Total de visualizações de página

Horario de Brasilia

PITIMBU NOTÍCIA

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Católicos lotam missa no Dia da Padroeira em Aparecida, SP

Missa das 9h na Basílica é a principal celebração do dia 12 de outubro.
Homilia é semelhante a de 2014 e remete ao encontro da imagem.

Missa Santuário Nacional de Aparecida (Foto: Carlos Santos/G1)Missa reuniu cerca de 35 mil fiéis na manhã desta segunda-feira (12) (Foto: Carlos Santos/G1)









Cerca de 35 mil fiéis estiveram no Santuário Nacional de Aparecida para participar da missa solene neste dia 12 de outubro, Dia da Padroeira. A celebração é a principal do dia e contou com a participação governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), que fez a primeira leitura da missa (veja galeria de fotos do Dia da Padroeira).
A celebração começou às 9h e durou cerca de duas horas. Dom Murilo Krieger, vice-presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) presidiu a celebração - Dom Raymundo Damasceno, arcebispo de Aparecida e que normalmente faz a apresentação, está no Vaticano para o Sínodo. Em mensagem de áudio exibida durante a celebração, ele abençoou os fiéis e lamentou não participar da missa.
Imagem Nossa Senhora Aparecida Santuário Nacional (Foto: Carlos Santos/G1)Imagem de Nossa Senhora Aparecida exposta
durante a missa (Foto: Carlos Santos/G1)
A homilia deste ano, assim como em 2014, remeteu ao encontro da imagem da Samta no Rio Paraíba do Sul, que completa 300 anos em 2017.
"O tema 'Com Maria, em Jesus, chegamos à glória', entre outras coisas, nos introduz na glória de Jesus. Na sua divindade. O Santuário de Aparecida é a extensão da casa de Nazaré", disse Dom Murilo Krieger durante a missa.
A expectativa da direção da Basílica, maior templo católico do país, é que passem cerca de159 mil romeiros neste 12 de outubro pelo local. A programação deste feriado  vai contar ainda com missas às 13h, 16h e 19h. Além de uma procissão sai da Matriz-Basílica às 18h em direção ao Santuário Nacional. O trajeto tem cerca de 3 quilômetros.
Às 19h, Dom Darci Nicioli, bispo auxiliar da Arquidiocese de Aparecida, preside a missa que encerra os festejos à Nossa Senhora em Aparecida. Em seguida, haverá um show pirotécnico na Tribuna Papa Bento 16.
Emoção
Anastácio Mendes Prates, 58 anos, viaja todo ano mais de 24 horas entre Jardim (MS) até o Santuário Nacional. Neste ano ano, ele trouxe consigo uma imagem de Nossa Senhora Aparecida para ser abençoada na Festa.
"Sofria muito de uma doença e fiz uma promessa a Nossa Senhora Aparecida: se me curasse, iria vir todo ano e carregar a imagem no Santuário", disse Anastácio.
Multidão se reuniu para assistir a missa na manhã desta segunda-feira (12) no Santuário de Aparecida (Foto: Carlos Santos/G1)Multidão se reuniu para assistir a missa na manhã desta segunda-feira (12) (Foto: Camilla Motta /G1)
  •  Michelle MendesDo G1 Vale do Paraíba e Região

Cidade da PB estará no Profissão Repórter


Cidade da PB estará no Profissão Repórter
 A cidade Riacho dos Cavalos, localizada no Sertão paraibano, será Tema do Programa Profissão Repórter, exibido pela Rede Globo, na próxima terça-feira (13). A equipe comandada pelo jornalista Caco Barcellos, esteve na cidade, a alguns messes acompanhando o dia a dia do trabalho dos “Crediaristas”.

A equipe visitou vários crediaristas da cidade, além de viajar com uma turma de vendedores até o vizinho estado do Rio Grande do Norte, para mostrar para o Brasil e o mundo como é a vida dos profissionais.

Riacho dos Cavalos é uma das cidades do Brasil com o maior número de crediaristas.


 Portal Riacho em Foco

Cunha volta a negar renúncia e promete analisar pedidos



Os líderes dos partidos de oposição ao governo na Câmara dos Deputados tentarão esta semana convencer o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a manter o cronograma acertado previamente com o grupo para colocar o impeachment em pauta entre amanhã e quarta-feira.

Embora ainda acreditem que ele pode acatar a petição feita pelos juristas Helio Bicudo e Miguel Reale Jr, considerada a peça mais consistente, a oposição já tem pronto um recurso para ser apresentado se Cunha indeferir o pedido.

Regimentalmente, o presidente da Casa é obrigado a submeter o recurso a plenário. Para que ele seja aprovado basta maioria simples.

O bloco oposicionista, que dava suporte político a Cunha, defendeu anteontem (10) o afastamento dele da Presidência da Câmara dos Deputados, a partir da revelação de detalhes sobre contas que ele supostamente abriu e operou na Suíça.

Os parlamentares dirão a Cunha que a divulgação de documentos enviados pelo Ministério Público da Suíça ao Brasil que comprovam que um negócio de US$ 34,5 milhões fechado pela Petrobrás em 2011, no Benin, na África, serviu para irrigar as quatro contas no país europeu que têm ele como beneficiários tornou insuportável a pressão por um gesto público de distanciamento.

Os tucanos irão argumentar que, uma vez licenciado, Cunha passaria a ser “um deputado como outro qualquer”. Ou seja: passaria a estar em situação idêntica aos demais deputados que são alvo de inquéritos policias no STF e, mesmo que a Corte aceite a denúncia, o peemedebista estaria na mesma situação que outros parlamentares.

Em outra frente, os deputados de oposição já começam a discutir reservadamente opções de nomes para substituir Cunha na Presidência da

Câmara O perfil ideal é o de um peemedebista afinado com a oposição, mas que tenha bom trânsito entre o alto e baixo clero. O nome mais lembrado é do deputado pernambucano Jarbas Vasconcelos.

Apesar da predileção da oposição por Jarbas, Leonardo Picciani é o nome mais cotado no Planalto para substituir Cunha. “Quanto mais tempo demorar (para Cunha deixar a Presidência), pior será. Quanto mais rápido vier a solução, melhor para o País. Se tivesse na presidência da Câmara um deputado sem nenhum problema maior seria mais fácil. A situação de Cunha é um elemento de turbulência no andamento do pedido de impeachment”, diz o ex-governador Alberto Goldman, vice-presidente nacional do PSDB. () (As informações são do jornal O Estado de S.Paulo)

Para oposição, denúncia coloca Lula no foco das investigações


Para oposição, denúncia coloca Lula no foco das investigações
 Líderes da oposição classificaram, neste domingo (11), como muito graves as denúncias de que o filho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teria recebido cerca de R$ 2 milhões do lobista, tido como operador do PMDB no esquema da Petrobras, Fernando Baiano, para custear despesas pessoais.


Para os parlamentares, as denúncias podem colocar Lula no centro das investigações da Operação Lava Jato. "Se Lula que é o pai, fez o que fez, agora com os filhos enriquecendo, abusando da influência dele, não seria diferente. O fato vem a agregar aos desmandos das pessoas que integram esse esquema criminoso", disse o líder do PPS, Rubens Bueno (PR).


De acordo com informações publicadas pela coluna "Lauro Jardim" no jornal "O Globo" neste domingo, Fernando Baiano contou que pagou despesas pessoais de Fábio Luís Lula da Silva, filho primogênito do ex-presidente, no valor de cerca de R$ 2 milhões.


A sua delação foi homologada pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Teori Zavascki na última sexta-feira (9). Baiano ficará preso até 18 de novembro, quando completará um ano preso.


Para Bueno, as denúncias aproximam, cada vez mais, o esquema do Palácio do Planalto e podem chegar a atingir a presidente Dilma Rousseff. "O mar de lama é tão grande que é claro as denúncias ameaçam ainda mais Dilma porque ela é parte integrante do esquema. Ela foi presidente do Conselho da Petrobras. Sabia o que estava acontecendo", disse.


"Se a delação for confirmada, é um fato gravíssimo. Chega na cúpula do governo", afirmou o líder do DEM na Câmara, Mendonça Filho (PE).


O líder do partido no Senado, Ronaldo Caiado (GO), por sua vez, afirmou que, "uma vez comprovada a ligação entre um dos principais lobistas do petrolão e o filho do ex-presidente, cai por terra qualquer linha de defesa de Lula que o coloca como corpo estranho às investigações da Lava Jato".


Para ele, com a delação validada abre-se um novo capítulo das investigações que colocam Lula no centro da Lava Jato. "o fato novo é grave e merece uma investigação profunda e aberta. Só assim podemos identificar e acelerar a prisão do cabeça de todo o esquema do petrolão", afirmou.


IG com Folha Press

PT de Santa Rita contraria nota de Giucélia e reafirma participação na prefeitura de Netinho

PT de Santa Rita contraria nota de Giucélia e reafirma participação na prefeitura de Netinho
 O vereador Sebastião do Sindicato, do PT de Santa Rita, estará reunindo a militância do partido para discutir a participação da legenda na gestão do prefeito Netinho de Várzea Nova. Sebastião informou que a pauta do encontro será a reafirmação de que o PT vai estar no governo municipal e a elaboração de uma nota que contrapõe a orientação da vice-presidente estadual do partido, Giucélia Figueiredo.


Mais cedo, Giucélia orientou os petistas de Santa Rita a entregarem cargos, assim como fizeram os militantes de João Pessoa após a desfiliação do prefeito Luciano Cartaxo.


"A decisão da Executiva Municipal do PT de Santa Rita, de participar do governo municipal do, por enquanto, prefeito Netinho, contraria todas as expectativas da base partidária e está na contramão do que se espera de um partido de esquerda", afirmou Giucélia, em nota.


Redação

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

SÁBADO 10/10: ABERTURA DE VERÃO STYLE NO GINÁSIO DE ESPORTES EM PITIMBU-PB


TCE nega pedido de RC para afastar conselheiro de relatoria de suas contas

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) negou nesta quarta-feira (7) a arguição de suspeição interposta pelo governador Ricardo Coutinho (PSB) contra o conselheiro Nominando Diniz.
Nominando Diniz é relator da prestação de contas do chefe do executivo estadual relativa ao exercício de 2014.
O governador alegou que Nominando Diniz era parcial para atuar no caso, por ser “amigo pessoal” do senador Cássio Cunha Lima (PSDB), principal adversário político do socialista.
Com Blog do Gordinho 

Fux rejeita pedido para suspender análise das contas de Dilma no TCU

Governo pediu o afastamento do relator do caso, ministro Augusto Nardes.
Augusto Nardes acusou Planalto de intimidação com tentativa de afastá-lo.

Renan RamalhoDo G1, em Brasília
O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou nesta quarta-feira (7) o pedido da Advocacia-Geral da União (AGU) para suspender o julgamento das contas de 2014 da presidente Dilma Rousseff no Tribunal de Contas da União (TCU). Os ministros da corte de fiscalização devem julgar as contas na tarde desta quarta.
Em ação protocolada nesta terça na Suprema Corte, o governo pedia que o julgamento fosse suspenso até que o TCU analisasse, antes das contas, um pedido de afastamento do relator do processo, ministro Augusto Nardes, acusado pelo Planalto de não demonstrar isenção e imparcialidade para estar à frente do caso.
Na decisão, Fux disse que, caso “constatado a posteriori qualquer ultraje ao devido processo legal”, a decisão poderá ser revista, como prevê a legislação brasileira.
Uma eventual desaprovação das contas no TCU pode levar o Congresso a rejeitar as contas, o que abre caminho para um processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.
Na última segunda, Nardes criticou o governo por tentar intimidá-lo e negou que tenha antecipado seu voto sobre as contas. "O governo está tentando intimidar a mim e ao Tribunal de Contas da União, mas não vamos nos acovardar [...] Realizamos um trabalho técnico de forma eficiente e coletiva na análise de contas", afirmou em nota.
O governo questiona a postura de Nardes por ter emitido opiniões antes do julgamento. Alega que o regimento interno do TCU e a lei orgânica da magistratura – aos quais os ministros do tribunal estão submetidos – proíbem os magistrados de emitir opinião sobre processos que estejam conduzindo.
'Pedaladas fiscais'
O primeiro pedido de esclarecimentos sobre as contas de 2014 foi feito em junho pelo TCU, com prazo de 30 dias para resposta. Mas, devido à inclusão de novos fatos ao processo, o governo acabou ganhando mais tempo para se defender da suspeita de ter adotado manobras para aliviar, momentaneamente, as contas públicas.
Entre as supostas irregularidades analisadas pelo TCU estão as chamadas “pedaladas fiscais”, que consistem no atraso dos repasses para instituições financeiras do dinheiro de benefícios sociais e previdenciários. A manobra obrigou instituições como Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil a usarem recursos próprios para honrar os compromissos, numa espécie de “empréstimo” ao governo.
O Executivo, porém, argumenta que não há irregularidades na prática e que o procedimento já foi realizado pelos governos anteriores, sem ter sido questionado pelo TCU. De acordo com o governo, a mesma justificativa vale para a edição de decretos que abriram créditos suplementares sem autorização prévia do Congresso Nacional – outro ponto questionado pela corte. As explicações entregues pela AGUx somam mais de 2 mil páginas.

Socialista cotada para concorrer à PMJP em 2016 diz que não confia em pesquisa tão longe do pleito


Socialista cotada para concorrer à PMJP em 2016 diz que não confia em pesquisa tão longe do pleito
 A deputada estadual Estela Bezerra (PSB) que foi candidata a prefeita de João Pessoa em 2012, comentou sobre as pesquisas divulgadas nesta semana na Paraíba. Para a parlamentar, uma divulgação de números tão longe da data das eleições não significa nada, já que muita coisa acontece durante o período de um ano.


Estela lembrou que é formada em jornalismo e conhece métodos de pesquisa e como eles podem ser favoráveis para A ou B, e disse que a escolha de um governante não é tão simples como comprar um xampu para lavar os cabelos.


 "Eu tenho um pé atrás com pesquisas. Eu sou jornalista e não falo como leiga e sim alguém que sabe ler números e sei de manipulações e que existem fragilidades. Há uma distância muito grande até o processo eleitoral e a distorção que ela pode dar. Ninguém está escolhendo um xampu para lavar o cabelo e sim um governante que está sujeito a debates bem feitos, apresentação de projetos e de serviços prestados a sociedade. Tudo isso muda o quadro dos números apresentados com essa antecedência toda", explicou.


Por fim, a deputada disse que busca se esforçar no trabalho exercido na Assembleia, no qual foi eleita até 2019 e que não tem ansiedade com pesquisas.


"Busco me esforçar para fazer política com seriedade, com parcimônia, o labor diário e não tenho ansiedade e sim uma missão. Eu fiquei feliz em ser lembrada, mas essas pesquisas não refletem o que vai acontecer em um ano. Haverá desgastes, projetos, debates e isso muda totalmente os cenários. O nome escolhido pelo PSB será dialogado e acordado com nosso maior líder e expoente nacional, o governador Ricardo Coutinho (PSB)", explicou Estela.


Inclusive, em uma das pesquisas divulgadas deixou clara a influência de Ricardo Coutinho na escolha por um candidato. O governador mostrou que tem mais prestígio, influenciando muito ou pouco para cerca de 40% dos eleitores na escolha do voto. O senador Cássio Cunha Lima influencia em muito ou pouco para cerca de 28% e o senador José Maranhão (PMDB) faz diferença para cerca de 24%.


Foto: Nyll Pereira

PB Agora

Damião deixa nas mãos de Deus o seu futuro político e o da sua esposa

Damião deixa nas mãos de Deus o seu futuro político e o da sua esposa
 O deputado federal Damião Feliciano (PDT) comentou nesta quarta-feira (07) sobre o seu futuro político e o da sua esposa, a vice governadora, Lígia Feliciano (PDT).

Para o parlamentar, o futuro a Deus pertence e que o mais importante é deixar nas mãos de Deus e continuar trabalhando pelo povo da Paraíba.


"Sou deputado federal e Lígia é vice-governadora e está nas mãos de Deus o nosso destino. Que Ele continue nos abençoando e que as articulações nos levem para o melhor caminho. Quero agradecer a Deus e trabalhar pelo povo da Paraíba. O futuro a Deus pertence", desabafou.


PB Agora

sábado, 3 de outubro de 2015

Ouça: Durante programa de rádio, deputado pede mais respeito e jornalista diz que foi ameaçado

12064120_858956337545758_855830450_n
O deputado federal Manoel Júnior (PMDB) se desentendeu com o jornalista Wellington Farias, durante entrevista que concedia no inicio da tarde desta sexta-feira (02). A confusão teve início quando o jornalista fez uma pergunta ao peemedebista sobre o deputado Eduardo Cunha (PMDB) e os crimes que ele vem sendo acusado.
Ouça:
Audio Player
Audio Player
O deputado, que já foi prefeito de Pedras de Fogo, estava com os ânimos alterados devido a rejeição do seu nome pela presidente Dilma Rousseff (PT) para o comando do Ministério da Saúde, e a indicação do deputado federal Marcelo Castro (PMDB).
“É um direito meu deputado, o senhor não aceita crítica, a prerrogativa de escolher a pergunta é minha” replicou Farias.
“Eu não sou merecedor do que você tem dito sobre mim, eu sou um homem de bem, e exijo respeito” disse Manoel Júnior.
Após um dos intervalos da entrevista, Wellington declarou no ar que se sentia ameaçado por Manoel Junior. “Eu quero dizer que me sinto inseguro pelas declarações do deputado nos bastidores”, disse.


Portal do Litoral 
Com ParaibaJá

‘Queria ver até onde iria’, diz mãe sobre pedido de PM para fazer sexo com crianças

msgs2delegada-e778
A namorada do policial militar que foi afastado após ter supostamente pedido para que ela o ajudasse a fazer sexo com as duas filhas dela prestou depoimento na noite de quinta-feira (1) na cidade de Sousa, no Sertão da Paraíba. Segundo a titular da Delegacia da Mulher de Sousa, Yvna Cordeiro, a mãe das crianças alegou que não tinha intenção de deixar o ato ser concretizado e que estaria apenas “dando corda ao PM para ver até onde a conversa iria”. Na quarta-feira (30), o PM foi afastado das funções após as mensagens enviadas para a namorada terem vazado.
“Nós conseguimos falar com ela através do telefone e ela solicitou que o depoimento fosse realizado em um horário com pouco movimento na delegacia, já que ela temia por represálias da população. Eu resolvi aceitar. Ela chegou visivelmente abalada, chorava e tremia muito. Inicialmente ela alegou que não se lembrava bem do que tinha ocorrido, mas com a insistência, ela apresentou uma tese de defesa bem similar à do PM. Ela disse que queria acabar o relacionamento com ele, mas que por ser muito apaixonada não conseguiria. Então quando ele começou aquela conversa, ela disse que decidiu deixá-lo falando para ver até aonde iria, para poder ser decepcionar e ter coragem de acabar o relacionamento. Mas ela afirma que em momento algum iria deixar que o fato se concretizasse”, explicou.
De acordo com a delegada, tanto a mãe das crianças quanto o PM foram liberados, por não haver uma argumentação jurídica para que seja efetuado o pedido de prisão.
“Eu não tenho base alguma para pedir a prisão dele, porque eles nem sequer chegaram a tentar consumar o fato. Foi apenas um pensamento, independente de ter a intenção ou não. Se ele tivesse ido até a casa onde vivem as crianças e tivesse as dopado, por exemplo, já poderíamos pedir a prisão preventiva ou temporária, porque haveria uma tentativa. Mas o que houve foi apenas a conversa e baseado nisto eu não posso pedir a prisão de nenhum dos dois”, disse.
A delegada afirmou ainda que as crianças já se encontram com duas tias paternas e que o pai delas está indo para Sousa para ficar com as crianças. Ela afirmou que já deu todas as orientações necessárias à família.
“Não cabe a mim mudar a guarda das crianças. Porém, a família já foi toda bem orientada. Até o pai chegar, elas vão ficar com as tias. Mas a gente orientou que, mesmo após o pai chegar à cidade, que ele peça a guarda das crianças judicialmente e  não simplesmente pegue as meninas e volte para a cidade dele. Esta foi nossa orientação”, afirmou.
Ainda segundo a delegada, após o vazamento das conversas, a mãe das crianças teria saído da cidade alegando medo de sofrer represálias por parte da população. A delegada afirmou ainda que a polícia já pegou todos os endereços que a mulher poderia ir para que ela seja encontrada facilmente caso seja necessário.
Yvna Cordeiro disse ainda que novidades sobre o caso podem surgir apenas na segunda-feira (5), que será quando sairá os resultados dos exames realizados nas crianças.
Entenda o caso
O policial, que é do 14º batalhão da Polícia Militar, teria enviado mensagens para uma namorada pedindo para que ela o ajude a fazer sexo com duas filhas dela, de 4 e 14 anos. Nas mensagens, o homem pede que a mulher dope as meninas para que ele pudesse ter relações sexuais com elas.
Na troca de mensagens, o homem pede que a mulher realize um desejo dele. “Vc (sic) terá a chance de me dar a maior prova de amor do mundo… Q (sic) é a sua própria filha”, diz uma das mensagens. Em seguida, ele diz que comprou os remédios e que vai na casa da namorada entregá-los.
Segundo a conversa sugere, os medicamentos fariam com que a menina dormisse e tudo poderia ser feito sem que ela acordasse. “Eu ia acabar com de vez com essa obcessão (sic)”, escreveu.
Na resposta, a mulher reage e fala que faz tudo o que ele quiser, menos dar a virgindade de uma das filhas e pede para que ele pense melhor. Ela ainda diz que não iria se perdoar por isso e que não acredita que o relacionamento tenha chegado a este ponto.


Portal do Litoral 
Com G1PB

Para deputado federal, não há motivos para impeachment

t

Para deputado federal, não há motivos para impeachment
 O deputado federal e ex-ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro (PP), declarou que não vê motivos que justifiquem o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

Só nesta semana, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, arquivou cinco pedidos de abertura de processo de impeachment. Com esses arquivamentos, restam ainda outros nove pedidos protocolados na Câmara. No mês passado, Cunha já tinha indeferido outros quatro pedidos.

De acordo com Aguinaldo Ribeiro, não há fato concreto que sustente os pedidos e ainda segundo o deputado, o que há é um anseio da oposição para tirar a presidente do posto.

"Não existe fato algum que possa ser objeto de apresentação de impeachment, que é um impedimento que para ser caracterizado se necessita de um fato concreto e não há esse fato. Na minha opinião, o que existe é uma anseio de alguns setores de oposição, que querem se valer desse instrumento para tentar tirar a presidente do governo" pontuou.

Aguinaldo Ribeiro ainda explica que em um regime como o brasileiro, que é presidencialista, o governante não pode ser retirado do cargo apenas por estar enfrentando uma crise.

"Isso não existe num regime presidencialista, o governante não pode ser retirado do posto simplesmente porque está atravessando um momento difícil de avaliação na sua gestão. Isso é característica do parlamentarismo, onde o parlamneto se reúne e em sua maioria destitui e nomeia um novo Primeiro Ministro, o que não é o nosso caso. Nessa visão meu sentimento é esse, não existem as condições necessárias para um pedido de impedimento da presidente da República" concluiu.

Processo de Impeachment 

Pelo regimento interno, o presidente da Câmara dos Deputados tem o poder de decidir sozinho pela abertura ou não do processo de impeachment. Caso todos os pedidos sejam rejeitados, a estratégia dos deputados da oposição é apresentar um recurso no plenário contra a decisão.

No caso de o recurso vir a ser aprovado – para isso, é necessária maioria simples – deverá ser criada uma comissão especial responsável por elaborar um parecer a ser votado no plenário da Casa.

Para ser aprovado, o parecer dependerá do apoio de pelo menos dois terços dos 513 deputados. Se os parlamentares decidirem pela abertura do processo de impeachment, Dilma será obrigada a se afastar do cargo por 180 dias, e o processo seguirá para julgamento do Senado.

De acordo com a Secretaria-Geral da Câmara, o motivo para os arquivamentos feitos por Cunha foram que os pedidos não cumpriam requisitos formais.


PB Agora

HOJE: Mega-sena promete R$ 45 milhões


HOJE: Mega-sena promete R$ 45 milhões
Mais um fim de semana para sonhar em ficar milionário com as Loterias da CAIXA. A Mega-Sena acumulou novamente e pode pagar, neste sábado (3), o prêmio de R$ 45 milhões para o apostador que acertar os seis números do concurso 1.747. O sorteio será realizado às 20h (horário de Brasília), no Caminhão da Sorte da CAIXA, que está em Viçosa (MG), estacionado na Praça Silviano Brandão.

Caso a Mega-Sena tenha apenas um ganhador, ele poderá se aposentar com uma renda de mais de R$ 311 mil por mês, o equivalente a mais de R$ 10 mil por dia, apenas investindo o valor do prêmio na Poupança da CAIXA. Ou, se preferir, pode adquirir 37 imóveis no valor de R$ 1,2 milhão cada, ou 69 carros esportivos importados de altíssimo luxo.

A aposta mínima na Mega-Sena é de R$ 3,50 e pode ser feita até as 19h do sábado, em qualquer uma das mais de 13 mil lotéricas espalhadas pelo país. Clientes da CAIXA com acesso ao Internet Banking podem fazer suas apostas pelo computador pessoal, tablet ou smartphone. Basta ter conta corrente no banco e ser maior de 18 anos.

Bolão CAIXA:

Para aumentar as chances de ganhar, os apostadores podem somar forças com amigos e familiares, escolhendo mais de 6 números (aposta múltipla) com o Bolão CAIXA. A aposta múltipla aumenta a probabilidade de acerto e o valor da aposta é dividido pelo grupo, assim como o prêmio – em caso de acerto nas faixas de premiação.

Se um grupo de 10 pessoas fizer um bolão de 10 números para esse concurso, por exemplo, eles pagarão individualmente R$ 52,50 e, caso sejam contemplados, cada apostador do grupo receberá R$ 4,6 milhões. O apostador também pode comprar cotas de bolões organizados pelas lotéricas. Neste caso, poderá ser cobrada uma tarifa de serviço adicional de até 35% do valor da cota.

Timemania:

A modalidade continua acumulada e pode pagar um prêmio de R$ 13,4 milhões, também no sábado. O sorteio do concurso 785 será realizado às 20h (horário de Brasília), no Caminhão da Sorte da CAIXA. Para apostar, basta escolher 10 números, dentre os 80 do volante. Ganha quem tiver de sete a três acertos. Além de marcar os números, o apostador escolhe um Time do Coração. Se acertar o time sorteado, também ganha um prêmio adicional. O valor da aposta é R$ 2 e pode ser feito em qualquer lotérica.

O valor total do prêmio da Timemania, se aplicado na Poupança da CAIXA, renderia mais de 92 mil mensais. Com o valor também é possível adquirir 16 imóveis no valor de R$ 800 mil cada, ou 83 carros de luxo. 02/10/2015

Presidente de partido nega conversa com Cássio sobre aliança para reeleição de Cartaxo


Presidente de partido nega conversa com Cássio sobre aliança para reeleição de Cartaxo
O deputado federal Rômulo Gouveia, que é presidente do Partido Social Democrata (PSD) na Paraíba, negou durante entrevista que tenha conversado com o senador Cássio Cunha Lima, do PSDB, a respeito de apoio à reeleição do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo.

Cartaxo deixou o PT no último dia 18 de setembro e especulou-se que o prefeito da Capital tenha ido para o PSD com objetivo de tentar uma aproximação com o tucano. Rômulo disse que ninguém além dele, Cartaxo e Kassab (presidente nacional do partido) participaram da conversa que deu origem ao convite para o prefeito. "É uma grande inverdade isso que estão espalhando que partiu de uma conversa com Cássio. Se dependesse de mim, eu gostaria muito do apoio do PSDB", afirmou o parlamentar.


PB Agora

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Homem mata esposa e enteada de 15 anos

Homem mata esposa e enteada de 15 anos
Um crime motivado por ciúmes foi registrado na manhã desta quinta-feira (01), no bairro do Grotão, em João Pessoa.

Givanildo Marcolino dos Santos matou a tiros sua esposa e a enteada de 15 anos. Cláudia e a adolescente é conhecida Vitória foram mortas com vários disparos e não chegaram a ser socorridas.


Uma das filhas da vítima confirmou que o padrasto era violento e tinha muito ciúmes de sua mãe.


A polícia ainda não tem pistas do criminoso.


Redação

PBAgora antecipou: ex-secretária de saúde denuncia e servidores confirmam demissões de mil na PMJP


PBAgora antecipou: ex-secretária de saúde denuncia e servidores confirmam demissões de mil na PMJP
Mais de mil prestadores de serviço da saúde de João Pessoa foram exonerados nos últimos dias. O motivo alegado pela secretaria seria uma determinação judicial do Ministério Público, mas as pessoas que acabam de ficar desempregadas afirmam que estão sendo vítimas de perseguição política.


O PB Agora trouxe no último dia 29, uma denuncia da ex-secretária de saúde, Roseana Meira que utilizou as redes sociais na última segunda-feira (28) para fazer uma denúncia grave contra a prefeitura de João Pessoa. Segundo ela, uma demissão em massa estava prestes a acontecer.

Serão demitidos dois mil servidores, sendo mil da saúde municipal. Roseana chamou a atitude de oportunista e disse que a gestão está "descartando" servidores contratados como se "não valessem nada". Roseana cita ainda quem pediu a lista com os nomes e disse o motivo para tal atitude.


O vereador Raoni Mendes, no mesmo dia, questionou a secretária de Saúde de João Pessoa, Mônica Rocha Rodrigues, durante audiência pública na Câmara Municipal, sobre as denúncias de que serão demitidos mil funcionários da saúde de João Pessoa. "Se for haver, quais são os serviços que deixarão de ser ofertados a população. Acredito que todas as contratações aconteceram por necessidade e compõem um quadro que faz funcionar serviços essenciais de saúde, à população de João Pessoa", disse.


Dois servidores relataram que eles e mais 998 funcionários da saúde municiparam foram demitidos e a justificativa foi a recomendaçãp do Ministério Público da Paraíba, mas avisaram que eram filiados do PT, ex-legenda do prefeito da Capital, Luciano Cartaxo (PSD) e alegaram que estavam sendo vítimas de perseguição política.


Os prestadores Elton Nóbrega e Elizabeth Santos afirmam que prestavam serviço à secretaria há mais de oito anos, época em que Roseana Meira era secretária de saúde, na gestão de Ricardo Coutinho (PSB). 


“Creio que seja algum tipo de retaliação. Sou filiado ao PT há 14 anos e sei que não houve nenhuma determinação do Ministério (MPPB). As demissões foram feitas de boca, não teve nenhuma portaria especial. Fomos pegos de surpresa. É lamentável esse tipo de imposição, perseguição política. Deveria não ter cor partidária, mas as pessoas tem que se manifestar em qual partido esteja. O prefeito não deu nenhuma declaração de haveria essas várias demissões que ocorreram ontem a tarde”, relatou Elton, que era lotado no Distrito Sanitário 1, em Cruz das Armas.


O secretário de Articulação Política de João Pessoa, Adalberto Fulgêncio afirmou que não tinha conhecimento do assunto, mas acredita que as exonerações, não tinham motivação política. “O prefeito Luciano Cartaxo não tem esse perfil, mas desde o início do ano, estão sendo tomadas medidas mais severas para manter o equilíbrio da gestão”, destacou.



Entenda o caso:

Ex-secretária de saúde denuncia demissão em massa na PMJP


PB Agora com Paraibajá

Viva a Praça Viva promove atividades culturais no Centro Histórico de João Pessoa

Evento será realizado neste sábado (03) e espera reunir cinco mil pessoas no Casarão 34
















O Centro Histórico de João Pessoa será palco do “Viva a Praça Viva - Encontre sua história” neste sábado (03). O evento espera estimular o resgate da história da capital paraibana e incentivar a revitalização do centro histórico, assim como a utilização das praças públicas como espaço de lazer. Das 16h às 22h, serão promovidas diversas atividades artísticas, culturais e gastronômicas para um público estimado em cinco mil pessoas no Casarão 34, Academia Paraibana de Letras, Igreja Nossa Senhora do Carmo, Praça Dom Adauto e outros equipamentos históricos da região.
Às 16hh45 tem início a procissão em homenagem a Nossa Senhora do Rosário que sairá da Igreja Nossa Senhora do Carmo em um cortejo, ao som de ladainhas e hinos religiosos, pelos arredores da Praça Dom Adauto. Em seguida terão início os espetáculos. Divididos em dois palcos montados na praça, o público poderá assistir a apresentações de artistas como Jurandir do Sax, Grupo Camerata de Violão do IFPB, grupo de dança do Centro de Atividades Especiais Helena Holanda (João Pessoa), Grupo Parafolclórico Jacoca(Conde), Grupo Aruenda da Saudade (Pitimbu)  e ainda o Coral Meninos de Lucena.
Já no Casarão 34, prédio com arquitetura barroca e patrimônio da cidade, serão realizadas duas exposições abertas ao público. Uma é a mostra “João Pessoa ontem e hoje: a história continua”, composta por 40 fotografias que fazem um paralelo das ruas da Capital, com fotos do século passado e registros de hoje, dos mesmos locais. Também acontecerão a mostra de artesanato das Sereias da Penha e a exposição do Clube do Carro Antigo para os amantes de relíquias, com a apresentação de antiguidades sobre rodas, com veículos como Landau, Mustangue, fusca, Camioneta Ford entre outros.
De acordo com a gestora de Turismo do Sebrae Paraíba, Regina Amorim, o evento espera entrar no calendário da capital mostrando à população as opções de lazer oferecidas pelo centro histórico da cidade. “Este é um evento para toda a família, que atende desde criança ao idoso. Queremos resgatar nossa história e mostrar o potencial dos equipamentos históricos para população, além de incentivar a revitalização dos espaços”, destacou Regina Amorim.
Para um dos organizadores do evento, Jean Farias, o objetivo do Viva a Praça Viva é sensibilizar e conscientizar a população a respeito do valor histórico, cultural e arquitetônico do Centro Histórico de João Pessoa, através de uma experiência de vivência interativa e agradável.
A gastronomia também é destaque no Viva a Praça Viva. A segunda edição do projeto Feira Livre será realizada durante o evento. Assinado e idealizado pelo chefe Onildo Rocha, a Feira Livre vai reunir mais diversos chefs de cozinha que levarão a alta gastronomia paraibana para as ruas a preços populares, que variam de R$ 5 a R$ 20. Estão confirmadas as presenças de cinco foodbikes (Tudoquiche, Julienscake, Daora,  Strogobike e Ceviche nu Pote), dois foodtruck (Sonho Doce e Truck Bistrô) e oito barracas (Tasca da Esquina, Degustar, Quintal Restô, Anita Pâtisserie, AÍ Cozinha Criativa, Pão com Gergelim, Kokota´s e Casa Roccia).
Voltado para toda a família, o Viva a Praça Viva terá ainda exposição de artesanato, de carros antigos, de fotografias, de telas, curtas metragens e de trajes de época. Também estão programadas contação de história, palestras, apresentação de artes cênicas e circences, concertos, apresentações musicais e culturais.
Como surgiu - O projeto Viva a Praça Viva é resultado do trabalho de conclusão da 10ª turma do curso de Formação de Empreendedores em Eventos 2015, promovido pelo Sebrae Paraíba. Durante seis meses, o grupo recebeu capacitação de profissionais da cadeia produtiva de eventos com a proposta de especializar o mercado paraibano e estimular a formalização da categoria.
Este ano, vinte e cinco participantes receberam a formação do Sebrae, com aulas de módulos essenciais para a formação do agente de eventos: planejamento, desenvolvimento de equipe, promoção e captação de eventos, segurança em eventos, comunicação e marketing, modelo de negócio, cerimonial e etiqueta, além da prática de eventos. As disciplinas foram ministradas por renomados profissionais do segmento com vasta experiência em grandes eventos e atuação em todo o país, como Andrea Nakane, Tânia Trevisan, Líbia Macedo, Vanessa Martin, Ney Humberto Neves, Ferdinando Lucena, Izabel Morais, Alexsandra Gomes e Maria Rita Peres. Em sua décima edição, o curso já capacitou vários profissionais para o mercado de eventos aqui no estado.  Em 2016, o curso de formação será iniciado em março e as inscrições abrirão a partir de janeiro.
Programação
16h às 22h - Feira livre – Comidinhas de Chef (Praça Dom Adauto)
16h às 22h - Programa de Artesanato da Paraíba (Praça Dom Adauto)
16h às 22h - I Exposição de Carros Antigos (Av. Dom Pedro)
16h45 às 17h - Igreja do Carmo Procissão do Rosário da época com banda 5 de Agosto
17h15 - Orquestra Sinfônica de João Pessoa (Palco)
18h - Jurandir do Sax (Praça Dom Adauto)
18h15 - Coral Meninos do Conde  (Percurso)
19h - Belle Soares  (Palco)
19h20 - Grupo de Danças Especiais Helena Holanda (Palco)
19h50 - Percurso Grupo de Cultura Afro Aruenda da Saudade de Pitimbu (Palco)
20h20 - Camerata de Violões Do IFPB  (Palco)
20h50 - Grupo Parafolclórico Jacoca do Município de Conde (Palco)
Casarão 34
16h às 22h - Exposição Fotográfica “João Pessoa Ontem e Hoje: A história continua”- João Pedro
16h às 22h - Exposição de Telas “João Pessoa, Minha Cidade” - Alunos de Escolas Municipais do Centro de João Pessoa
16h às 22h - Exposição de Telas “Filipéia” - Jonas Lourenço
16h às 22h - Exposição de Artesanato “Sereias da Penha” Projeto do Programa de Artesanato de João Pessoa
Academia Paraibana de Letras
16h às 20h - Jogos de mesa para Educação Patrimonial 1
16h30 e 17h30 - Contação de histórias e brincadeiras integradas
16h - Curta-Metragem Augusto dos Anjos
16h30 e 19h30 - Curta-Metragem Contínuo - Um contínuo no espaço tempo de Carlos Ebert e Odécio Antônio
17h30 e 18h30 - Curta-Metragem Álbuns da Memória - A fotografia na Paraíba de Elisa Cabral
17h - Palestra Memórias e Patrimônios da Paraíba: O olhar do IPHAN
18h - Palestra ‘Memóriajoãopessoa.com’
19h - Palestra IPHAEP
20h - Palestra IAB


Assessoria