Total de visualizações de página

Horario de Brasilia

PITIMBU NOTÍCIA

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Deputado Tucano surpreende e apresenta voto de solidariedade na ALPB em defesa de Manoel Júnior


Deputado Tucano surpreende e apresenta voto de solidariedade na ALPB em defesa de Manoel Júnior
O deputado Bruno Cunha Lima, do PSDB, surpreendeu a todos durante sessão extraordinária na Assembleia Legislativa da Paraíba, na manhã desta quarta-feira (30), ao apresentar voto de solidariedade ao deputado federal Manoel Júnior, do PMDB. Manoel foi chamado de ‘picareta’ pelo ex-ministro Ciro Gomes ao comentar a respeito da possibilidade do deputado federal peemedebista vir a ser ministro da Saúde.

Após tomar conhecimento das palavras ditas por Ciro Gomes a respeito do deputado federal Manoel Júnior, Bruno Cunha Lima fez questão de prestar solidariedade ao parlamentar. “A Casa precisa se manifestar. O deputado Manoel Júnior, independente de questões partidárias, é um paraibano que foi desacatado nacionalmente”, protestou o tucano.

Bruno disse ainda que é necessário que a Paraíba se posicione e acabe com as tentativas de atingir de forma pejorativa o estado. “Sempre que algum paraibano se destaca, vem alguém na mídia nacional, se achando melhor que a Paraíba, chamando de analfabeto. Manoel Júnior tem uma vida inteira na medicina e na política. Somos de partidos distintos, mas o deputado precisa ser respeitado como cidadão”, declarou o parlamentar.

O deputado do PSDB disse ainda que, como paraibano, torce pela indicação do deputado Manoel Júnior ao Ministério da Saúde. Segundo Bruno Cunha Lima, a Paraíba poderá ter “um olhar diferente na questão da Saúde”.

Os xingamentos aconteceram em entrevista concedida ao programa É Notícia, da Rede TV. Ciro criticou o fato da presidente Dilma “entregar o Ministério da Saúde para o PMDB”. Ele afirmou que Manoel Júnior não duraria 15 dias no cargo, pois seria “fritado” pela imprensa. “Estão indicando um tal de Manoel Júnior, um semianalfabeto, picareta de nascença para o Ministério da Saúde, que corresponde ao mais grave drama da sociedade brasileira. Como pode transformar isso em moeda de troca e trazer um camarada altamente desqualificado que, na hora que a imprensa vasculhar a vida dele, ele não dura 15 dias”, disparou o ex-ministro.



PB Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário

é um prazer em ter seu comentário em nosso blog