, mas o deputado precisa ser respeitado como cidadão”, declarou o parlamentar.

O deputado do PSDB disse ainda que, como paraibano, torce pela indicação do deputado Manoel Júnior ao Ministério da Saúde. Segundo Bruno Cunha Lima, a Paraíba poderá ter “um olhar diferente na questão da Saúde”.

Os xingamentos aconteceram em entrevista concedida ao programa É Notícia, da Rede TV. Ciro criticou o fato da presidente Dilma “entregar o Ministério da Saúde para o PMDB”. Ele afirmou que Manoel Júnior não duraria 15 dias no cargo, pois seria “fritado” pela imprensa. “Estão indicando um tal de Manoel Júnior, um semianalfabeto, picareta de nascença para o Ministério da Saúde, que corresponde ao mais grave drama da sociedade brasileira. Como pode transformar isso em moeda de troca e trazer um camarada altamente desqualificado que, na hora que a imprensa vasculhar a vida dele, ele não dura 15 dias”, disparou o ex-ministro.



PB Agora

Ex-Ministro Ciro Gomes faz duras críticas Ao Deputado Federal da Paraíba Manoel Junior. Vídeo!



Mediante a grandiosa crise política que o nosso país enfrenta, bem como toda a crise financeira, sem deixar de falar nos escândalos que envolvem o PT, partido da presidente Dilma Rousseff, a qual vem tentando salvar seu governo com constantes conversas com o PMDB, um dos deputados federal da Paraíba, Manoel Junior (PMDB), que está cotado para o ministério da saúde, sofreu intensas críticas de Círo Gomes, Ex-Ministro, em entrevista concedida ao programa É Notícia, da Rede TV! 
O fato aconteceu na noite desta segunda-feira (28), quando Gomes afirmou que o parlamentar é "um semianalfabeto e picareta de nascença".
Veja abaixo o vídeo com as críticas do Ex-Ministro Ciro Gomes:
Redação

Presidente Adriano Galdino ironiza licença de Ricardo Marcelo e diz que “mundo dá voltas”


Presidente Adriano Galdino ironiza licença de Ricardo Marcelo e diz que “mundo dá voltas”
 O presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino (PSB), relembrou nesta quarta-feira (30), um fato do passado que criou rusgas entre ele e o ex-presidente da Casa, o deputado Ricardo Marcelo (PEN). No ocorrido, o pedido de licença médica solicitado por Galdino, por motivo de saúde foi negado por Ricardo Marcelo (PEN) e agora, ele poderia negar a solicitação do colega, mas resolveu não fazer isso e avisou que sua atitude será de "dar um tapa de luvas" no parlamentar.


Galdino destacou que estava precisando de uma licença médica e de um prazo mais logo para se tratar de problemas, inclusive atestado por duas juntas médicas, mas Ricardo Marcelo, na época negou o prazo maior e reduziu, pela metade, a licença do parlamentar.


"Para minha surpresa o presidente da Mesa não entendeu como necessária minha licença e não foi aceita em sua totalidade, mas a vida é assim, uma bola e hoje ela se inverte. Uma hora você está em cima e na outra embaixo. Agora é Ricardo Marcelo quem pede licença, mas eu sou uma doçura de pessoa e vou dar um tapa com luvas nele. Não vou dar o mesmo tratamento que ele deu a mim, vou dar o tratamento de irmão, de deputado, pessoa que o respeita", desabafou.


O deputado estadual e líder do governo na Casa de Epitácio Pessoa, Hervázio Bezerra (PSB) também entrou no discurso e destacou que a atitude de Ricardo Marcelo na época foi para prejudicá-lo e não apenas a Galdino.


Com certa mágoa da situação Hervázio lembrou que sofreu muito quando Ricardo Marcelo presidia a Assembleia e pediu para que Galdino desse um tapa com as suas luvas e não as dele, reconhecendo não ter a mesma atitude do colega de legenda.

"A Junta médica só faltou pedir DNA. Mas a atitude de Marcelo não era para prejudicar o deputado Adriano Galdino, era para me prejudicar. Vossa excelência não dê um tapa com as minhas luvas e sim com as suas que são gentis e generosas, nunca rancorosas. Isso não é mágoa, mas só eu e Deus sabemos o que passei nesta Casa na presidência dele", declarou Hervázio Bezerra.


PB Agora

Enem divulga locais de prova nesta semana


Enem divulga locais de prova nesta semana
 Os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) poderão acessar o local em que farão as provas a partir desta semana, informou o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). O cartão de confirmação de inscrição poderá ser acessado apenas pela internet, no site do Enem.


Além do local de prova, o cartão contém o número de inscrição; a data e hora das provas; opção de língua estrangeira, solicitação de certificação do ensino médio, se for o caso, além da indicação do atendimento especializado ou específico, se houver sido solicitado pelo participante.


Neste ano, o cartão não será enviado pelos Correios e caberá ao estudante acessá-lo pela internet. Para isso, é necessário informar o CPF e a senha. Caso, não se lembre dela, o participante poderá recuperá-la na própria página do Enem.


As provas serão aplicadas nos dias 24 e 25 de outubro em todos os estados e no Distrito Federal. Mais de 7,7 milhões de candidatos confirmaram a inscrição. Os portões serão abertos ao meio-dia e serão fechados às 13h, no horário de Brasília.


Uma dica para os candidatos é fazer o caminho de casa até o local de prova antes da data do exame para conhecer o trajeto e evitar imprevistos. No dia da prova, devem chegar com antecedência.


Para ajudar nos estudos para o Enem, a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) preparou o aplicativo Questões Enem que reúne todas as questões desde a edição de 2009. (Pôr link em Questões Enem ebc.com.br/educacao/questoesenem) No sistema, é possível escolher as áreas do conhecimento que se quer estudar. O acesso é gratuito.


Agência Brasil

Inscrição de concurso termina nesta 4ª


Inscrição de concurso termina nesta 4ª
 O prazo de inscrição para o concurso da prefeitura de Duas Estradas, no Agreste da Paraíba, acaba nesta quarta-feira (30). O edital do concurso público prevê 58 vagas para cargos de níveis fundamental, médio e superior. Conforme a publicação, que pode ser conferida na integra em sua versão online, os salários variam de R$ 788 a R$ 1.582, para atuar em jornadas de trabalho que vão de 30 a 40 horas semanais.


As inscrições devem ser realizadas pela internet. As taxas de inscrição custam R$ 40, R$ 60, e R$ 80, dependendo do nível de escolaridade. O pagamento do boleto deve ser feito até o dia 1º de outubro para que o candidato tenha sua inscrição validada.


Do total de vagas, 28 são para ampla concorrência, com preenchimento imediato e 30 são para cadastro de reserva. O edital prevê vagas para pessoas com deficiência.


O concurso é para o provimento dos cargos de coveiro, gari e merendeiro para nível fundamental; atendente de serviços de saúde, auxiliar de consultório dentário, guarda municipal, monitor de PETI, motorista, técnico em Enfermagem e técnico em Informática para o nível médio e técnico; assistente social, enfermeiro, fisioterapeuta, médico de PSF, odontólogo de PSF, professores nas áreas de Ciências, Libras, Língua Portuguesa e Psicólogo para o nível superior.


O edital prevê provas objetivas e em alguns casos de títulos para classificar os candidatos. As avaliações objetivas estão previstas para o dia 29 de novembro. O concurso vai ter validade de dois anos, contados a partir da data da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado por igual período.


G1

Pesquisa Ibope traz reprovação de 69% ao governo Dilma e apenas 10% aprovam


Pesquisa Ibope traz reprovação de 69% ao governo Dilma e apenas 10% aprovam
 Pesquisa Ibope divulgada nesta quarta-feira (30) mostra os seguintes percentuais de avaliação dos eleitores ao governo da presidente Dilma Rousseff (PT):

- Ótimo/bom: 10%

- Regular: 21%

- Ruim/péssimo: 69%

- Não sabe: 1%

 

Os percentuais divulgados nesta quarta mostram que a avaliação do governo Dilma ficou estável em comparação com o levantamento anterior, divulgado em julho deste ano, oscilando dentro da margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Na ocasião, o Ibope havia apontado que 9% aprovavam o governo (consideravam "ótimo" ou "bom"); 68% dos entrevistados avaliavam a administração Dilma como "ruim" ou "péssima"; e 21% consideravam a gestão "regular".

A rejeição ao governo Dilma apontado nesta edição da pesquisa (69%) é a maior já registrada pela série histórica das pesquisas Ibope desde a redemocratização. Conforme o instituto, entretanto, o percentual de pessoas que consideram a gestão da petista "ruim ou péssimo" ficou dentro da margem de erro, em comparação com a última pesquisa.

Desta vez, o Ibope também identificou que 14% dos entrevistados aprovam a maneira de governar da presidente. Porém, demonstra a pesquisa, 82% desaprovam e 3% não souberam ou não responderam.

Ainda de acordo com o levantamento divulgado nesta quarta-feira, 20% dos entrevistados confiam em Dilma e 77% não confiam.

O levantamento divulgado nesta quarta, encomendado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), foi realizado entre os dias 18 e 21 de setembro e ouviu 2.002 pessoas em 140 municípios.


O nível de confiança da pesquisa, segundo a CNI, é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.

De acordo com os coordenadores do levantamento CNI/Ibope, a soma dos percentuais pode não igualar 100% em decorrência do arredondamento dos índices.



Segundo mandato

Após questionar os eleitores sobre a comparação entre o primeiro e segundo mandato de Dilma, a pesquisa afirma que 3% consideram a segunda gestão melhor; 14%, igual; e 82%, pior.

Quanto às perspectivas dos eleitores em relação ao restante do governo Dilma, 11% disseram esperar que seja "ótimo/bom"; 21%, "regular"; e 63%, "ruim/péssimo".

Notícias sobre o governo

O levantamento do Ibope listou as notícias sobre o governo mais lembradas pelos entrevistados. Leia as cinco mais citadas:

- Operação Lava Jato: 13%

- Volta da CPMF: 8%

- Aumento de impostos: 7%

- Impeachment da presidente Dilma Rousseff: 7%

- Corrupção do governo (sem especificar): 4%

A pesquisa também ouviu os eleitores sobre a opinião deles por área de atuação do governo. Veja os resultados:

Combate à fome e à pobreza

Aprovam: 29%

Desaprovam: 68%

Não souberam/não responderam: 4%

Segurança pública

Aprovam: 14%

Desaprovam: 82%

Não souberam/não responderam: 4%

Taxa de juros

Aprovam:6%

Desaprovam: 89%

Não souberam/não responderam: 5%

Combate à inflação

Aprovam: 12%

Desaprovam: 83%

não souberam/não responderam: 5%

Combate ao desemprego

aprovam:14%

desaprovam: 83%

Não souberam/não responderam: 3%

Impostos

Aprovam: 7%

Desaprovam: 90%

Não souberam/não responderam: 3%

Meio Ambiente

Aprovam:25%

Desaprovam: 65%

Não souberam/não responderam: 10%

Saúde

Aprovam:13%

Desaprovam: 84%

Não souberam/não responderam: 3%

Educação

Aprovam: 23%

Desaprovam: 73%

Não souberam/não responderam: 3%


G1

Aécio diz que Dilma distribui poder 'como numa feira livre'


Laís AlegrettiDo G1, em Brasília
Aécio concede entrevista coletiva no Senado Federal (Foto: Laís Agretti/G1)Aécio concede entrevista coletiva no Senado Federal (Foto: Laís Agretti/G1)










O presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (PSDB-MG), criticou na tarde desta terça-feira (29) a reforma ministral que está sendo discutida pelo governo da presidente Dilma Rousseff. Segundo ele,a presidente distribui poder "como numa feira livre" e o resultado da reforma é uma "desqualificação ainda maior de um governo muito pouco qualificado".
A presidente tem discutido com aliado, nos últimos dias, a redução da quantidade de pastas em seu governo e a mudança de ministros. Para atender às reivindicações do vice-presidente Michel Temer e da bancada do PMDB na Câmara, a presidente Dilma Rousseff deve entregar ao seu principal aliado sete ministérios na reforma administrativa.
Entre as pastas que devem passar para o comando dos peemedebistas está o cobiçado Ministério da Saúde, dono do maior orçamento da Esplanada dos Ministérios.
Além da Saúde – que é chefiada pelo petista Arthur Chioro –, a presidente sinalizou que um deputado peemedebista iria chefiar o Ministério da Infraestrutura, pasta que seria criada com a fusão de Transportes, Portos e Aviação Civil.
“[A reforma] está tendo como resultado a desqualificação ainda maior de um governo muito pouco qualificado", afirmou Aécio. O senador afirmou, ainda, que a presidente está distribuindo "nacos" de poder "como numa feira livre".
"A forma como a presidente da República está distribuindo nacos de poder, como numa feira livre, distribuindo para quem der a melhor oferta áreas de tamanha relevância como o Ministério da Saúde sendo trocado por 20, 30 votos, o Ministério da Infraestrutura por outros 10 votos, é a negação de tudo o que o Brasil precisava estar vivendo. Essa era a oportunidade do retorno à meritocracia.
Aécio disse que a presidente é governada pela lógica do "toma lá dá cá". "Ela acha que governa, mas hoje é governada, pela pior das lógicas, do tomá lá dá cá. Essa reforma ministerial terá como resultado a entrega de áreas importantes do governo em troca de alguns votos no Congresso Nacional", disse.
Faixa estendida na Esplanada dos Ministérios ao lado do Congresso Nacional por servidores da CGU (Foto: Michele Mendes/G1)Faixa estendida ao lado do Congresso Nacional
por servidores da CGU (Foto: Michele Mendes/G1)
Órgão de controle
Durante a entrevista, o senador criticou a possibilidade de a Controladoria-Geral da União (CGU) perder o status de ministério. Segundo Aécio, se o órgão deixar de ser um ministério, fragilizará o trabalho da CGU.
Nesta terça, cerca de 600 analistas e técnicos da CGU fizeram uma marcha em Brasília para defender a manutenção do órgão na reforma ministerial. A assessoria da CGU disse que oficialmente não recebeu nenhum comunicado sobre o fim ou a transferência de atribuições do órgão para outros ministérios.
"Tirar o status ministerial da Controladoria é estimular a não apuração, não investigação de inúmeras denúncias [...], portanto, teria sido melhor se a presidente sequer fizesse a reforma", disse.
"No momento em que fica subordinada a órgãos de estado, a decisão para de ser técnica e sim política", afirmou Aécio.

Deputado Genival Matias participará de reunião com novos membros do PTdoB em Caaporã

11058654_987887524555773_1558516702679953597_n
O deputado estadual Genival Matias, presidente do PTdoB na Paraíba reúne-se nesta quarta-feira (30), na Câmara Municipal de Caaporã, a partir das 18h, com os novos membros do partido na cidade do litoral sul da Paraíba.
O comunicador Luiz Cláudio que assumiu a presidência municipal do PTdoB, pretende com essa reunião estreitar ainda mais o contato dos filiados com os presidentes municipal e estadual.
Na oportunidade, diversos assuntos serão abordados, como melhorias para a região, principalmente nas estradas.
Também será discutido junto com o presidente municipal e membros do partido as definições para as pré-candidaturas no município, que tem conjuntura política para fazer a diferença nas eleições de 2016 em Caaporã.
Novas filiações também serão realizadas durante o encontro que estará aberto para todos que queiram prestigiar a criação de um novo grupo para o BEM DE CAAPORÃ.
“Todos estão convidados, será uma reunião aberta ao público e quem quiser se filiar, terá no PTdoB uma nova opção de legenda em Caaporã”, disse Luiz Cláudio.

Reunião do PTdoB em Caaporã
Dia: 30/09/2015
Local: Câmara Municipal de Caaporã
Horário: 18h

Justiça determina, mais uma vez, o afastamento de Reginaldo Pereira


Justiça determina, mais uma vez, o afastamento de Reginaldo Pereira
 Uma decisão do juiz Gustavo Procópio Bandeira de Melo, da 5º Vara Mista da Comarca de Santa Rita, determinou o afastamento do prefeito de Santa Rita, Reginaldo Pereira e o imediato retorno do vice-prefeito Severino Alves Barbosa Filho, o Netinho, ao cargo de prefeito do Município de Santa Rita. A decisão foi tomada na tarde desta terça-feira (29). A defesa de Reginaldo Pereira informou que vai recorrer.

A decisão do magistrado diz respeito a ação ordinária com pedido de liminar em sede de antecipação de tutela proposta por Netinho em face do município de Santa Rita, do prefeito Reginaldo Pereira e da Câmara Municipal de Vereadores com o objetivo de anular ato administrativo da Câmara que invalidou processos administrativos.

O magistrado destacou que o decreto legislativo nº 13/2014 da Câmara Municipal de Santa Rita, que retirou Netinho do cargo e reestabeleceu o mandato de Reginal Pereira é ilegal por desrespeito aos princípios constitucionais da ampla defesa e do contraditório. O decreto da Câmara Municipal de Santa Rita anulou o processo de cassação do prefeito Reginaldo Pereira (PRP) na terça-feira 16 de dezembro de 2014. A decisão foi tomada por 14 votos a favor do retorno do prefeito ao cargo e cinco abstenções.

De acordo com a decisão do juiz Gustavo Procópio o procedimento que resulte em anulação ou revogação de ato administrativo, cuja formalização haja repercutido no âmbito dos interesses individuais, deve assegurar aos interessados o exercício da ampla defesa do contraditório e do devido processo legal. Ao negar esta oportunidade de defesa, o Legislativo, de forma sumária e de surpresa, retirou o novo titular da cadeira executiva do município, sem a devida observância dos princípios constitucionais da ampla defesa e do contraditório.

Entenda o caso

O mandato do prefeito de Santa Rita, Reginaldo Pereira (PRP), foi cassado na sexta-feira 25 de abril de 2014 na Câmara Municipal da cidade. Todos os 18 vereadores presentes votaram pela cassação. Apenas um vereador não compareceu à sessão.

Na época, Reginaldo era acusado de contratar 20 parentes e de alugar imóveis de familiares para a Prefeitura. Ele foi afastado pela primeira vez do cargo no dia 20 de março. O afastamento seria por 90 dias, tempo considerado suficiente para que fossem apuradas as denúncias que pesam contra ele. Desde então, a gestão da Prefeitura Municipal de Santa Rita segue com Reginaldo e Netinho disputando a gestão do município na Justiça.


Saiba mais


Reginaldo pode ser cassado e não mais voltar à prefeitura de Santa Rita


Liminar garante permanência de Reginaldo Pereira no cargo


Redação com G1

Rússia autoriza uso de tropas na Síria


Rússia autoriza uso de tropas na Síria
 O Parlamento da Rússia, autorizou nesta quarta-feira (30) o envio de tropas russas à Síria, a pedido do presidente do país, Vladimir Putin. O anúncio foi feito pelo chefe da administração da presidência russa, Sergei Ivanov, depois de participar como porta-voz de Putin na sessão realizada no Conselho da Federação, a câmara mais alta do Parlamento local, para discutir o assunto. “O presidente pediu à liderança de nosso país por assistência militar”, afirmou.

Entretanto, segundo ele, a medida não significa que tropas terrestres irão se engajar no conflito, e que o uso militar se refere apenas à força aérea do país. "Como já disse nosso presidente, o uso das Forças Armadas em terra está descartado, e o alvo militar da operação é o apoio aéreo às forças governamentais sírias em sua luta contra o Estado Islâmico (EI)", explicou Ivanov. "Não se trata de conseguir objetivos em política externa, nem de satisfazer ambições, como nos acusam nossos parceiros ocidentais. Trata-se exclusivamente dos interesses da Federação da Rússia", ressaltou o funcionário do Kremlin.

De acordo com ele, o presidente da Síria, Bashar al Assad, se dirigiu oficialmente à Rússia para pedir ajuda militar na luta contra os jihadistas. "O presidente sírio se dirigiu a nosso país para pedir ajuda militar, portanto podemos dizer que é preciso combater o terrorismo, e que os esforços devem ser combinados, mas que continua sendo necessário respeitar a legislação internacional", disse Ivanov aos jornalistas após discursar em nome de Putin.

A Rússia tem aumentado sua presença militar, na Síria, onde apoia as forças do governo de Bashar al-Assad em um conflito que o coloca contra militantes do Estado Islâmico e rebeldes apoiados pelo Ocidente.

“Se houver uma coalizão unida, o que eu duvido, ou no fim duas coalizões – uma americana e uma russa- elas vão coordenar suas ações”, disse Ivan Konovalov, um especialista militar, à Reuters. “Para as forças russas operarem lá legitimamente era necessária uma lei.” Há relatos de que a Rússia já está realizando ataques aéreos na Síria, não confirmados pelo Kremlin.

Da última vez que o Parlamento russo concedeu a permissão de tropas no exterior, as forças armadas foram usadas para conquistar a Crimeia da Ucrânia durante o conflito do ano passado. Apoio na ONU

Putin, que reiterou seu apoio ao regime do presidente sírio, Bashar al Assad, defendeu a criação de uma coalizão internacional para lutar contra os jihadistas, ao lado do governo de Damasco e do Irã, durante seu pronunciamento na segunda-feira na Assembleia Geral da ONU em Nova York. No entanto, após sua reunião com o presidente americano Barack Obama também na segunda, descartou totalmente uma operação terrestre das tropas russas na Síria, mas reconheceu que Moscou estava avaliando o uso da Força Aérea para bombardear posições do Estado Islâmico no país árabe.

Tanto Putin como seu ministro das Relações Exteriores, Sergei Lavrov, asseguraram que qualquer intervenção militar, seja na Síria ou em outro país, necessita de uma autorização do Conselho de Segurança da ONU para garantir sua legitimidade.

O principal órgão executivo da ONU se reunirá em Nova York após ser convocado pela Rússia, que apresentará seu projeto de resolução sobre a necessidade de coordenar as ações contra o Estado Islâmico e outros grupos terroristas.

Além disso, o Kremlin convidou mais países a se juntarem ao centro de troca de informações para a luta contra os grupos jihadistas que foi criado recentemente junto com Síria, Irã e Iraque.


G1

Petrobras anuncia aumento de 6% nos preços da gasolina e de 4% no diesel nas refinarias

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Petrobras anunciou aumento de 6 por cento nos preços da gasolina e de 4 por cento no diesel nas refinarias a partir desta quarta-feira, segundo comunicado divulgado na noite da véspera.
O aumento vem em um momento em que a estatal se confronta com dívida crescente, a queda dos preços do petróleo e um escândalo de corrupção de grandes proporções.
Alinhar os preços domésticos aos níveis internacionais é vital para as finanças da Petrobras e permitir que a companhia venda ativos de refinarias, afirmaram fontes com conhecimento direto do tema anteriormente à Reuters.
O novo plano de investimentos da Petrobras 2015-2019 tem como premissa a paridade de preços de combustíveis e também depende da conclusão de um ambicioso plano de desinvestimentos, que soma mais de 15 bilhões de dólares apenas até o fim do próximo ano.
Por muitos anos, a empresa amargou prejuízos bilionários na divisão de Abastecimento ao importar gasolina e diesel por valores mais altos do que os praticados na venda dos produtos no mercado interno.
Embora os preços internacionais tenham caído dramaticamente, o enfraquecimento de 35 por cento do real contra o dólar neste ano significa que os preços na bomba no Brasil permanecem baixos.
Mas o aumento pode dar maior impulso à já elevada inflação do Brasil, que economistas preveem que atingirá 9,5 por cento em 2015.

(Por Stephen Eisenhammer)