Total de visualizações de página

Horario de Brasilia

PITIMBU NOTÍCIA

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Prefeito comemora sucesso da Festa do Padroeiro de Pitimbu. “Foi a maior de todos os tempos”

DSC_0559DSC_0544DSC_0557DSC_0568DSC_048612647260_932088446869272_4859319392942690437_n
Um mar de gente invadiu a orla da cidade de Pitimbu e o prefeito Leonardo Barbalho comemorou o sucesso de público e de organização dos dois dias de festa, em comemoração ao Padroeiro Senhor do Bonfim. O tradicional evento realizado na sexta-feira (29) e neste sábado (30), incluiu shows com bandas estouradas em todo Brasil, como Gabriel Diniz, Araketu, Conde do Forró, Loira Pressão, Paredão de Luxo e John Geração, além de arrastão pelas ruas de Pitimbu com D’Brek. Neste domingo (31), acontece o show religioso e a tradicional procissão do Senhor do Bonfim.
Os comerciantes da cidade também comemoraram o sucesso das vendas durante o evento. “Nosso estoque acabou já no primeiro dia, tivemos que mobilizar diversos comerciantes para comprar mais produtos para não prejudicar as vendas”, disse José Luiz de Acaú.
Leonardo Barbalho destacou a importância de manter a tradição na realização das comemorações do padroeiro. “É muito importante realizar as festividades do Senhor do Bonfim, mantendo a tradição da nossa gente, além de gerar uma renda extra para nossos munícipes, que aproveitam os dias de evento para comercializar seus produtos. O melhor é poder participar da procissão em um ato de fé e de agradecimento ao nosso padroeiro, por um ano de muitos obstáculos, mas que foram todos superados”, disse o gestor.
O gestor ainda pontuou que a festa foi feita com os pés no chão, dentro da realidade financeira do município e contando com parceiros. “Procuramos satisfazer o gosto da população, e o resultado foi este, um público extraordinário na quinta e nesta sexta, era esse nosso objetivo, e alcançamos principalmente a satisfação do povo que veio às ruas numa forma de aprovar o evento”, comemorou Leonardo.
Além do sucesso de público, a gestão municipal também comemorou a tranquilidade do evento, que ainda gerou renda na cidade. A Guarda Municipal colaborou com a segurança no local e nas imediações da festa. A 1ª Companhia de Polícia Militar Independente de Alhandra disponibilizou um efetivo que reforçaram a segurança e mantiveram a ordem durante as comemorações.
DSC_0533DSC_0574DSC_0522


DSC_0505DSC_0488

Portal do Litoral 

Depois de perseguir e derrubar assaltantes de moto em Pitimbu, população não consegue registar B.O

dfafda
Na noite deste sábado (30) um grande tumulto foi registrado no distrito de Acaú, Pitimbu, após dois bandidos praticarem vários assaltos a adolescentes na praia azul.
Populares que testemunharam perseguiram os elementos, que se desequilibram da moto, caíram e conseguiram fugir a pé.
A moto que foi abandonada, estava com a placa coberta com sacola plástica preta, foi levada até a delegacia de Pitimbu pela população, chegando ao local, não foi possível registrar o boletim de ocorrência pois a delegacia estava fechada (só funciona de segunda a sexta), e para registrar o fato eles teriam que seguir até a delegacia de Alhandra.
Revoltados, os populares deixaram a moto na delegacia e acionaram a Policia Militar, os PMs realizaram uma consulta da placa da moto que é de Pernambuco e foi verificado que não tinha restrição de roubo.
Alguns veranistas lamentaram a situação da delegacia fechada em Pitimbu, pois os assaltos e arrombamentos são constantes e ninguém consegue registrar a ocorrência durante os fins de semana na cidade. “Infelizmente para diminuir os índices da violência na Paraíba, fecham as delegacias e assim não há registro, é assim que a criminalidade diminui? Sem registro?” Questionou um veranista.
Ainda em Acaú, um Cabo da Policia Militar foi assaltado e teve sua pistola roubada. Ele não ficou ferido e não há mais detalhes da ocorrência.



Portal do Litoral 
Com Vinicius em QAP

Veja a programação das cidades do litoral da Paraíba no Carnaval de 2016

A uma semana do Carnaval, somente Lucena tem programação definida.
Santa Rita e Cabedelo anunciaram suspensão de gastos com festejos.

Do G1 PB

Banda Encantu's (Foto: Divulgação)Banda Encantu's é atração do carnaval de Lucena (Foto: Divulgação)













A uma semana do início do Carnaval, apenas um municípios do Litoral paraibano, exceto a capital paraibana, têm a programação definida. Conforme levantamento feito pelo G1, apenas a programação musical da festa em Lucena estava fechada até a sexta-feira (29). Os municípios de Conde e Pitimbu devem anunciar as atrações durante a semana do Carnaval. Em Cabedelo, haverá apenas desfiles de blocos, sem atrações musicais custeadas pelo poder público. Em Santa Rita, por sua vez, a prefeitura anunciou que não patrocinará os festejos. 
Confira como está a programação de cada uma das cidades do litoral, além de João Pessoa, para o Carnaval 2016.
Lucena
O tradicional Carnaval da cidade localizada no Litoral Norte, é o único que até o último final de semana de janeiro, que tinha a programação definida pelo poder público. A atração de maior destaque é o cantor Mano Walter, que se apresenta no sábado (6), primeiro dia do Carnaval. A banda Encantus e o DJ Marcílio completam a programação, que vai até a terça-feira (9).
Sábado (6)
Mano Walter
Tonny Farra
Swing Levado
As Poderosas
Domingo (7)
Swing dos Playboys
Swing Estourado
Evolução do Poder
Só Swing
Segunda-feira (8)
Encantu's
Rafael Sacanão
Claudiano
Terça-feira (09/02)
DJ Marcílio
DJ Gil Bala
Escorpion Elétrico
Praia de Carapibus na Paraíba (Foto: Inaê Teles/G1)Praia de Carapibus, no Conde (Foto: Inaê Teles/G1)

Conde
A prefeitura do Conde confirmou que o Carnaval da cidade, no Litoral Sul paraibano, vai ter atrações musicais. Tradicional pela festa no distrito de Jacumã, o Carnaval do Conde deve ter a programação musical completa divulgada na segunda-feira (1º) no site oficial do município.
Pitimbu
O secretário de Comunicação de Pitimbu, Thiago Albertin, confirmou a realização do Carnaval com atrações musicais. Serão dois polos musicais, sendo um na praia de Acaú e outro na orla central da cidade, localizada no extremo Litoral Sul. Os festejos ainda vão contar com mais de 50 blocos de rua, na área urbana e rural. A programação musical completa deve ser divulgada na quinta-feira (4), uma vez que a licitação para contratação das bandas está marcada para a quarta-feira (3).
Para ir à ilha de Areia Vermelha, o turista pode pegar um barco na Praia do Poço, em Cabedelo (Foto: Krystine Carneiro/G1)Areia Vermelha, na Praia do Poço, em Cabedelo
(Foto: Krystine Carneiro/G1)
Cabedelo
Em nota, a prefeitura de Cabedelo informou novas medidas para redução de gastos públicos. Em decreto assinado pelo prefeito Leto Viana, fica suspenso até o dia 31 de março as despesas públicas para quaisquer beneficiários com finalidade de patrocínio e de apoio a realização de festividades, eventos culturais, solenidades, confraternizações, festas, presentes e outras situações similares, ressalvados os casos relacionados às ações governamentais. 
A nota afirma que “com a medida, ficam suspensas as ajudas financeiras concedidas aos blocos carnavalescos por parte do poder público municipal, bem como as festividades nos bairros do Renascer e do Centro durante o Carnaval”. Mesmo sem ajuda pública, muitos blocos vão sair às ruas da cidade, que fica na região da Grande João Pessoa.
Santa Rita
Também por meio de nota, a prefeitura da cidade na região da Grande João Pessoa anunciou a suspensão de gastos com o Carnaval. “O governo do município entende que a cidade e o seu povo têm outras prioridades, e que toda festividade pode e deve vir depois que a casa estiver posta em ordem. Questões como política salarial, construção e reabertura de unidades de saúde, reforma de escolas e creches, limpeza urbana, entre outras áreas merecem e terão, priotiriamente, a atenção da prefeitura”, afirmou a nota.
Apesar do corte, o apoio logístico como ambulâncias e equipes médicas e orientação de trânsito para as iniciativas próprias de grupos e blocos carnavalescos que pretendem realizar os seus eventos, a prefeitura disponibiliza, desde que solicitado com, no mínimo, 48 horas de antecedência.
Baía da Traição
G1 fez contato com o secretário de Turismo do município, mas as ligações não foram atendidas. 
Bayeux
G1 fez contato com a prefeitura de Bayeux para buscar informações sobre a programação para o Carnaval, mas as ligações não foram atendidas.
Mamanguape
G1 tentou entrar en contato com a prefeitura de Mamanguape para buscar informações sobre a programação para o Carnaval, mas as ligações não foram atendidas
.

Saiba como os “PUXA-SACOS” prejudicam a gestão pública e identifique um

A fidelidade canina do puxa-saco é relativa, dependendo do osso que lhe derem…
PIMENTA NOS OLHOS - PORTAL DO LITORAL

Puxa-saco, popularmente conhecido como Adulador, babão, Bajulador, lambe botas, significa a pessoa que vive elogiando seus superiores, que ocupam posição de poder, com o intuito de obter algum benefício ou privilégio, seja um elogio, um minuto de fama, uma promoção, aumento de salário, a garantia de seu emprego e, até mesmo, uma simples “auto publicidade” para sustentar um falso status e, assim, atingir seus objetivos.
Chamados também de baba-ovo, cheira-cheira, ou qualquer outro nome que se queira dar, o bajulador é aquela pessoa que conserva o incontrolável hábito de não medir esforços para agradar alguém, de preferência superior na hierarquia. Seu vício é pior que a droga, é capaz de prejudicar até a mãe para mostrar serviço. Os danos em alguns casos são irreparáveis.
Na gestão pública o fato é tão preocupante, que seguidas vezes, os gestores têm errado por conta de se deixar influenciar pela ação de puxa-saco, que via de regra, despreparados, buscam nesta vergonhosa ação, aproximar-se ainda mais do poder, eliminar concorrentes ou eventuais ameaças e assim sendo se firmarem em suas posições ou cargos, pois não tem capacidade para conseguir algo melhor.
Para o puxa-saco vale tudo, o que importa é agradar o chefe. Alguns conseguem se sobressair de tal forma que viram até mesmo autoridade. Outros são tão apelativos que quase sempre deixam seus superiores em situação comprometedora ou constrangedora. O preocupante é que o puxa-saco na ânsia de ganhar a estima e atenção do chefe acaba prejudicando seus companheiros de trabalho.
Por causa do puxa-saco, são incontáveis os registros de pessoas perseguidas na administração pública. Na grande maioria das vezes, as vítimas “julgadas e condenadas” sem direito a defesa, não sabem por que foram exoneradas, demitidas ou execradas daquele grupo, e quando sabem, não conseguem ter acesso para expor sua versão a respeito dos fatos.
o_puxa_saco.jpg.scaled1000
Como reconhecer? 
É preciso então atenção redobrada para diagnosticar prematuramente um vírus desta estirpe. Um puxa-saco profissional pode ser detectado à distância. Suas características principais são: balançar a cabeça como lagartixa; o excessivo derramamento de elogios, sugestões (mesmo descabidas); sorrisos sem graça, defesa sem ataque e ataque sem motivo, podendo ainda, em situações de contrariedade, tornar-se agressivo na defesa de seus chefes.
A figura do puxa-saco não é um vírus exclusivo do Executivo. O maldito tem uma carreira mais rápida no âmbito da área política. Inventam até pareceres ou normas, que via de regra não passa mesmo de quem quer vender uma imagem de austeridade, competência e zelo pela coisa pública. Tudo balela, geralmente são amadores, querendo “vender” sabedoria, mas infelizmente, tem quem “compre”.
O que muitos desconhecem é que além das questões relacionadas à calúnia e difamação, a fofoca no âmbito institucional, deve ainda ser considerada como uma ocorrência de assédio moral.
Senhor Nosso Deus de infinita bondade. Neste momento de grande turbulência, abençoai os nossos deputados, o nosso governador, prefeitos do litoral sul, e ao povo que convive com os puxa saco, queremos justiça, pedimos a tua proteção e a tua benção e a tua graça, aos mais humildes e perseguidos servidores públicos injustiçados, e a todos os funcionários de todas as autarquias.

Conta de água sobe mais de 21% a partir desta segunda-feira, na Paraíba

conta de agua
Começa a valer nesta segunda-feira (1º) o aumento de 21,71% na conta de água para os consumidores da Paraíba. O aumento é menor que o esperado pela Companhia, que previa 22%.
Na categoria residencial, o valor da tarifa será fixado em R$ 32,78 para os usuários que consomem até 10 metros cúbicos (m3) (tarifa mínima). Caso o imóvel também tenha serviço de esgoto, será acrescido o valor de R$ 26,22. Já nos pontos comerciais, a tarifa mínima de água custará R$ 58,49, enquanto a de esgoto será R$ 52,64.
Na categoria industrial, a tarifa mínima de água ficou em R$ 70,85, enquanto a de esgoto custará R$ 63,77. Na categoria público, os valores são R$ 66,43 tanto na tarifa de água quanto na de esgoto.