Total de visualizações de página

Horario de Brasilia

PITIMBU NOTÍCIA

segunda-feira, 30 de abril de 2018

passa de 35% após chuvas do fim de semana


As chuvas registradas nos últimos dias ocasionaram um aumento no volume dos principais açudes da Paraíba: o Epitácio Pessoa, que fica em Boqueirão, e o Complexo Coremas, que abrange os açudes Coremas e Mãe D’Água. Os número são em comparação à ultima terça-feira (24).
Em Boqueirão, o açude teve um ganho de 6.442.269,4 metros cúbicos (m³), o que representa um aumento de 1,56%. Atualmente, o reservatório está com 144.639.522,16 m³. Este valor é 35,13% da capacidade total, que é de 411.686.287 m³, e maior que os 32% que foram registrados até o fim da semana passada.
Já no açude Coremas, que fica na cidade de mesmo nome, o ganho foi de 3.722.331,04 m³, o que representa um aumento de 0,63%. Hoje, o montante de água está em 116.356.507 m³, quase 20% de sua capacidade máxima.
Por fim, o açude Mãe D’Água foi o que registrou o menor aumento. Foram apenas 557.521,6 m³, 0,1% de ganho. Com isto, o reservatório atingiu 55.787.468             m³, pouco menos de 10% de sua capacidade total.

Presidente Michel Temer antecipa pronunciamento do 1º de Maio

Presidente Michel Temer antecipa pronunciamento do 1º de Maio
O pronunciamento que o presidente Michel Temer faria amanhã (1º), pelo Dia do Trabalho, foi antecipado para hoje (30). O pronunciamento será transmitido, em cadeia de rádio e televisão, às 20h30. A expectativa é que Temer anuncie o valor do reajuste para os beneficiários do Bolsa Família. 
O último reajuste do programa foi em junho de 2016 no percentual de 12,5%. Ao tomar posse, no início de abril, o ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, informou que o governo discutia conceder um reajuste maior do que a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que é de 2,95%.
É uma tradição que o presidente da República fale à nação no dia 1º de maio. Em seu último pronunciamento, por ocasião do Dia da Inconfidência, Temer defendeu seu governo e citou algumas de suas ações. Dentre elas, a redução dos juros básicos da economia e da inflação, e a proposta do governo de aumentar o salário mínimo para R$ 1.002. O presidente também fez críticas àqueles que, segundo ele, tentam “bater bumbo” pelo fracasso do país. 
Agência Brasil

Aguinaldo Ribeiro teria negociado propina com Pezão, diz delator



O ex-secretário Hudson Braga, em sua delação, narrou um episódio com o ex-ministro das Cidades Aguinaldo Ribeiro. O caso aconteceu em 2014, segundo informações da coluna Radar, da Veja. Era um jantar. O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, também estava presente. Veja o que diz a coluna:
Na ocasião, Ribeiro teria dito que seu sucessor na Esplanada, Gilberto Occhi, era sua indicação, junto com o senador Ciro Nogueira. Contou vantagem.
E naquele ponto começou a baixaria. Ele teria cobrado o pagamento de propina para liberação de empréstimos no FGTS para obras na Baixada Fluminense.
O crédito seria de 3,5 bilhões de reais. O equivalente, por fora, seria 15% desse valor.
Após negociarem, Ribeiro teria aceitado 0,5% do montante como sua parte devida.
O combinado seria que a OAS faria o depósito, que não ocorreu porque no dia acertado para a negociata a empreiteira sofreu um mandado de busca e apreensão.
PARLAMENTO PB

O ex-secretário Hudson Braga, em sua delação, narrou um episódio com o ex-ministro das Cidades Aguinaldo Ribeiro. O caso aconteceu em 2014, segundo informações da coluna Radar, da Veja. Era um jantar. O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, também estava presente. Veja o que diz a coluna:
Na ocasião, Ribeiro teria dito que seu sucessor na Esplanada, Gilberto Occhi, era sua indicação, junto com o senador Ciro Nogueira. Contou vantagem.
E naquele ponto começou a baixaria. Ele teria cobrado o pagamento de propina para liberação de empréstimos no FGTS para obras na Baixada Fluminense.
O crédito seria de 3,5 bilhões de reais. O equivalente, por fora, seria 15% desse valor.
Após negociarem, Ribeiro teria aceitado 0,5% do montante como sua parte devida.
O combinado seria que a OAS faria o depósito, que não ocorreu porque no dia acertado para a negociata a empreiteira sofreu um mandado de busca e apreensão.
PARLAMENTO PB
O ex-secretário Hudson Braga, em sua delação, narrou um episódio com o ex-ministro das Cidades Aguinaldo Ribeiro. O caso aconteceu em 2014, segundo informações da coluna Radar, da Veja. Era um jantar. O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, também estava presente. Veja o que diz a coluna:
Na ocasião, Ribeiro teria dito que seu sucessor na Esplanada, Gilberto Occhi, era sua indicação, junto com o senador Ciro Nogueira. Contou vantagem.
E naquele ponto começou a baixaria. Ele teria cobrado o pagamento de propina para liberação de empréstimos no FGTS para obras na Baixada Fluminense.
O crédito seria de 3,5 bilhões de reais. O equivalente, por fora, seria 15% desse valor.
Após negociarem, Ribeiro teria aceitado 0,5% do montante como sua parte devida.
O combinado seria que a OAS faria o depósito, que não ocorreu porque no dia acertado para 
O ex-secretário Hudson Braga, em sua delação, narrou um episódio com o ex-ministro das Cidades Aguinaldo Ribeiro. O caso aconteceu em 2014, segundo informações da coluna Radar, da Veja. Era um jantar. O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, também estava presente. Veja o que diz a coluna:
Na ocasião, Ribeiro teria dito que seu sucessor na Esplanada, Gilberto Occhi, era sua indicação, junto com o senador Ciro Nogueira. Contou vantagem.
E naquele ponto começou a baixaria. Ele teria cobrado o pagamento de propina para liberação de empréstimos no FGTS para obras na Baixada Fluminense.
O crédito seria de 3,5 bilhões de reais. O equivalente, por fora, seria 15% desse valor.
Após negociarem, Ribeiro teria aceitado 0,5% do montante como sua parte devida.
O combinado seria que a OAS faria o depósito, que não ocorreu porque no dia acertado para a negociata a empreiteira sofreu um mandado de busca e apreensão.
PARLAMENTO PB
PARLAMENTO PB ex-secretário Hudson Braga, em sua delação, narrou um episódio com o ex-ministro das Cidades Aguinaldo Ribeiro. O caso aconteceu em 2014, segundo informações da coluna Radar, da Veja. 

De olho no PSC, Maranhão nega veto a Manoel Júnior para disputar o Senado, mas elege Dalton Gadelha para companheiro de chapa

De olho no PSC, Maranhão nega veto a Manoel Júnior para disputar o Senado, mas elege Dalton Gadelha para companheiro de chapa
Apesar de o vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior (PSC) se colocar à disposição de seu partido para disputar uma das vagas ao Senado Federal nas eleições deste ano, o senador e pré-candidato ao governo da Paraíba, José Maranhão (MDB) tem ignorado essa pretensão e, durante esse final de semana, durante entrevista,  cravou o nome de outro filiado, do PSC, como possível companheiro de chapa. Trata-se do empresário Dalton Gadelha.
"Com certeza vamos fazer aliança com o PSC, e gostaríamos de ter na nossa chapa um representante como Dalton Gadelha, profissional liberal e grande empresário da Paraíba e no Brasil, que tem se afirmado na vida empresarial com grande talento e espirito empreendedor", disse.
Sobre as pretensões de Júnior, Maranhão deixou claro que esse é um problema do PSC e não dele.
"Esse problema nos interessa resolver na medida das nossas possibilidades. O mais indicado a resolver é Marcondes Gadelha”, disse, ressaltando não ter problema em ter Júnior em uma eventual chapa.

PB Agora

domingo, 29 de abril de 2018

Turismo sem roupa: oito praias de nudismo no Brasil; confira!


Enquanto na Europa é absolutamente comum ver famílias inteiras nuas nas praias, no Brasil a questão ainda gera discussão e até certa curiosidade entre as pessoas que desconhecem a prática do naturismo. Apesar de serem exibidos nas praias do País alguns dos menores biquínis do mundo, a nudez ainda é um tabu por cá.
Por conta disso, muitas praias são destinadas à prática deste hábito de não usar roupas em ambiente aberto. Oficialmente, o Brasil tem oito praias de nudismo. Em algumas delas, ficar pelado é obrigatório. Em outras, a nudez é opcional.
Saiba quais são esta praias que estão localizadas no Rio Janeiro, Santa Catarina, Espírito Santo, Bahia e Paraíba e dispa-se de pudores!
Praia de Barra Seca
Onde fica? Linhares (ES)
Nudismo é obrigatório? Sim
Curiosidade? Tem um clima familiar

Praia do Abricó
Onde fica? Rio de Janeiro (RJ)
Nudismo é obrigatório? Durante o fim-de-semana
Curiosidade? Praia de nudismo mais recente a ser oficializada no país

Olho de Boi
Onde fica? Búzios (RJ)
Nudismo é obrigatório? Não
Curiosidade? As águas são bastante cristalina

Massarandupió
Onde fica? Entre Rios (BA)
Nudismo é obrigatório? Sim
Curiosidade? A vila tem três pousadas naturistas

Tambaba
Onde fica? Conde (PB)
Nudismo é obrigatório? Sim.
Curiosidade? Homens desacompanhados não podem entrar na praia


Praia da Galheta
Onde fica? Florianópolis (SC)
Nudismo é obrigatório? Não
Curiosidade? A praia é boa para surfar


Praia do Pinho
Onde fica? Balneário Camboriú (SC)
Nudismo é obrigatório? Sim
Curiosidade? Foi a primeira praia de nudismo do Brasil


Pedras Altas
Onde fica? Palhoça (SC)
Nudismo é obrigatório? Sim
Curiosidade? O mar lembra uma piscina natural


É importante ressaltar que estas praias, apesar da prática de nudismo, não está associada à sacanagem ou sexo. Nelas, está proibido o sexo em público ou a masturbação. Assim como fotografar ou filmar os outros.


Fonte: Notícias ao Minuto

Divulgados gabaritos preliminares do concurso da PM e Bombeiros


O Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC), responsável pelo concurso para soldado da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar, divulgou, na tarde deste domingo (29), os gabaritos preliminares da prova. Os candidatos têm até 16h da próxima terça-feira (1°) para entrar com recursos sobre as questões da prova. Veja os gabaritos aqui.
O concurso oferece 1.000 vagas, 900 delas para a Polícia Militar e 100 para o Corpo de Bombeiros. Ao todo, foram registradas 79.501 inscrições e mais de 93% (73.997) dos candidatos compareçam para fazer a prova. Foram cerca de 49 candidatos eliminados por ‘descuido’ com o que pedia o edital.
A previsão é que o resultado final da primeira etapa do concurso seja divulgado ainda na primeira quinzena de maio. Nos dias 19 e 20 de maio, será realizado o psicotécnico, que é a segunda fase do concurso. Os exames de saúde e os testes físicos devem acontecer em junho.

Eleições 2018: união das oposições na Paraíba é desacredita por 54%

Eleições 2018: união das oposições na Paraíba é desacredita por 54%
Uma enquete realizada pelo portal PB Agora apontou que pelo menos 54% dos internautas desacreditam na tese de união das oposições na Paraíba para as eleições estaduais deste ano.
O portal perguntou se o internauta acreditava nessa união e apenas 22,63% disse acreditar que o grupo estaria coeso nesse pleito. 
5% acredita que o grupo estará junto apenas no 2º turno e 7% avaliam que nem no segundo turno eles estarão unidos.
A enquete recebeu 3288 cliques até este domingo, 29.
Desses 1760 optaram a opção ‘não’, que não acreditam na união das oposições, e 744 votos optaram pela opção ‘sim’, de que a oposição estará unida.
CONFIRA
PB Agora

sábado, 28 de abril de 2018

Ex-vice-prefeito de Pedras de Fogo declara apoio ao deputado Branco Mendes

O ex-vice-prefeito de Pedras de Fogo, Sérgio Figueiredo (PRB), declarou apoio ao deputado estadual Branco Mendes (Podemos) durante encontro neste sábado (28). O vereador Zé de Duda (PRB) também participou do encontro em João Pessoa. Com isso, o deputado segue ampliando e fortalecendo suas bases eleitorais por toda Paraíba.
Sérgio Figueiredo foi vice-prefeito por duas vezes na gestão de Clarice Ribeiro, atualmente é filiado ao Partido Republicano do Brasil.
Sérgio também foi candidato a prefeito em 2012 e destacou que é importante apoiar um deputado que tem serviço prestado em Pedras de Fogo.
O deputado Branco Mendes agradeceu a confiança de mais uma grande liderança política em seu projeto de reeleição. “Agradeço ao amigo Sérgio Figueiredo, pela parceria firmada ampliando nossas bases políticas na cidade. Agradeço também ao vereador Zé de Duda, um amigo fiel que sempre esteve ao nosso lado trabalhando incansavelmente por toda população do município”, disse.
Portal do litoral PB

Contas de luz voltam a ter cobrança e energia fica mais cara em maio

Nesta sexta-feira (27), a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou que a bandeira tarifária será amarela em maio. Isso significa que, no próximo mês, as contas de energia voltam a ter a cobrança extra que, neste caso, será de R$ 1 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) de energia consumidos.
De acordo com a Aneel, entre janeiro e abril de 2018, a bandeira tarifária ficou na cor verde, e a cobrança extra nas contas de luz foi suspensa. A manutenção da bandeira verde coincidiu com o período de chuvas mais intensas nas regiões Sudeste e Centro-Oeste, onde estão as principais hidrelétricas do país.
Com mais chuva, o armazenamento de água nos reservatórios sobe e o país usa ainda mais energia gerada por hidrelétricas, que é mais barata.
Portal do litoral PB
A Aneel para justificar a mudança da bandeira em maio, apontou que, com o fim, em abril, do período de chuvas mais intensas nas regiões Sudeste e Centro-Oeste, o nível dos reservatórios das hidrelétricas tende a baixar. sexta-feira (27), a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou que a bandeira tarifária será amarela em maio. Isso significa que,

sexta-feira, 27 de abril de 2018

Secretário revela tom da conversa com Jackson Macêdo sobre formação de chapa majoritária: "Dura pois precisávamos pôr coisas na mesa"

Secretário revela tom da conversa com Jackson Macêdo sobre formação de chapa majoritária:
O  secretário de Planejamento e Articulação, Waldson Souza revelou nesta sexta-feira (27), o tom da conversa que teve com o presidente estadual do PT Jackson Macêdo sobre a composição da chapa majoritária na Paraíba.
De acordo com Waldosn, a conversa teve que ser dura, haja vista haviam muitos pontos que precisavam ser colocados na mesa.
"Em alguns momentos, a reunião foi um pouco dura porque precisávamos colocar algumas coisas na mesa. Tem muita coisa a se conversar e a se construir. Até lá, vamos conversar com o PSB e outros partidos buscando construir um bom caminho para as eleições de 2018”, disse.
O secretário também falou sobre as discussões que devem ser realizadas com os demais partidos.
"É preciso entender que o PSB tem o direito e necessidade de compor sua chapa majoritária. É lógico que toda discussão para composição majoritária será feita com os demais partidos, mas esse é um direito do PSB, mas teremos essa discussão permanente e esse debate não vai ficar do ponto de vista de um partido ou de uma liderança só” declarou.
PB Agora

64% dos paraibanos pretendem presentear no Dia das Mães

64% dos paraibanos pretendem presentear no Dia das Mães
Para homenagear as mães no dia delas, 64,38% dos filhos paraibanos pretendem presenteá-las. Esse resultado foi o maior dos últimos três anos: em 2016 a intenção de presentear foi de 59,17% e em 2017 de 64,03%. A Pesquisa de Intenção de Compras para o Dia das Mães na Região Metropolitana de João Pessoa (RMJP) foi realizada pelo Instituto Fecomércio de Pesquisas Econômicas e Sociais da Paraíba. Para o comércio, a data é a segunda mais expressiva, ficando atrás apenas do Natal.
“Esse crescimento verificado na intenção de compras para o Dia das Mães pode ser atribuído, em parte, à redução da inflação e à maior disponibilidade do crédito para pessoa física, além da retomada do emprego que, apesar de ser muito tímido, torna os consumidores mais otimistas”, afirmou o Presidente da Fecomércio Paraíba, Marconi Medeiros.
É importante ressaltar que a sondagem reflete a intenção de compras, o que não pode ser considerado como compras efetivas. Em 2017, a intenção de compras para esta data comemorativa foi de 64,03% porém, na sondagem de 2018, o percentual dos que afirmou ter efetivamente comprado apareceu com percentual de 72,60%, superando a intenção de compras em 8,57p.p.
Entre os presentes mais citados, os itens de vestuário (29,79%), por mais um ano, serão os mais procurados. Em segundo lugar apareceram os perfumes e os  eletrodomésticos e eletroeletrônicos (16,11% cada). Entre os eletrodomésticos e eletroeletrônicos os mais citados foram: smartphones/celulares (18,87%), fogão (15,09%), televisão (13,21%) e geladeira (9,43%). Outros produtos como calçados (10,64%), joias e bijuterias (4,56%) e cosméticos (4,26%) também aparecem com forte indicação. Entre os respondentes, 10,03% manifestaram intenção de presentear, mas ainda não haviam escolhido o presente.
A pesquisa também procurou conhecer o que as mães gostariam de receber de presente de seus filhos. Dentre os itens apontados, o destaque também foi vestuário (29,41%), em seguida vêm perfumes (17,65%) e eletrodomésticos/ eletroeletrônicos (15,29%), destes os smartphones foram os mais citados (23,08%), seguido por fogão com 19,23%, máquina de lavar roupas e televisão, com 15,38% cada. É importante destacar que nesta questão a entrevistada poderia citar mais de um tipo de presente que gostaria de receber, o que torna o somatório das respostas superior a 100%.
Os consumidores pretendem gastar uma média de R$206,17 com o presente, valor praticamente estável quando comparado ao do ano passado (R$208,24). Os homens (R$ 229,24) devem gastar mais com os presentes do que as mulheres (R$ 187,82). A maior parte dos entrevistados (37,39%) deve comprar presentes com valores entre R$ 51,00 e R$ 100,00. Já os presentes com valores acima de R$800,00 foram informados por 3,95% do total. Por faixa de renda, os respondentes com rendimentos de até dois salários mínimos pretendem gastar, em média, R$131,75 com presentes. 
Quanto à forma de pagamento, a maioria (51,67%) pretende comprar a prazo. Destes, 98,24% citou o cartão de crédito como a modalidade de pagamento preferida. Já as compras à vista foram citadas por 48,03% dos entrevistados, e a maior parte destes (76,58%) pretende utilizar o dinheiro em espécie. É importante salientar que a escolha dessa modalidade de pagamento está diretamente ligada ao grau de desconto oferecido pelos empresários. Os entrevistados pretendem economizar na hora da compra: 56,84% querem fazer pesquisa de preço, 33,43% comprar presentes de preços mais baixos, 7,90% vão comprar os presentes em conjunto com os familiares e 1,82% pedir desconto nas compras à vista.
Sobre o local das compras, 60,79% dos entrevistados pretendem adquirir os presentes nos shoppings centers, devido à diversidade de produtos, conforto e segurança que estes estabelecimentos oferecem. Em todas as faixas de renda os shoppings foram os mais citados, contudo nas faixas com salários mais elevados a escolha dos shoppings foi mais evidente. Já para 37,08%, o local escolhido para as compras serão as lojas do Centro de João Pessoa.
  
Perfil do consumidor
Ao traçar o perfil dos entrevistados, verificou-se que as mulheres representam a maioria, com 56,75%. Do total, 50,10% dos entrevistados estão solteiros, seguidos por 40,51% que são casados ou vivem em união estável; depois aparecem os divorciados (6,85%) e viúvos (2,15%). No que condiz à faixa etária destes consumidores, a maioria possui entre 26 e 36 anos (33,27% do total), e 25,05% possuem idade entre 18 e 25 anos. Já em relação à escolaridade, 38,75% concluíram o ensino médio, seguidos por 31,70% que possuem ensino superior completo.
De acordo com a pesquisa, o maior número de entrevistados possui renda mensal de até dois salários mínimos, representando um percentual de 40,90%. Em seguida, encontram-se os consumidores com rendimento entre dois e quatro salários mínimos (27,01%) e superior a 10 salários (2,74%). Ainda no que condiz à faixa de renda, 7,63% dos consumidores afirmaram não possuir rendimentos (representando os que não têm ocupação remunerada ou estão fora do mercado, são dependentes financeiros dos cônjuges ou estudantes).
Em relação à situação financeira, a maior parte dos entrevistados (49,32%) afirmou que a situação financeira permaneceu semelhante a que tinha no ano passado. Já para um grupo de 28,38%, a situação financeira melhorou este ano, resultado 5,45 p.p. superior ao do ano passado. Dos respondentes que afirmaram estar em situação financeira melhor, 22,31% tiveram crescimento na renda, 4,89% se sentem mais seguro no emprego e 2,35% conseguiram voltar ao mercado de trabalho. Esse resultado representa alta de 1,36p.p. se comparado ao registrado em igual período de 2017. Em sentido oposto, os respondentes que afirmaram estar com situação financeira pior este ano aparecem com 22,11% do universo entrevistado, resultado inferior em 15,45p.p comparado ao do ano passado. Destes, 7,63% estão desempregados. Se compararmos esse resultado com o de 2017 (10,87%) houve uma retração de 3,24p.p. no percentual dos respondentes que afirmaram estarem desempregados.
  
Metodologia
A pesquisa foi realizada no período de 16 a 23 de abril de 2018, com consumidores que residem na Região Metropolitana de João Pessoa. No total, foram aplicados 511 questionários devidamente estruturados, com entrevistas realizadas em pontos onde ocorrem as maiores concentrações de vendas na RMJP. Os entrevistados foram escolhidos de forma aleatório (sendo necessário ter idade era igual ou superior a 18 anos), pertencentes às classes A, B, C, D e E. Para que o trabalho apresentasse resultado satisfatório foi calculado um erro amostral de 4,33% e o índice de confiança de 95,00%.

Ascom

Ministério Público limita horários do São João de Patos

Na última quarta-feira (25), foi realizada uma audiência pública promovida pela Justiça de Patos na para discutir as datas, horários e a organização do “São João 2018”, no município.
Ficou definido que o evento vai acontecer no período de 19 a 24 de junho, no Terreiro do Forró, no bairro Brasília. A programação oficial está prevista para ser lançada pela prefeitura, na próxima terça-feira (2), no auditório do Sebrae, em entrevista coletiva com o prefeito da cidade.
Conforme explicou o promotor de Justiça Uirassu Medeiros, a audiência teve como objetivo definir a atuação dos órgãos nos dias de realização do “São João de Patos 2018” e adotar medidas para que a festividade, considerada uma das mais importantes para a cultura e economia da região, ocorra de forma segura e tranquila.
“O Ministério Público foi provocado pela Fundap, justamente para que viabilizasse esse encontro com instituições que participam direta ou indiretamente do evento, seguindo um modelo inaugurado em 2017 e que foi muito exitoso. Esse encontro de instituições para definir algumas rotinas para o São João busca otimizar a atuação dos órgãos e fazer com que as pessoas que objetivam usufruir desse grande evento possam vir a Patos e participar dele com segurança”, disse.
Compareceram à audiência representantes de órgãos e instituições como o Procon, Secretaria de Trânsito (STTrans), Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), secretarias de Serviços Urbanos e de Infraestrutura de Patos, Chefia de Gabinete, Fundação Cultural de Patos (Fundap), Policia Militar, Corpo de Bombeiros, Policias Ambiental e Civil, Conselho Tutelar, Conselho Municipal dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes (CMDCA) e Ministério do Trabalho.
Na audiência, ficou definido que o encerramento do “São João de Patos 2018” deve acontecer às 3h da madrugada, de terça a quinta-feira (dias 19, 20 e 21 de junho) e às 4h da madrugada, na sexta e no sábado (22 e 23). Já no domingo, dia 24 de junho, a festa deve acabar à meia-noite.
Em relação às providências que cada órgão deve adotar, ficou definido que o Corpo de Bombeiros deverá providenciar um ponto de apoio no local do evento, de forma similar ao que é feito pela Polícia Militar e Samu. Também ficou acertado que os organizadores devem obedecer e cumprir o projeto apresentado pelo Corpo de Bombeiros e que toda a documentação necessária (como as Anotações de Responsabilidade Técnica – ARTs) deve ser entregue ao órgão com antecedência mínima de 24 horas.
Ficou definido também que o show pirotécnico contratado pelo Município deve atender às determinações do Corpo de Bombeiros, especificamente quanto ao local de instalação dos fogos de artifício e respectiva soltura.
O Samu deverá providenciar uma base, com equipe de suporte avançado, no local do evento, ao lado da estrutura montada pela prefeitura para funcionamento do prontoatendimento. Já a Polícia Militar deve repetir as rotinas de estrutura (como centro de triagem) e alimentação desenvolvidas em 2017 e a Polícia Civil deve disponibilizar uma delegacia móvel dentro do perímetro do evento, sem prejudicar o sistema de plantão na sede da seccional, no Grupo Tático Especial e na Delegacia de Homicídios e Entorpecentes.
Os organizadores também deverão estabelecer as regras de conduta no perímetro do evento, para que os adquirentes de camarotes ou ingressos tenham conhecimento prévio das restrições da festividade.
Na audiência, o Conselho Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) falou da necessidade de se combater dois graves problemas, comuns em eventos de grande porte, em todo o país: a venda e o fornecimento de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos de idade e a exploração sexual de crianças e adolescentes.
Por conta disso, ficou deliberado que os comerciantes cadastrados e que trabalharem no evento devem ser orientados sobre o assunto e que devem ser colocados cartazes e adesivos sobre a proibição da venda e fornecimento de bebidas alcoólicas para o público infantil e adolescente, utilizando inclusive o material produzido pelo Ministério Público, para o projeto “Prevenir é proteger”, que versa sobre a lei que criminaliza esse fornecimento de bebida alcoólica a menores de 18 anos, com penas de multa a prisão para quem não obedecê-la.
O Conselho Tutelar deverá manter a estrutura operacional disponibilizada pela prefeitura nos mesmos moldes do evento ocorrido em 2017. No entanto, o trabalho de campo deve ser desenvolvido por “agentes de proteção”, vinculados ao Poder Judiciário (da 7ª Vara da Comarca de Patos/PB), em parceria com o Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas), através do sistema de “busca ativa”.
Os conselheiros tutelares deverão ficar em regime de plantão, no local do evento, preservando as atribuições dos agentes de proteção, que poderão contar com o auxílio da polícia militar. A PM também deverá ser acionada para dar apoio aos conselheiros que precisarem se deslocar para regiões de risco.

SENAI PB firma parcerias para ampliar atuação nos setores de mecânica e têxtil

O gerente do SENAI explica que o objetivo é ampliar essa capacitação para a comunidade
O SENAI da Paraíba firmou durante este mês de abril parceria com a empresa multinacional General Motors do Brasil, com o objetivo de oferecer capacitações para os mecânicos que atuam nas oficinas autorizadas pela GM.
Através da parceria, a instituição recebeu três veículos, uma caminhonete S10, um Cruze e um Spin, além de motores e peças que serão utilizadas nas capacitações, que começam no próximo dia 15 de maio, na unidade do SENAI em Caaporã.
“Estaremos iniciando os cursos com os mecânicos da GM, no dia 15 de maio, e iremos trabalhar com sistema de transmissão automático ciclo otto, diesel, sistema de direção elétrica, tapeçaria e a mecânica geral como um todo, explicou o gerente Executivo de Educação – Tecnologia e Infraestrutura do SENAI, Janildo Sales.
O gerente do SENAI explica que o objetivo é ampliar essa capacitação para a comunidade. “Nós meses de maio e junho, estaremos capacitando os mecânicos da Chevrolet da Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte, e no segundo semestre iremos atender também a comunidade com esses cursos, ampliando assim a oferta de mão de obra qualificada em nosso estado”, ressaltou.
Além da parceria com a GM, no último dia 18 de abril, o SENAI PB também firmou parceria com o Centro de Tecnologia da Indústria Química e Têxtil o SENAI CETIQT. Com isso a Paraíba recebeu várias  carretas com novos equipamentos que permitirão a dinamização do setor têxtil na Paraíba e a formação de novos profissionais utilizando recursos de ponta.
Entre as novidades, será realizado pelo SENAI o Curso Técnico Têxtil, que deverá ter as aulas iniciadas no segundo semestre deste ano.
Informações adicionais podem ser obtidas através do telefone: (83) 2101-5302

quinta-feira, 26 de abril de 2018

Senador destaca importância da Lei de Gestão Compartilhada do município de Conde

O senador do estado do Amapá, João Capiberibe, parabenizou a prefeita Márcia Lucena e a Câmara Municipal de Conde, durante sessão no Senado Federal, pela iniciativa da gestora em elaborar e da Câmara Municipal em aprovar a Lei de Gestão Compartilhada.
Através da referida lei, a população pode acompanhar, de forma organizada através de  aplicativos e agregadores disponíveis na Internet e na telefonia celular, a execução de obras, contratação de serviços e aquisição de materiais e equipamentos pelo município.
Para o senador João Capiberibe, a iniciativa pioneira no Brasil, irá ampliar a transparência da gestão da prefeita Márcia, além de aproximar a população do poder público municipal.
“Queria parabenizar a prefeita Márcia Lucena e a Câmara de Conde que aprovou a Lei de Gestão Compartilhada. O município a partir de agora tem uma lei que permite que seus cidadãos possam se organizar e acompanhar a execução de obras, serviços públicos e compras de Conde. Essa é uma notícia positiva para a ética e controle da corrupção” disse.
O senador ainda revelou ter apresentado o modelo de Lei de Gestão Compartilhada à Márcia Lucena e também teceu elogios à cidade, a qual ressaltou ser uma das mais belas da Paraíba.
“Eu estive com a prefeita, sugeri essa proposta, ela se entusiasmou e elaborou um projeto adaptado ao município que é um dos mais belos da Paraíba” elogiou.
O projeto da Lei de Gestão Compartilhada de Conde foi elaborado pela Procuradoria Geral de Conde e enviado à Câmara Municipal onde obteve aprovação por unanimidade.

Preço do gás de cozinha pode custar até R$ 70 em JP; veja pesquisa


Diferença de R$ 10 reais continua a mesma desde fevereiro, segundo Procon da Capital
Um botijão de gás de cozinha de 13 kg à vista custa de R$ 60 até R$ 70. É o que afirma uma pesquisa realizada nessa terça-feira (24) pela Autarquia de Proteção e Defesa do Consumidor do Estado da Paraíba (Procon-PB). A diferença de R$ 10 reais continua a mesma desde fevereiro. Veja aqui pesquisa completa.
A pesquisa, que visitou 19 estabelecimentos em 15 bairros de João Pessoa, levantou preços do produto das marcas Brasilgás, Liquigás, Supergasbras, Nacional Gás e Ultra Gás. Embora os maiores e menores preços tenham se mantido, os preços intermediários mudaram, alterando a média de preços, que subiu de R$ 64,37 para R$ 65,16. De acordo com o secretário Helton Renê, o Procon-JP vai continuar monitorando os preços do produto através de pesquisas.
Ele acrescenta que “nossos levantamentos de preços sempre trazem dados novos para o consumidor, a exemplo de locais que vendiam o gás com preços diferenciados em dinheiro ou no cartão, e hoje nivelaram o valor nas duas transações. Também há casos em que o estabelecimento não revende mais o produto no cartão de crédito, ou, ainda, que reduziu o número de locais vendendo com o menor preço das últimas pesquisas, R$ 60,00”.
Menor e maior valor
O menor preço, R$ 60, foi encontrado no Mercadinho Pontes (Jardim Planalto), Depósito do Neto (Alto do Mateus) e Neto Gás (Bancários). O maior preço, R$ 70, está sendo praticado nos seguintes estabelecimentos: Posto Bancários (Bancários); Mercadinho Pedro Gondim (Pedro Gondim) e Posto Grid (Bairro das Indústrias).
Os pontos de revenda pesquisados foram: Depósito Pecorelli (Jaguaribe); Mercadinho Pontes (Jardim Planalto); Zé do Gás (Ilha do Bispo); Depósito do Neto (Alto do Mateus); Nunes Gás, Posto Bancários, Real Gás e Neto Gás (Bancários); Depósito D’Almir (Bairro dos Estados); Posto Expressão (Bessa); Brito Distribuidora (Expedicionários); Mercadinho Pedro Gondim (Pedro Gondim); Hugo Gás e Unigás (Geisel); Depósito do Beto (Monsenhor Magno); Gravatá Gás (Valentina I); Melhor Gás (Mangabeira I); Isaquiel Gás (Miramar); Posto Grid (Bairro das Indústrias).

Defesa Civil de Alhandra está em alerta para atender chamados da população devido as fortes chuvas

A Defesa Civil do município de Alhandra está em alerta, principalmente neste período com previsões de chuvas fortes para o Litoral Paraibano. O secretário de infraestrutura, Júnior Fernandes, informou que as equipes estão atentas para reparar os possíveis danos que possam acontecer devido às chuvas frequentes em Alhandra, já que a cidade está entre as dez que mais chove no estado.
Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a previsão é de pancadas de chuva na região até o próximo domingo (29).
A população que precisar entrar em contato com a Defesa Civil de Alhandra, pode ligar para o número 3256-1078. Ou entrar em com o Corpo de Bombeiros pelo número 193.
“A defesa civil de Alhandra está atenta e também emite alerta. Como não podemos controlar as chuvas, estamos trabalhando para evitar transtornos à população”, ressaltou Júnior Fernandes.
A Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa) ainda dá algumas instruções de segurança para a população: evite enfrentar o mau tempo; observe alteração nas encostas; evite usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada e obtenha mais informações junto à Defesa Civil (telefone 199).
Portal do litoral PB

ALPB: Petista tem proposta solicitando alteração do seu nome rejeitada

ALPB: Petista tem proposta solicitando alteração do seu nome rejeitada
Seguindo a orientação da nacional do Partido dos Trabalhadores, o deputado estadual Anísio Maia (PT), apresentou ontem (25), um requerimento onde propôs a alteração do seu nome no placar eletrônico da Assembleia e em dados oficiais da Casa. O requerimento foi rejeitado.
Anísio Maia queria mudar seu nome ‘legislativo’ para ‘Anísio Lula Maia’. Até apresentou requerimento na AL-PB solicitando alteração nos registros da casa, pedido que foi rejeitado por ferir o Regimento Interno, ponto levantado por Ricardo Barbosa (PSB) – o petista só poderia solicitar a alteração até o dia 28 de janeiro. Terá de esperar outra legislatura.

A propósito de Ricardo Barbosa, ontem, o deputado estava com a língua afiada, no tocante à veia humorística. Primeiro, quando a mesa convocou Anísio Maia à tribuna, ele emendou: “Deputado Lula da Silva”. Logo após, se dirigiu a Raniery Paulino como “Raniery Maria Pires”, fazendo alusão ao equívoco cometido pelo emedebista, semana passada: pensava que Dom José estava vivo.

Semana passada, seguindo a tese da grande popularidade de Lula o deputado estadual Anísio Maia repercutiu pesquisas sobre o ex-presidente Lula que, mesmo sendo de “veículos de direita”, dão larga vantagem ao petista. “No Datafolha, Lula é citado, espontaneamente, por 39% das pessoas [para presidente]. 58% acham que ele tem o direito de ser candidato. No Estadão, 73% dizem que ele é perseguido, é um preso político. Vamos lutar até o fim por Lula presidente”.

Redação

quarta-feira, 25 de abril de 2018

Projeto aprovado na Câmara do Conde autoriza criação de grupos de WhatsApp

Em meio à polêmica gerada após aprovação da lei, prefeita explica que a medida visa dar maior transparência às obras da prefeitura


Um projeto aprovado nesta semana pela Câmara Municipal do Conde, na Região Metropolitana de João Pessoa, tem gerado polêmica. Trata-se da autorização para que os moradores da cidade criem grupos de WhatsApp para fiscalizar as obras e ações da prefeitura. A iniciativa, de autoria do Executivo, foi comemorada pela prefeita Márcia Lucena (PSB) em postagem nas redes sociais. Também nas redes sociais, internautas da cidade compararam a iniciativa com o voto de aplauso da Câmara Municipal de Bayeux a um grupo de WhatsApp da cidade.
Em vídeo gravado e divulgado nas redes sociais, a prefeita Márcia Lucena agradece a sensibilidade dos vereadores que aprovaram a medida. A nova legislação estabelece que as pessoas que queiram criar grupos no aplicativo de compartilhamento de mensagens deverão procurar a Secretaria de Comunicação da Prefeitura. O procedimento é feito para que seja autorizada a participação de um servidor da prefeitura e da empresa responsável pela obra ou serviço a ser fiscalizado. Estes servidores terão a missão de municiar o cidadão com informações sobre o andamento dos empreendimentos municipais.
Em contato com o blog, a Secretaria de Comunicação da prefeitura informou que a medida visa dar mais transparência à gestão pública. A prefeita declarou durante entrevista na manhã desta terça-feira (24) que “a Lei de Compartilhamento é mais uma inovação que estamos propondo e que representa também uma conquista para a população do Conde por conta do seu potencial participativo e de controle, já que essa lei fará com que qualquer pessoa integrada a grupos como os de WhatsApp saiba exatamente o que está sendo gasto em obras e em outras ações pela Prefeitura”.
Cadastro
Para participar, as pessoas devem formar os grupos de acompanhamento e se cadastrar no site do município ou procurar a Secretaria de Comunicação Social e Difusão Digital (Secomd), para o fazer o cadastro de forma presencial. “Para realizar o cadastramento, o grupo deverá apresentar regulamento próprio, que estabeleça, no mínimo: os administradores do grupo; o objeto do acompanhamento; a obrigatoriedade de as comunicações se consolidarem de forma clara e não-contraditória e ocorrerem em termos corteses e civilizados”, de acordo com a lei.
Os grupos terão a participação, além dos cidadãos e cidadãs que o criaram, de representantes da gestão municipal e de representantes das empresas contratadas para fornecer o serviço ou realizar a obra pública. Os integrantes da Gestão terão prazo de sete dias para divulgarem nos grupos as informações solicitadas. Márcia Lucena contou que “tive essa iniciativa após se informada pelo senador João Capiberibe, do PSB, que ele estava propondo no Senado, através de Projeto de Lei Suplementar, justamente isso, o controle e acompanhamento de obras públicos por cidadãos através de grupos de usuários de aplicativos e redes sociais”.
A Procuradoria Geral do Município estruturou o projeto que foi enviado à Câmara Municipal onde obteve aprovação por unanimidade. A prefeita destacou “a sensibilidade e o espírito público dos vereadores da nossa cidade, que compreenderam o sentido democrático da nossa iniciativa que vai fazer com que a população participe ainda mais do cotidiano da gestão municipal”, afirmou.
Lei
Estão subordinados à Lei de Compartilhamento “os órgãos públicos integrantes da administração direta dos Poderes Executivo e Legislativo; as autarquias, as fundações públicas, as empresas públicas, as sociedades de economia mista e demais entidades controladas direta ou indiretamente pelo Município de Conde/PB”.
Ao ser questionado sobre como será o controle para que os grupos não tenham o fim desvirtuado, o secretário de Comunicação da prefeitura, Walter Galvão, garantiu que haverá mediação. “Há uma legislação específica, um administrador devidamente cadastrado, normas de conduta e a participação da gestão. Abusos implicarão na eliminação imediata. Mas é claro que estamos pensando que o grupo terá um comportamento difícil como em qualquer grupo, mas estaremos atentos para estabelecer um mínimo de organização”, disse.